Covid-19: Prefeitura de Imbituba relata situação da saúde na cidade

Número de atendimentos referentes a Covid-19 triplicou no último mês em Imbituba. "Precisamos que a população tenha consciência", diz secretária de saúde

A Prefeitura de Imbituba pediu, em nota, consciência de toda a população neste momento de caos no sistema de saúde de todo o Estado. De acordo com o município, no último mês o número de atendimentos referentes à Covid-19 triplicaram na cidade. 

enfermeiras atendendo pacientes com covid. – Foto: PMI/Divulgação

“Hoje, precisamos que a população tenha consciência. Precisamos que, quem pode, fique em casa. Assim, conseguiremos conter o avanço do coronavírus na cidade”, pediu a secretária municipal de Saúde, Graciela Wiemes Ribeiro.

De acordo com a Prefeitura, Imbituba passa por seu pior momento desde o início da pandemia. “Estamos com o isolamento lotado, a UTI lotada e com fila de espera. Essa é a realidade! Pedimos, encarecidamente, que toda a população respeite o decreto, evite a aglomeração, só saia de casa se for de extrema necessidade e não contribua com a circulação do vírus. Precisamos da ajuda de todos para frear a contaminação”, alertou a secretária.

Na terça-feira (9), dois pacientes intubados esperavam por uma vaga de UTI, no Hospital São Camilo, principal da cidade. Imbituba contabiliza, desde o início da pandemia, 5.588 casos testados positivos. Desses, 152 estão ativos. 

A preocupação do município é de faltar leitos e alguém morrer na fila de espera. “Se a taxa de contágio continuar assim, a possibilidade de não conseguirmos atender as pessoas que precisem do nosso sistema de saúde é grande. Tenho medo de que alguém perca a vida por falta de leito ou, até mesmo, pela falta de profissionais para atendê-los”, comentou Graciela.

A orientação da Prefeitura de Imbituba para quem sentir sintomas leves da Covid-19, é de procurar uma Unidade Básica de Saúde em seu bairro.

Caso os sintomas sejam intermediários, como, febre ou dor de garganta forte, o caminho é procurar a tenda Covid-19, que fica ao lado do CAPS, no bairro Centro. Já para os moradores que tiverem falta de ar e febre muito alta, a orientação é procurar o atendimento direto no Hospital São Camilo.

+

Saúde