Covid-19: Saiba onde se vacinar na Grande Florianópolis

A região, que possui 127.701 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, segue imunizando residentes dos primeiros grupos prioritários

Os catarinenses estão sendo imunizados contra a Covid-19 em grupos. Como o recurso ainda é escasso, a imunização está sendo feita conforme a oferta de vacinas. Para não perder a data e poder se organizar, o Grupo ND passa a oferecer diariamente este conteúdo, explicando quem está sendo imunizado, onde as vacinas estão sendo aplicadas e o que é preciso fazer antes de chegar até o local indicado.

idosa sendo vacinada contra Covid-19 por uma enfermeiraCovid-19: Saiba onde se vacinar na Grande Florianópolis – Foto: Chaiana Muller/PMF/Arquivo/ND

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, há 127.701 casos confirmados de Covid-19 na Grande Florianópolis desde o início da pandemia. Enquanto isso, a imunização segue com os idosos e trabalhadores da saúde e, em caso de vacinação em 100% desses grupos ou término de doses, a campanha pode vir a ser paralisada até que novas vacinas cheguem no Estado

Confira os locais de vacinação na Grande Florianópolis:

  • Florianópolis

A Capital Catarinense está com as doses acabando. Florianópolis aguarda a chegada de novas doses para planejar os próximos grupos que devem receber a vacina. 

Segundo a prefeitura do município, restam apenas 100 doses reservadas para os idosos acima de 90 anos que não foram encontrados em casa, ou que não atenderam aos telefonemas das equipes de saúde, que entraram em contato para agendar a imunização. 

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 90 anos. 

Locais de vacinação: A vacinação está acontecendo a domicílio. 

Horários: A prefeitura não tem horários específicos, a vacinação das 100 doses que ainda restam está acontecendo por agendamento. 

Como fazer para receber a vacina: O idoso que ainda não recebeu imunização deve aguardar a ligação da secretaria de saúde do município, que possui uma relação de todos os que fazem parte desse grupo prioritário e residem na Capital. O idoso ou familiar também pode entrar em contato pelo Alô Saúde Floripa, pelo telefone 0800 333 3233.

  • São José

O município de São José está vacinando nesta semana, os idosos de 85 a 89 anos. Desse público, 84% dos idosos já foram imunizados, segundo a Prefeitura, e aguardam a segunda dose. 

A vacinação neste grupo prioritário teve início no dia 15 de fevereiro e não tem previsão para término. A prefeitura informou que está esperando orientação do Governo do Estado para mudar a faixa etária. 

Locais de vacinação: Clube Primeiro de Junho, na Rua Getúlio Vargas, 362 – Centro histórico de São José.

Horários: 8h às 17h em sistema drive-thru.

Como fazer para receber a vacina: Para que a imunização aconteça, o idoso deve apresentar comprovante de residência e documento com foto na chegada. Aos que não conseguem se locomover até o local previsto, deve ser feita a comunicação ao Posto de Saúde do bairro, a fim de agendar a vacinação a domicílio. 

  • Palhoça

O município de Palhoça está com a vacinação em idosos acima de 85 anos. Segundo a prefeitura, não existe uma previsão para término deste grupo prioritário, já que depende dos idosos irem até o local para realizar a imunização.

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 85 anos. 

Locais de vacinação: Estação Palhoça (Terminal de ônibus da Jotur, na Ponte do Imaruim). 

Horários: 9h às 11h e das 14h às 18h, em sistema drive-thru.

Como fazer para receber a vacina: Para receber o imunizante é necessário que o idoso se dirija até o local destinado para vacinação durante o horário previsto da campanha, acompanhados de um documento com foto e comprovante de residência. 

Para os acamados ou que não conseguem se locomover, a vacinação está sendo feita em casa a partir de agendamento feito diretamente com o posto de saúde do bairro onde reside. 

  • Biguaçu

Biguaçu está com a campanha de vacinação ativa para o primeiro grupo prioritário. Profissionais da saúde, idosos em casa de apoio e pessoas acima de 90 anos. A prefeitura informou que não há data prevista para o término da vacinação deste grupo. 

Segundo a Prefeitura, já foram vacinados 125 idosos em casa, de um total de 153 residentes na cidade. A vacinação está acontecendo a domicílio, a partir de uma listagem dos necessitados, feita pela Secretaria de Saúde. 

Aos que não foram encontrados em casa, Biguaçu orienta que entrem em contato com o posto de saúde do bairro para agendar a imunização. 

Quem pode receber a vacinação neste momento: Idosos acima de 90 anos e profissionais de saúde.

Locais de vacinação: A domicílio para os idosos acima de 90 anos e na Policlínica da cidade para os profissionais da saúde. 

Horários: Os horários são montados a partir dos agendamentos. 

Como fazer para receber a vacina: É preciso ligar para o posto de saúde do seu bairro e agendar a imunização em casa. Os profissionais de saúde devem fazer o mesmo. 

Balanço estadual de vacinação

Nesta segunda-feira (22), Santa Catarina contabilizou um total de 204.132 aplicações da vacina, que correspondem a primeira e segunda dose. Do total, 156.827 são aplicações da dose um e 47.305 da dose dois.

Para prosseguir com a campanha de vacinação para os primeiros grupos prioritários e avançar para os próximos grupos da lista de prioridade, os municípios aguardam recebimento de novas doses.

Conforme a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, a vacina está sendo aplicada em grupos prioritários, conforme as doses do medicamento são enviadas de Brasília até chegar aos municípios. 

Para Santa Catarina estava prevista a chegada de 8,9 milhões de vacinas em fevereiro. Porém, o Estado deve receber apenas 2,7 milhões. Isso porque o Instituto Butantan informou que não conseguirá cumprir com a entrega prevista e apenas 30% do combinado será repassado.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde