Covid-19: veja o que está proibido e liberado em São José após o novo decreto

Prefeitura da cidade publicou novo decreto nesta segunda-feira (8) com restrições devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19)

A Prefeitura de São José publicou um novo decreto nesta segunda-feira (8) com restrições válidas pelos próximos sete dias. A medida acontece devido à situação delicada que a região da Grande Florianópolis vive em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Supermercados poderão funcionar com até 40% da ocupação – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/NDSupermercados poderão funcionar com até 40% da ocupação – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/ND

O ND+ explica o que está liberado e proibido no município pelos próximos dias. Confira:

Bancos

O atendimento interno acontece até às 16h. Em dias de semana um funcionário deve organizar as filas no local, evitando a aglomeração, exigindo o uso de máscaras, além da disponibilização do álcool em gel.

Condomínios

Fica proibida aglomeração de pessoas nas áreas comuns como saunas, home cinema, academias, piscinas, pistas de caminhadas ao ar livre, pet places, corredores e elevadores.

A abertura desses locais fica a rigor do sindico. Caso opte pela abertura, uma série de medidas deve ser seguida.

  • Acesso aos locais por residentes de uma única habitação por vez, de segunda a sexta-feira das 6h às 22h;
  • Proibida a realização de eventos sociais, além da ocupação de salões de festas e espaços gourmet.

Esporte e lazer

  • Está proibida a realização de eventos esportivos da Fesportes;
  • Proibida a concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças, calçadões e Beira-Mar de São José;
  • Proibido o funcionamento de quadras esportivas públicas, excetuando-se esportes de rendimento;
  • As quadras privadas podem funcionar de segunda a sexta até às 22h, respeitando regras como aferimento de temperatura de clientes e funcionários e uso do álcool em gel. Atletas e colaboradores deverão ficar de máscara enquanto permanecerem no local, exceto no período em que estiver realizando a prática do esporte;
  • É proibido o uso churrasqueira, uso de bebedouros, além da presença de pessoas idosas e do grupo de risco. Quem tiver sintomas também não poderá entrar.
  • Parques aquáticos não podem abrir as portas.
Concentração e permanência de pessoas em espaços públicos está proibida – Foto: Renata Munarim/NDConcentração e permanência de pessoas em espaços públicos está proibida – Foto: Renata Munarim/ND

Casas noturnas

Casas noturnas, casas de show, boates, pubs a afins não podem abrir durante este período. Além disso, as atividades em cinemas, teatros, museus e congêneres também estão proibidas.

Academias de ginástica e afins

  • Podem funcionar apenas com 25% da capacidade, disponibilizando álcool em gel na entrada, além de desativar equipamentos com registro de digital.
  • É obrigatório o uso de máscara, além de manter o distanciamento social
  • Somente utilizar bebedouros com copos descartáveis ou garrafas individuais;
  • O ambiente deve ser completamente higienizado ao menos uma vez ao dia
  • O tempo de permanência de cada aluno é de apenas uma hora;
  • É proibido o contato físico e treinamento coletivo;
  • Intercalar pessoas em bicicletas e esteiras.

Aulas presenciais

  • Liberadas para a educação básica, profissional, ensino superior e afins, seguindo todos os protocolos sanitários;
  • Os estabelecimentos devem estabelecer um plano de contingência;
  • Proibido estágio obrigatório e atividades práticas presenciais curriculares no ensino superior em laboratórios, sendo permitido apenas os estágios obrigatórios de profissionais da saúde;
  • Bibliotecas podem funcionar com até 50% da capacidade;
  • Não pode haver palestras, seminários e afins.

Igrejas, templos e afins

  • Podem funcionar das 6h às 22h com 25% da capacidade e atendendo as medidas de segurança;
  • Deve ser garantida a circulação de ar;
  • Quando o estabelecimento for maior que 300 m², realizar a aferição de temperatura;
  • Assentos devem ser disponibilizados de forma alternada;
  • Entrada permitida apenas com máscara e uso de álcool em gel.

Feiras e exposições

  • Fica liberada a realização de feiras livres de hortifrutigranjeiros e outros alimentos, devendo seguir as seguintes medidas:
  • Distanciamento de quatro metros entre as barracas;
  • Atendimento de um cliente por vez com distanciamento de 1,5 m;
  • Cada barraca deve colocar um colaborador para organizar a fila;
  • Atendentes devem higienizar as mãos com álcool em gel depois de cada atendimento;
  • Todo cliente deve higienizar as mãos.

Hotéis, pousadas, albergues e similares

  • Podem funcionar, incluindo as piscinas e academias. No momento de check-in do cliente, deve ser aplicado um formulário de detecção de pacientes sintomáticos para a Covid-19;
  • Estabelecimentos com capacidade para 20 ou mais pessoas devem aferir a temperatura de clientes e funcionários antes de entrarem no local;
  • Disponibilizar álcool em gel;
  • Não permitir a permanência e circulação em espaços comuns, como saunas e salas de reunião;
  • Hóspedes devem usar máscaras em todo o hotel, menos no quarto;
  • Poderão ativar 100% da capacidade de hospedagem;
  • Estabelecimento deve definir os protocolos para desinfecção do ambiente;
  • Todos os trabalhadores devem usar máscaras.
  • Espaços de playgrounds podem funcionar com agendamento prévio, respeitando a limitação de uma criança por brinquedo, respeitar distanciamento de dois metros, além realizar a higienização com álcool após a utilização de cada usuário;
  • Saunas, piscinas e academias não podem funcionar.

Shoppings, galerias e centros comerciais

  • Podem funcionar com 25% da capacidade, incluindo os trabalhadores, de segunda a sexta-feira das 6h às 22h;
  • Nos estabelecimentos de cosméticos fica proibido o mostruário para clientes provarem os produtos;
  • Está autorizada a prova de roupas e acessórios, sendo obrigado a usar máscaras durante a prova;
  • Bares e restaurantes que estiverem localizados nas áreas externas do shopping, e possuírem entrada exclusiva, podem permitir somente oito clientes por mesa, exceto no caso de pessoas que morem juntas;
  • Só pode comer ou beber quem estiver sentado;
  • Encerrar as atividades até as 22h, com o último cliente entrando as 21h;
  • Apresentação culturais com música ao vivo estão liberadas, com restrições de no máximo três artistas e barreira física entre público e músicos.

Comércio em geral

  • O comércio em geral pode funcionar de segunda a sexta das 6h às 22h. Apenas um cliente pode ser atendido por atendente;
  • Deve haver distanciamento social, circulação de ar e organização de filas com distanciamento entre as pessoas;
  • Todos os clientes devem higienizar as mãos ao entrarem;
  • Autorizada a prova de roupas;
  • Estabelecimentos com mais de 100 m² devem por cartazes informando o número de pessoas permitidas.

Estabelecimentos do ramo alimentício

  • Podem funcionar das 6h às 22h, com no máximo oito clientes por mesa, exceto naquelas de pessoas que moram juntas;
  • Consumo apenas por quem estiver sentado;
  • Encerrar às 22h, último cliente pode entrar até às 21h;
  • Autorizado música ao vivo com restrições;
  • Funcionários devem usar máscaras em todos os ambientes.

Supermercados

  • Podem funcionar das 6h às 22h.
  • Os estabelecimentos com mais de 1000 m²  devem aferir temperatura de clientes e colaboradores na entrada;
  • Ocupação máxima de 40%;
  • Apenas uma pessoa por família. O cliente pode entrar acompanhado de crianças de até 12 anos;
  • Permitido a entrada de novos clientes até 21h30.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde