Criança escreve cartinha especial ao Pelznickel e ganha voo para falar com Deus em SC

Gabriel Dutra de 11 anos, fez um pedido diferente ao personagem folclórico tradicional de Natal em Guabiruba para o seu pai ganhar um coração novo

Dezembro é o mês mais esperado do ano pelas crianças, além das férias, vem a chegada do Papai Noel, em Guabiruba é o famoso Pelznickel (Papai Noel do Mato). E Gabriel Dutra, de 11 anos, é a criança que mais chamou atenção ao entregar a cartinha para  o bom velhinho das matas.

Gabriel queria pedir a Deus pela saúde de seu pai – Foto: Arquivo PessoalGabriel queria pedir a Deus pela saúde de seu pai – Foto: Arquivo Pessoal

O pedido do menino era nada mais e nada menos que o personagem folclórico tradicional da cidade, pudesse pedir um avião emprestado ao patrão de sua mãe para que ele  pudesse ir ao céu  “falar com Deus”, o motivo seria para pedir ao cara lá de cima que o pai dele ganhasse um coração novo; leia a cartinha.

“Oi Pelznickel. Eu me chamo Gabriel, tenho um irmão e uma irmã, Guilherme e Maria Fernanda. Eu queria neste Natal poder ganhar um presente bem legal, mas meu pedido esse ano vai ser diferente. Pelznickel, queria te fazer um pedido, porque sei que minha cartinha vai chegar até você: queria pedir para falar com o patrão da minha mãe e pedir um avião emprestado para poder ir ao céu e falar com Deus. Que o nosso presente de Natal neste ano seja que o papai do céu dê um coração novo para o papai, porque o dele está funcionando 22%. Pelznickel, esse o presente que eu, meu irmão, minha irmã e minha mãe queremos de Natal. Minha mãe trabalha bastante para cuidar de nós e ajudar o pai a comprar os remédios. Eu logo vou crescer e trabalhar para ajudar a minha mãe, porque nós queremos que meu pai melhore logo e possa brincar de bola com a gente, e pegar a minha irmã no colo”.

Após chamar a atenção da Sociedade Pelznickel e viralizar nas redes sociais com o vídeo, o pedido do voo foi atendido  pela Escola de Aviação Civil Pelicano na última quinta-feira (9).

O dia que o coração do pai parou de funcionar

Amarildo Debatin, pai de Gabriel foi  vítima de um infarto no dia 12 de outubro, no interior de um supermercado atacadista no bairro Guarani.

O pai teve morte súbita reanimada. Desde então, ele vive com o coração funcionando a 22% da capacidade e fazendo uso de uma série de medicamentos que o ajudam a sobreviver desde então.

A família do pequeno Gabriel mora no bairro Limoeiro, e a mãe, Amanda Dutra Buth, trabalha na Fazenda Aeronáutica Amil.

Em um dos trechos da carta ele cita sobre ‘pedir um avião emprestado para poder ir ao céu e falar com Deus’ pois era a única forma de chegar mais perto dele.

Após ter conhecimento do fato, a empresa aeronáutica onde Amanda trabalha atendeu um dos pedidos de Gabriel: o levou para voar e entregar pessoalmente seu pedido ao céu.

Gabriel voou com o piloto do monomotor às 11h30 na quinta-feira (9). Lá do alto ficou em silêncio, fechou os olhos e orou. Chorando, pediu a Deus por seu pai.

Encontro da Sociedade Pelznickel com a família e Fábio Reis, da Fazenda Aero Amil nesta segunda-feira (13) – Foto: Juliane Ferreira/Diplomata FMEncontro da Sociedade Pelznickel com a família e Fábio Reis, da Fazenda Aero Amil nesta segunda-feira (13) – Foto: Juliane Ferreira/Diplomata FM

Quando uma criança pede com tanta fé pela saúde de um pai, a frase parece ter ainda mais efeito

A família vive um período de espera. Com o coração batendo fraquinho e com aumento de tamanho gradativo, Amarildo precisa aguardar e continuar ingerindo cerca de dez remédios que toma por dia.

Só que ele não contava com uma coisa, nesta segunda-feira (13), um dia depois de completar exatos dois meses do maior susto já enfrentado pela família e por  Gabriel, eles recebem uma surpresa especial: a visita do Pelznickel.

O personagem folclórico chegou de helicóptero na Fazendo Aero Amil, onde a criança mora com sua família e garante o trabalho da mãe, Amanda Dutra, no bairro Limoeiro.

Segundo informações, a surpresa veio acompanhada de boas notícias: uma farmácia de Guabiruba, comovida com a história e pedido especial do Gabriel, doou a Amarildo alguns medicamentos que ele precisa fazer uso contínuo.

A doação dará um respiro nas compras dos medicamentos que são necessários para sua sobrevivência.

Rifa solidária

No momento há uma rifa solidária em prol de Amarildo, promovida por Regiane Aparecida Bambinetti, a bombeira voluntária que auxiliou nos primeiros socorros dia 12 de outubro.

O bilhete custa R$ 5, será sorteado dia 20 de dezembro e terá como prêmio um edredom. A arrecadação deve ajudar a custear a sequência da compra de remédios, que somam um valor alto à família por mês.

Para adquirir, basta fazer contato por meio dos números (47) 9 9642-1686 (Regiane) ou (47) 9 9759-7684 (Amanda).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...