De bairro sem casos ativos a mais de 80: veja situação da Covid-19 em Florianópolis

Em contrapartida, outro bairro registra 81 casos ativos da doença e 66 mortes; taxa de ocupação dos leitos de UTI Adulto está em 99,5% na Grande Florianópolis

O cenário da pandemia segue crítico em todas as regiões de Santa Catarina, que se encontram no nível gravíssimo no mapa de risco estadual.

Segundo dados da GVE (Gerência de Vigilância Epidemiológica), atualizados na manhã desta quinta-feira (1º), dos 49 bairros de Florianópolis, apenas um não tem casos ativos de Covid-19.

Somente um bairro de Florianópolis não tem casos ativos da Covid-19 – Foto: Flávio Tin/Arquivo/NDSomente um bairro de Florianópolis não tem casos ativos da Covid-19 – Foto: Flávio Tin/Arquivo/ND

Trata-se do bairro Costa da Lagoa, localizado na região Leste da cidade. Desde o início da pandemia, o bairro teve 56 casos confirmados da doença e todos se recuperaram, isto é, nenhum óbito foi registrado. No dia 26 de março, o bairro aparecia com quatro casos ativos da doença.

O baixo índice de casos ativos também é observado em outros bairros da Capital. São eles, a Vargem Pequena, com dois casos; Vila Aparecida, Ribeirão da Ilha, Canto da Lagoa e Caieira da Barra do Sul, todos com três casos ativos.

Em contrapartida, o Centro de Florianópolis está na liderança dos bairros com maior número de casos ativos.

São 81 pessoas infectadas e com potencial de transmitir a Covid-19. O bairro também registra o maior número de mortes causadas pelo novo coronavírus: 66. Os outros bairros com alto número de casos ativos são: Ingleses, com 79 e Estreito, com 58 casos ativos.

Ao ND+, a prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, justificou que os números estão relacionados com “a grande densidade populacional, o que favorece aglomerações e facilita a transmissão do vírus.”

Confira os números de casos ativos por bairro:

Situação dos leitos de UTI

Há apenas um leito de UTI Adulto disponível pelo SUS na Grande Florianópolis. Os dados do covidômetro da Prefeitura Municipal, atualizados nesta manhã, apontam 99,5% de taxa de ocupação para esse tipo de leito.

As informações divulgadas pelo painel são baseadas no Relatório Estadual que é o responsável pela regulação dos leitos do SUS. Segundo o covidômetro, 103 pacientes, moradores de Florianópolis, estão na UTI por Covid-19.

Por outro lado, há 29 pessoas na fila de espera por um leito de UTI em função da Covid-19 na Grande Florianópolis, segundo monitoramento do Governo do Estado, divulgado no boletim desta quarta-feira (31).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde