De festa na lancha a deboche em balada: o fim de semana de aglomeração em SC

No final de semana em que Santa Catarina voltou ao nível mais crítico da Covid-19, segundo o mapa de risco, aglomerações foram registradas em todo o Estado

No final de semana em que toda Santa Catarina voltou à cor vermelha, segundo atualização de sábado (17) do mapa de risco, não faltaram festas clandestinas e flagrantes de desrespeito às normas sanitárias no Estado.

Fiscalização ocorreu no sábado (17), após denúncia de perturbação na praia de Magalhães, em Governador Celso RamosFiscalização ocorreu no sábado (17), após denúncia de perturbação na praia de Magalhães, em Governador Celso Ramos – Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação ND

Um dos casos chamou a atenção assim que veio à tona, na manhã de sábado, por causa do deboche dos participantes. Eles driblaram a fiscalização quando os agentes chegaram ao estabelecimento. As cenas foram gravadas e divulgadas na internet.

Na ocasião, os baladeiros sentam-se rapidamente quando percebem a fiscalização se aproximando. Assim que o grupo da prefeitura deixa o local, os jovens voltar a dançar aglomerados, sem máscara. O caso repercutiu nacionalmente.

Ainda na Grande Florianópolis, os eventos ilegais se estenderam ao mar, virando caso de polícia neste sábado. Isso porque a fiscalização flagrou um grupo de festeiros espalhado em 14 embarcações. Uma pessoa, organizadora do evento, foi autuada.

Os barcos estavam em volta de um deque flutuante onde acontecia um show ao vivo. Os proprietários e marinheiros foram advertidos, além de três lanchas autuadas e uma apreendida em razão das irregularidades.

Estes casos foram flagrados em meio à crise sanitária em terras catarinenses. A taxa de ocupação de leitos de UTI, atualizada na noite deste domingo (18), mostra que 96,83% das unidades do SUS estão ocupadas no Estado. No caso dos espaços destinados especificamente a adultos, a situação fica ainda pior, com 97,89% dos leitos indisponíveis.

Oeste

O município de Faxinal dos Guedes, no Oeste, também apareceu nos registros policiais neste domingo. Em uma casa, 15 pessoas estavam aglomeradas realizando uma festa com som alto. No local, a PM (Polícia Militar) constatou ainda que o grupo consumia bebida alcoólica e não fazia uso de máscara de proteção individual.

Já em Xanxerê, uma casa de shows foi fechada, às margens da BR-282, na madrugada de sábado. Segundo as equipes de segurança, o estabelecimento estava aberto após o horário limitado pelo decreto, além de ofertar consumo de bebida alcoólica, que está proibido após às 22h. As pessoas não faziam uso de máscara.

Além do descumprimento do decreto, drogas foram apreendidas em festa em XanxerêAlém do descumprimento do decreto, drogas foram apreendidas em festa em Xanxerê – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Em Chapecó, dois estabelecimentos foram interditados e pessoas autuadas por aglomeração de pessoas e outros descumprimentos de normas.

Norte

Em Jaraguá do Sul, 15 pessoas também foram flagradas pela polícia sem máscara e desrespeitando as medidas sanitárias durante a tarde de domingo em uma casa do bairro Santo Antônio.

Conforme o dono do local, o grupo já realizava a festa desde o dia anterior. Após as denúncias, a guarnição foi até o local e várias pessoas tentaram fugir, mas foram abordadas pela PM. O proprietário da casa e um jovem de 23 anos, flagrado com droga, assinaram termo circunstanciado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...