Denúncia: caso de fura fila em vacina da Covid-19 é investigado em Joinville

Ministério Público apura denúncia envolvendo profissional de um hospital da cidade

Enquanto Joinville continua a vacinação contra a Covid-19, um caso de fura fila envolvendo um profissional que atua em um hospital da cidade está sendo investigado pelo Ministério Público. A investigada é uma enfermeira que teria aplicado a dose em um funcionário da própria unidade de saúde de forma irregular. Até o momento, Joinville aplicou 13.524 doses.

Caso foi denunciado na semana passada e teria acontecido no Hospital Municipal São José – Foto: Prefeitura de Joinville/DivulgaçãoCaso foi denunciado na semana passada e teria acontecido no Hospital Municipal São José – Foto: Prefeitura de Joinville/Divulgação

A denúncia feita ao Ministério Público na semana passada afirma que pessoas que não atuam na linha de frente estariam furando a fila de vacinação. A Promotoria de Justiça já pediu explicações ao Hospital Municipal São José, onde o caso teria acontecido. A unidade deve responder como a imunização está sendo realizada e quais os responsáveis pela liberação das vacinas.

Segundo a prefeitura, a apuração comprovará que a aplicação da dose em um funcionário da área administrativa não configura irregularidade, uma vez que os profissionais que atuam em unidades de atendimento em saúde, sejam da rede pública ou privada podem receber o imunizante.

Essas aplicações já estão sendo feitas, como em dentistas e atendentes em laboratórios e clínicas particulares. Todos os trabalhadores que constam no cadastro nacional de estabelecimentos que atuam na área de saúde podem se cadastrar para receber a vacina.

O caso corre em segredo de Justiça e, por isso, os nomes dos envolvidos não foram divulgados. A investigação está sob responsabilidade da 13ª Promotoria de Justiça.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde