Denúncia de aglomeração faz fiscais voltarem a restaurante na mesma noite em Florianópolis

Segundo a Guarda Municipal, o estabelecimento fica localizado no Centro e funcionava como casa noturna antes da pandemia

Um estabelecimento foi interditado após ser flagrado com aglomerações e vendendo bebida alcóolica fora do horário permitido durante o fim de semana em Florianópolis, na Capital catarinense.

Além disso, outros estabelecimentos foram multados e advertidos por descumprirem as medidas restritivas de combate à Covid-19.

Assim como as praias de Santa Catarina, os estabelecimentos também são fiscalizados – Foto: GMF/Divulgação/NDAssim como as praias de Santa Catarina, os estabelecimentos também são fiscalizados – Foto: GMF/Divulgação/ND

Segundo a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis), o estabelecimento fica localizado no Centro e funcionava como casa noturna antes da pandemia. Atualemente, no entanto, opera como restaurante.

Nesta ocasião, o estabelecimento funcionava de forma correta até a passagem da fiscalização. Porém, depois que a força-tarefa saiu, denúncias informaram que ele havia excedido o limite de público, com pessoas sem máscara no local.

Além disso, ele estaria vendendo bebidas alcoólicas após as 18h. A GMF, então, retornou ao local, que foi interditado. O público também foi dispersado.

“O que nos deixa muito felizes é que, ao todo, no sábado (27) foram realizadas 49 inspeções e só 13 apresentavam alguma irregularidade”, disse Ricardo Pastrana, subcomandante da GMF.

Multas e outras irregularidades também foram flagradas

Dados parciais da Guarda Municipal apontam que, durante as fiscalizações, um estabelecimento foi advertido, 11 apresentavam alguma irregularidade em desacordo com o decreto estadual e duas multas foram aplicadas. 

Realizam as vistorias fiscais da Vigilância Sanitária de Florianópolis e do Procon, agentes da GMF e auxiliares da Susp (Superintendência de Serviços Públicos).

A força-tarefa conta, ainda, com suporte operacional das Secretarias de Mobilidade, Turismo e Desenvolvimento Urbano. A coordenação é feita pela Secretaria de Segurança Pública de Florianópolis.

Nas ações, o grupo verifica itens como uso correto de máscaras, distanciamento social, disposição de mesas e cadeiras, álcool gel, sistema de ventilação, exposição dos alvarás de funcionamento em locais visíveis e outros regramentos.

Os agentes também retornam em locais anteriores com histórico de problemas para averiguar o andamento das melhorias solicitadas. Irregularidades detectadas podem gerar multas de até R$ 500 mil reais.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde