Depois de 10 meses, ambulatório do Ivo Silveira é desativado em Chapecó

Atendimento à população ficará na Efapi, Verdão e UPA

Há cerca de 10 meses, o Ginásio de Esportes Ivo Silveira, que fica ao lado da Arena Condá, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, serviu como ambulatório para atender pacientes com sintomas gripais da Covid-19. A partir desta terça-feira (6), o espaço não será mais utilizado e é desativado pela prefeitura de Chapecó.

Nos momentos de pico da doença, ambulatório chegou a atender mais de 1.500 pessoas por dia – Foto: Caroline Figueiredo/NDNos momentos de pico da doença, ambulatório chegou a atender mais de 1.500 pessoas por dia – Foto: Caroline Figueiredo/ND

No último domingo (4), os profissionais de saúde atenderam apenas 56 pacientes. Porém, o espaço já chegou a atender mais de 1.500 pessoas por dia no pico da infecção do novo coronavírus, ou seja, entre fevereiro e março. De acordo com a administração municipal, o espaço, agora desativado, passará por desinfecção para instalação de um novo serviço.

Os pacientes que apresentarem sintomas respiratórios devem procurar os ambulatórios da Efapi (no salão comunitário do Colatto), que é 24h; do Verdão (avenida São Pedro), que é das 7h às 19h e a UPA-24h (avenida Sete de Setembro).

O último boletim epidemiológico divulgado na segunda-feira (5) contabilizada 193 internações de pacientes com a Covid-19. Desses, 129 em leitos de UTI, 61 na enfermaria e 3 em outros setores.

Seguem com o vírus ativo 392 pessoas e 32.924 pacientes se recuperarão. Chapecó já registrou 537 óbitos desde o início da pandemia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde