Descoberta de nova substância tem potencial para interromper ou prevenir a doença de Alzheimer

Uma boa notícia para quem convive com a doença de Alzheimer: uma pesquisa recente do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, em Houston, descobriu uma substância que pode interromper ou prevenir a doença. O psiquiatra brasileiro João Quevedo, do Instituto de Neurociências João Quevedo e professor da Universidade do Texas, é um dos pesquisadores que assinam a pesquisa e conversou com o Ver Mais Criciúma.

+

Ver Mais Criciúma