Dezembro Laranja: mês para dar mais atenção ao câncer de pele

Com cerca de 180 mil novos casos ao ano, o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e tem como sua principal causa a exposição excessiva ao sol

Dezembro é um período de alertas para evitar o Câncer de Pele – Foto: Reprodução/QualiredeDezembro é um período de alertas para evitar o Câncer de Pele – Foto: Reprodução/Qualirede

Com a chegada do verão e o aumento da exposição ao sol, foi criado o Dezembro Laranja, uma iniciativa da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a doença, suas principais formas de prevenção e tratamento.

O câncer de pele é o tumor mais frequente no Brasil, e tem como a sua principal causa a exposição excessiva e sem proteção ao sol, que pode se manifestar como um sinal ou mancha.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), são cerca de 180 mil novos casos ao ano, o que representa que 30% dos tipos de cânceres registrados no país são de pele.

“A campanha do Dezembro Laranja é muito positiva, visto que a exposição das pessoas ao sol aumenta na época do verão. Cuidar da pele é sinônimo de cuidar da saúde, e ela deve ser cuidada todos os dias, seja na praia ou na cidade”, explica a Dra. Carla Biagioni, Diretora de Operações da Qualirede, empresa especialista em gestão em saúde para o setor público.

“A informação, a prevenção e o diagnóstico precoce são as melhores formas de reduzir as estatísticas da doença, porque apesar de ser frequente, quando descoberta no início, ainda possui alta chance de cura”, diz Dra. Carla.

Doença pode acometer qualquer região do corpo

O câncer de pele pode ser percebido principalmente em áreas do corpo mais expostas ao sol, como rosto, pescoço, ombros e orelhas. Mas, de acordo com a SBD, a doença pode acometer qualquer região do corpo, inclusive a palma das mãos, planta dos pés, unhas, genitais e couro cabeludo.

Câncer de pele não melanoma x melanoma

Não Melanoma: É o mais comum no mundo, o menos grave e possui alta chance de cura quando descoberto no início.

Melanoma: Apesar de ser menos frequente, é o mais agressivo e letal, podendo causar metástase, que é a disseminação do câncer para outros órgãos.

Como prevenir o câncer de pele?

  • Evite exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h;
  • Procure lugares com sombra;
  • Use proteção adequada, como roupas, bonés ou chapéus, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas e barracas;
  • Aplique filtro solar diariamente, reaplicando a cada duas horas.

O que aumenta o risco de ter câncer de pele?

Segundo a Diretora de Operações da Qualirede, qualquer pessoa pode desenvolver um câncer de pele, mas há pessoas com mais propensão, como as de pele clara, com histórico de câncer de pele na família, com pintas pelo corpo ou pessoas que foram ou são muito expostas ao sol.

“Essas pessoas precisam de um cuidado redobrado com os hábitos de fotoproteção, além do acompanhamento de um dermatologista”, alerta.

Diagnóstico precoce

O câncer de pele apresenta sinais, por isso é tão importante conhecer o próprio corpo e ficar atento a qualquer sinal ou mancha diferente. O seu médico de família deverá estar sempre atento às alterações da pele e precocemente encaminhá-lo ao especialista, o dermatologista.

Descobrir a doença no início permite um tratamento eficaz e melhor qualidade de vida ao paciente. De acordo com o INCA, a cirurgia é o tratamento mais indicado, mas dependendo do estágio, pode ser associada à radioterapia e à quimioterapia.

A Qualirede reforça a importância de se proteger durante a exposição ao sol, ir ao dermatologista regularmente e ficar atento aos sinais da sua pele.

Saiba mais sobre a Qualirede no www.qualirede.com.br

+

Saúde é tudo

Loading...