Dia de agradecer, homenagear e valorizar o trabalho do médico catarinense

Para celebrar o Dia do Médico, a ACM (Associação Catarinense de Medicina) promove o Summit ACM 2021, de 18 a 20 de outubro, em formato online

No calendário da ACM (Associação Catarinense de Medicina), a mais importante data é 18 de outubro, quando se comemora o Dia do Médico e seu imenso trabalho, que coloca o paciente no centro da sua missão em defesa da vida. No ano em que a saúde moveu o mundo por causa da pandemia de Covid-19, e transformou tudo à sua volta, as homenagens e agradecimentos a esses profissionais tornam-se ainda mais importantes, merecendo a inadiável reflexão sobre a real valorização das suas atividades.

Santa Catarina tem 22,5 mil médicos e o Brasil mais de 500 mil – Foto: DivulgaçãoSanta Catarina tem 22,5 mil médicos e o Brasil mais de 500 mil – Foto: Divulgação

De acordo com o presidente da ACM, radiologista Ademar José de Oliveira Paes Junior, a pandemia demonstrou de forma ainda mais inequívoca a importância do médico na assistência.

“Não há saúde sem médico. Nos últimos anos, a tecnologia e todos os seus importantes avanços ocuparam um lugar de relevância no setor, mas o grande protagonista segue sendo o profissional que presta o atendimento”.

Além disso, o dirigente destaca um papel que às vezes pode passar despercebido. “A medicina caminha ao lado do desenvolvimento social e econômico, para gerar a qualidade de vida desejada e merecida por todos”.

Santa Catarina tem hoje 22,5 mil médicos em atividade (no Brasil são mais de 500 mil), nas mais diversas especialidades e locais de atuação, desde os bancos universitários – na formação acadêmica, até os consultórios, clínicas, hospitais e postos de saúde.

O curso de medicina se mantém entre os mais disputados em todas as regiões, tanto na rede pública de ensino quanto na rede particular, com duração mínima de seis anos de estudos, com pelo menos mais dois anos para a especialização.

Em todo o país, hoje existem 353 escolas médicas, distribuídas em 228 municípios, que oferecem 37.423 vagas por ano. Depois de formado, o maior desafio está em garantir as condições necessárias ao atendimento do paciente, incluindo o acesso ao diagnóstico e à consulta, seguindo por todo o tratamento da doença. Num país como o Brasil, essa jornada é repleta de dificuldades, que impactam de forma direta no exercício da medicina.

Plano de carreira

Médico Ademar José de Oliveira Paes Junior é presidente da ACM – Foto: Arquivo pessoalMédico Ademar José de Oliveira Paes Junior é presidente da ACM – Foto: Arquivo pessoal

Para Ademar Paes Junior, os esforços dos profissionais vêm sendo reconhecidos pela sociedade. “Médicos foram merecedores de incontáveis homenagens nos últimos 18 meses, tempo em que estamos enfrentando o novo coronavírus no Brasil e em Santa Catarina. Foram muitos vídeos, mensagens, cartões especiais, músicas, moções e até premiações, despertando a emoção e um agradecimento verdadeiramente sincero de quem está na linha de frente de um dos mais desgastantes e difíceis momentos da saúde de todo o planeta”.

Porém, o presidente da ACM destaca que é preciso mais. “Todo esse importante sentimento deve ser acompanhado por medidas efetivas e concretas junto aos milhares de médicos. Mais do que nunca, é preciso modificar o quadro de históricas dificuldades enfrentadas, envolvendo as melhorias nas condições de trabalho e a digna remuneração. O assunto é complexo, mas necessário. Não se pode mais adiar. A saúde precisa de vez ocupar o lugar de prioridade sempre anunciado e nunca realizado, na certeza de que se trata da defesa do bem maior de cada um”.

A principal mobilização estadual no momento é para reforçar e reafirmar a necessidade de um Plano de Carreira do Médico, adequado à realidade da saúde e corrigindo antigas distorções, desfazendo graves injustiças e valorizando, de fato, aqueles que trabalham na área.

“Reconhecimentos temporários e momentâneos, como as gratificações, têm destacada importância, mas estão muito longe de consolidar as transformações urgentes de um setor tão vital. Acima de tudo, é indispensável a consciência de que isso não é um privilégio, é um direito”.

Debate sobre “Aceleração Digital e a Saúde Pós-Covid”

O Dia do Médico deste ano será a oportunidade especial para um dos mais importantes debates na atualidade: “Aceleração Digital e a Saúde Pós-Covid”. O tema é o foco da programação do Summit ACM 2021, que acontecerá de 18 a 20 de outubro, em formato totalmente online e com inscrição gratuita.

Na sua quarta edição, hoje é o principal evento de tecnologia em saúde de Santa Catarina, integrando medicina e inovação para todo o ecossistema da assistência médico-hospitalar. Promovido pela Associação Catarinense de Medicina, vai discutir telemedicina, IOT (internet das coisas), inteligência de mercado, clínica digital, soluções tecnológicas no enfrentamento da Covid-19 e a medicina do futuro.

O evento da ACM é o principal fórum de tecnologia em saúde de Santa Catarina, integrando medicina e inovação para todo o ecossistema da assistência médico-hospitalar – Foto: DivulgaçãoO evento da ACM é o principal fórum de tecnologia em saúde de Santa Catarina, integrando medicina e inovação para todo o ecossistema da assistência médico-hospitalar – Foto: Divulgação

As palestras e os debates do evento visam fomentar a troca de experiências e ideias, proporcionando networking qualificado com profissionais e pesquisadores de referência. O público-alvo é composto por médicos, profissionais da saúde, CEO’s de tecnologia e lideranças de diversos setores.

A coordenação é do presidente da ACM, radiologista Ademar José de Oliveira Paes Junior, que preparou a programação para consolidar o Summit como o maior fórum da área, com um debate diferenciado sobre a pandemia e seus impactos, agora com os olhos voltados ao pós-Covid.

“Não há dúvidas de que a pandemia acelerou o processo digital e proporcionou um movimento nunca antes visto, em busca do conhecimento e transferência de informações sem precedentes na história da humanidade. O Summit ACM 2021 vem para fazer esse balanço e apresentar instrumentos que nos possibilitem enfrentar novas crises de maior proporção como a do coronavírus. Não podemos mais ficar expostos a riscos sem um plano de contingência ágil e eficaz na defesa da vida e da saúde”, avalia o coordenador da programação.

Evento motiva o debate sobre a Inteligência artificial e a evolução nos mecanismos de diagnóstico, do tratamento e da gestão dos serviços de saúde – Foto: DivulgaçãoEvento motiva o debate sobre a Inteligência artificial e a evolução nos mecanismos de diagnóstico, do tratamento e da gestão dos serviços de saúde – Foto: Divulgação

Além disso, o médico destaca que as discussões pautadas são oportunidades ímpares para os catarinenses. “Vivemos uma nova saúde, que não é mais exercida apenas nos consultórios e hospitais, mas junto à sociedade, ajudando a defender a qualidade da vida. Da mesma forma, precisamos aproveitar o fato de vivermos na Capital líder em crescimento tecnológico, com o maior número de startups, no segundo Estado que mais avança na era digital em todo o país, reunindo o maior ecossistema tecnológico do Brasil”.

Serviço

O quê: Summit ACM 2021

Quando: de 18 a 20 de outubro

Onde: Em formato online, com inscrições pelo site.

+

Saúde

Loading...