Dia do Professor: O desafio de reinventar-se para continuar ensinando em meio à pandemia

SC Saúde destaca a importância de reacender debate sobre a saúde mental do educador diante dos novos desafios, com método de ensino virtual

SC Saúde propõe reflexão sobre saúde mental do educador diante dos desafios virtuais – Foto: Divulgação

No dia 15 de outubro comemoramos o Dia do Professor, responsável pela arte de ensinar, formar novos profissionais e espalhar conhecimento. A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe mudanças para diversas profissões, e os professores também tiveram que aprender a se reinventar para continuar ensinando e promovendo a educação em meio à pandemia.

A rotina do professor envolve pressão, desgaste emocional e vários níveis de estresse. As mudanças e dificuldades de adaptação ao universo digital podem intensificar ainda mais esses aspectos.

Por se preocupar com a saúde mental, e entender que a rotina de vários profissionais se transformou neste período, o SC Saúde está constantemente reforçando a importância da saúde emocional.

Recentemente, o plano de assistência à saúde promoveu um webinar para falar exclusivamente sobre a rotina e as pressões do dia a dia de professores e outros profissionais diante dos novos desafios. O encontro teve a participação da psiquiatra Dra. Neusa Sérgio e da psicóloga Helen Heimfarth.

Do presencial ao virtual

Se antes os professores já encontravam desafios nas salas de aula, aqueles que não estavam acostumados com as tecnologias passaram por uma verdadeira superação. Agora, a realidade é fazer com que a aula remota seja tão produtiva quanto as aulas presenciais.

Num contexto em que os professores disputam a atenção dos alunos com celulares, notebooks e redes sociais, enxergar a tecnologia como aliada pode ser uma tarefa difícil. As salas de aula já não são mais as mesmas, ninguém esperava viver essa transformação, e também há falta de um treinamento para o ensino a distância.

Mas com dedicação e amor à educação, professores têm mostrado que é possível se reinventar e pensar em novas estratégias, utilizando todo o tipo de criatividade para organizar aulas no ambiente virtual, compartilhando seus ensinamentos através de uma tela, atraindo os alunos e gerando interação.

Saúde mental do educador

Os professores tiveram suas rotinas e seus trabalhos muito modificados com o isolamento social, por isso, o momento atual não envolve apenas transformação e superação no ambiente virtual, mas também afeta áreas como a saúde mental do educador.

Para a psicóloga Helen Heimfarth, os desafios com o método de ensino virtual precisam reacender debate sobre a saúde mental do educador, assim como a de qualquer outro profissional.

Helen explica que no caso dos professores pode haver uma tristeza pela falta de contato com os colegas de profissão e alunos, a dúvida sobre o término do isolamento social, dificuldades com as tecnologias e também em transformar a própria casa num ambiente propício para fornecer aula, ainda que de maneira digital.

Retornar ao trabalho presencial com proteção diante do coronavírus será novo desafio – Foto: Divulgação

“Sempre foi necessário falarmos sobre a saúde mental do professor em sala de aula, e diante de todas as mudanças e preocupações, esse tema se mostra ainda mais atual. É essencial abrirmos o debate sobre a qualidade de vida e o equilíbrio emocional do educador, profissional que é tão importante para o futuro da educação, para que ele continue compartilhando seu conhecimento com os alunos sem prejudicar a si mesmo e a sua saúde”, conclui Helen.

Assim, o SC Saúde reforça a importância do profissional em dar atenção a sua saúde mental e, se necessário, buscar ajuda profissional. Os professores brasileiros são verdadeiros exemplos, por enfrentarem a missão de aprender diariamente para continuarem levando conhecimento aos seus alunos.

+

Saúde é tudo