Karina Manarin

Com foco em notícias de política, o blog traz todos os dias também as informações do cotidiano e que interferem diretamente na vida das pessoas de todo o Sul Catarinense.


Doenças respiratórias: Faltam leitos pediátricos de UTI em Santa Catarina

No Sul do Estado, duas crianças ficaram na fila por leitos de UTI pelo SUS durante o fim de semana. Estado anunciou na noite deste domingo a solução para os casos

O Governo de Santa Catarina reconheceu através de nota a falta de leitos em UTI pediátrica no Estado e informou estar realizando a busca por leitos nos sistemas privados, para contratação. A busca, informa, se estenderá a estados vizinhos caso necessário. Na região Sul, pelo menos dois casos de falta de UTI pediátrica pelo SUS foram relatados durante o fim de semana sendo uma criança do município de Turvo e outra de Criciúma.

Governo de Santa Catarina anunciou que busca leitos em sistemas privados para contratação – Foto: Divulgação/NDGoverno de Santa Catarina anunciou que busca leitos em sistemas privados para contratação – Foto: Divulgação/ND

A informação é que os dois casos foram encaminhados através da Secretaria de Saúde. O menino Joaquim, do Município de Turvo, será transferido para o hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, ainda neste domingo. O paciente Caetano está sendo atendido na rede privada. ” A SES segue trabalhando para realizar a transferência através do serviço de regulação. Os custos da internação serão cobertos pela SES até que seja realizada a transferência para o sistema público. Cabe ressaltar que o paciente está recebendo todo atendimento necessário para o quadro que apresenta”, informou a Secretaria de Saúde através de nota.

O Governo justifica o momento como “sazonal” com casos de doenças respiratórias que sobrecarregam o sistema de saúde.

A informação de Secretaria é que  desde o início deste ano há um trabalho dedicado à ampliação dos leitos, não apenas os de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), bem como dos leitos clínicos de retaguarda. Da mesma forma, as equipes das unidades de saúde, vem desenvolvendo fluxos de rotatividade dos pacientes, promovendo, sempre que possível, uma redução no tempo de permanência nas UTIs.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...