Dor crônica tem tratamento e pode ser evitada, se você procurar o lugar certo

Práticas caseiras sem avaliação médica podem levar a agravamento das doenças. Fique atento aos sinais que se repetem e procure ajuda especializada

Dores crônicas podem ser tratadas e até mesmo curadas – Foto: DivulgaçãoDores crônicas podem ser tratadas e até mesmo curadas – Foto: Divulgação

Você sente dores todos os dias ou na maior parte, e não sabe exatamente de onde vêm? Ou está há mais de três meses com dor em algum lugar do corpo?

Saiba que a dor crônica pode ter origens e envolver diferentes mecanismos. Mas como buscar ajuda quando já passei por vários profissionais, sempre tenho recaídas ou diagnóstico da dor está confuso e já há uma certa aceitação deste sofrimento?

A medicina vem avançando no combate à dor e, hoje em dia, quase ninguém mais precisa sofrer com a enfermidade, pois existem diversos tratamentos.

Porém, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) 80% dos adultos irão sofrer pelo menos uma crise de dor nas costas durante a vida, sendo que 90% das pessoas poderão ter mais de uma vez.

Um exemplo de local com ampla visão sobre este problema é a clínica Neuron Dor, um hospital-dia que possui centro cirúrgico, mais de 30 médicos e profissionais de saúde de diferentes especialidades, tratando a dor de forma interdisciplinar com a toda a estrutura necessária para trazer de volta a qualidade de vida do paciente.

Mas o que é a dor crônica?

Dor crônica é aquela que persiste por mais de 3 meses – Foto: DivulgaçãoDor crônica é aquela que persiste por mais de 3 meses – Foto: Divulgação

Dor crônica é aquela que persiste por mais de 3 meses, ou persiste por mais de 1 mês após a resolução de uma lesão, ou ainda, acompanha uma lesão que não se cura. Pode ser causada por inúmeras doenças, como câncer, artrite, diabetes, hérnia de disco, ligamento rompido, fibromialgia, enxaqueca, para dar apenas alguns exemplos.

Os riscos são maiores se a pessoa se acostumar com a dor, ou utilizar medicamentos sem orientação médica adequada. Em alguns casos, a causa é evidente, como uma lesão por acidente. Mas em outros, a causa pode ser complexa, remota ou oculta. Assim, com ocorre com a automedicação, o paciente corre muitos riscos de chegar a um quadro mais grave.

A dor crônica também pode se instalar devido a fatores presentes na rotina, no ambiente em vivemos, e familiares ou amigos ainda podem reforçar comportamentos que perpetuem o quadro, mesmo sem saber. Nesses casos também, para encontrar as causas e o tratamento, somente uma equipe de especialistas poderá ajudar.

Fique atento aos sinais

Fique atento aos sinais e busque ajuda especializada – Foto: DivulgaçãoFique atento aos sinais e busque ajuda especializada – Foto: Divulgação

Geralmente, a dor crônica provoca cansaço, distúrbio de sono, diminuição do apetite, diminuição da libido, constipação intestinal, e em geral estes sintomas se desenvolvem gradualmente.

Há também em alguns casos o abuso ou dependência de medicações. Além disto, a dor causa impacto nas nossas relações, no trabalho, no sono e atividades do dia. Também é comum que pessoas com dor crônica desenvolvam depressão, ansiedade e estresse.

Uma avaliação completa em busca do melhor tratamento

Primeiro, os especialistas irão concentrar-se no alívio imediato da dor e na restauração da função do órgão do corpo atingido. Mas em lugares com mais estrutura, a exemplo da clínica Neuron Dor, a busca pela causa real do problema será encontrada após uma avaliação completa e enfim, a dor poderá deixar de ser crônica ou mesmo, o paciente poderá ser curado.

Tratamento amplo e variado

Geralmente, a equipe multidisciplinar trata as causas específicas da dor crônica. Podem ser utilizados, além de remédios, tratamentos cirúrgicos, novas tecnologias, acupuntura, tratamentos físicos, tratamentos psicológicos e comportamentais e até nutricionais.

Vários pacientes preferem tratar a dor em casa, mesmo que a clínica possa oferecer modalidades mais avançadas. Mas sem uma atenção apropriada, o controle da dor pode ser comprometido por práticas caseiras.

Por que buscar tratamento multidisciplinar na dor crônica?

  • Esta enfermidade está associada à redução da qualidade de vida e provoca alto custo financeiro e social para o indivíduo e para a sociedade;
  • Aprender a viver com dor não é mais necessário, devido aos avanços da Medicina e diversas áreas da saúde;
  • Se você tem dor aguda durante alguns dias, busque tratamento antes que ela se torne crônica e mais difícil de curar;
  • A automedicação é uma prática perigosa porque todas as medicações podem apresentar algum efeito colateral, que pode ser leve ou até mesmo fatal;
  • Um tratamento para a dor crônica deve ocorrer sob orientação médica e de forma individualizada, porque cada caso tem suas características próprias;
  • As evidências científicas apontam que os tratamentos interdisciplinares são mais efetivos.
  • A dor é sempre um sinal de alerta. Tratamentos caseiros atrasam o atendimento médico, aumentando os prejuízos;
  • Se as atividades físicas causam dor, é necessário rever e readequar a prática com orientação de especialista.

Lembre-se que no Brasil e no mundo, a prevalência de dores crônicas gira em torno de 30% da população, ou seja, em cada 10 pessoas, três apresentam algum tipo de dor crônica.

O esforço constante dos profissionais está em diminuir esses números e auxiliar na qualidade de vida da população.

Sobre a Neuron Dor

No Hospital-Dia são realizadas consultas, exames, tratamentos e acompanhamento de pacientes, prioritariamente ambulatoriais de baixa complexidade, utilizando alta tecnologia para internações de no máximo 12 horas.

O Centro de Tratamento de Dor Crônica Neuron Dor conta ainda com acesso para ambulâncias, sala de cirurgia e apartamentos com leitos para recuperação de pós-cirúrgico.

A clínica, em sua estrutura, também oferece consultas de emergência, sala de triagem; atendimentos em Neurocirurgia, Coluna vertebral; Medicina da dor e Dor Oncológica.

Além disto, temos em nossa equipe: acupunturistas, enfermeiras, fisioterapeutas, fisiatra, nutricionistas, psicólogo, psiquiatra, ortopedistas, reumatologistas, neurootorrinologistas e dentista, todos com experiência no tratamento da dor.

A Neuron Dor aposta também na educação do paciente e na formação de profissionais de saúde, bem como em pesquisa por meio de parceiras com instituições de renome.

Saiba mais detalhes sobre esses serviços AQUI.

WhatsApp

Facebook

Instagram

Linkedin

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo

+

Saúde Mais