Em uma semana, Lages registra 322 ocorrências de aglomerações

Entre os dias 26 e dois de maio, 14 atendimentos geraram aplicação de multas a pessoas físicas e 12 Termos Circunstanciados realizados pela Força de Segurança

A Força de Segurança do Gabinete Emergencial de Prevenção e Acompanhamento ao Coronavírus de Lages atendeu, na última semana, entre os dias 26 e dois de maio, 322 ocorrências de abordagens e verificações de aglomerações. Neste período, 14 geraram aplicação de multas a pessoas físicas e 12 Termos Circunstanciados.

aglomerações em LagesForça de Segurança presta mais de 320 atendimentos na última semana para combater disseminação da Covid-19 – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

A equipe, formada pela Defesa Civil de Lages, Diretoria de Trânsito e polícias Militar e Civil, percorreu com viaturas ruas, avenidas, praças, parques, estabelecimentos comerciais e gerais, como bares, lanchonetes, restaurantes, supermercados e igrejas. Residências, condomínios, pontos turísticos urbanos e rurais, eventos, chácaras, sítios e fazendas.

Nas fiscalizações, originadas por denúncias ou pelas rondas de vistoria, são verificados eventuais descumprimentos aos decretos vigentes quanto ao uso de máscara de proteção facial e de álcool em gel, de distanciamento social, à proibição de aglomerações de pessoas e à realização de festas clandestinas.

Fiscalização tem sido intensificada

Com fiscalização intensificada, a Força de Segurança disponibiliza orientações sobre o cumprimento dos decretos e executa a aplicação de multas baseada no monitoramento dentro do município de Lages.

A Defesa Civil de Lages trabalha com duas equipes de agentes, divididas entre o período diurno e diariamente, com orientação ao público em estabelecimentos comerciais sobre os decretos e normas/regras sanitárias, e outra, com atuação noturna, todos os dias, na linha de frente da equipe de fiscalização e aplicação de multas junto às polícias Militar e Civil.

Conforme explica o secretário executivo da Comupdec (Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil), João Eduardo da Silva Pacheco, a população não deve relaxar os cuidados mesmo que a vacinação esteja aumentando o número de pessoas imunizadas.

“Lages já passou de 44 mil pessoas vacinadas, mas, com a segunda dose, são mais de 14 mil, pois o ciclo de imunização deve estar completo para que a eficiência seja conclusiva”, explica o secretário.

Ele emenda: “A Força de Segurança não descansa e espera que a comunidade colabore e cuide de suas famílias, e que os empresários guardem a saúde de seus funcionários e clientes. Compreendemos que estamos todos exaustos, mas é preciso continuar lutando, pelo futuro, pela vida”, finaliza João Eduardo.

+

Saúde