“Essa vacina traz esperança”, diz enfermeira e coordenadora do Lacen ao ser imunizada

Priscila está na linha de frente no combate à pandemia desde março do ano passado e foi imunizada após a chegada de novas doses no domingo (24)

Desde o começo da pandemia, a enfermeira Priscila Regina Valverde decidiu atuar no combate ao coronavírus, mesmo com diabetes.

Na sexta-feira (29), a profissional da saúde se emocionou ao receber o imunizante, após trabalhar nos hospitais por meses para que ainda mais pessoas pudessem ter acesso à saúde e auxiliar seus colegas.

Enfermeira possui diabetes, porém mesmo assim seguiu no combate à Covid-19 integrando a linha de frente – Foto: Divulgação/PMF/NDEnfermeira possui diabetes, porém mesmo assim seguiu no combate à Covid-19 integrando a linha de frente – Foto: Divulgação/PMF/ND

“Essa vacina traz esperança, uma esperança que já estava adormecida dentro de todos nós”, relatou, emocionada ao receber a dose do imunizante.

Além de enfermeira, Priscila é coordenadora do Lacen (Laboratório Central de Florianópolis), unidade de saúde onde é processada grande parte dos testes da Covid-19 da Grande Florianópolis.

A sua imunização é uma entre as várias que ocorrem com a chegada de novas doses da vacina. Com isso, um maior contingente de profissionais da saúde, que são um dos grupos prioritários, poderá ser vacinado.

Entre eles, estão os profissionais dos Centros de testagem exclusivos para o novo coronavírus, como é o caso do Lacen.

Segundo informações da prefeitura, estão sendo imunizados os trabalhadores da saúde que atendem pacientes que têm suspeita ou confirmação de caso, os que atuam nas alas exclusivas da Covid-19, equipes de coleta dos centros de testagem e equipes de coleta do Lacen e do Lamuf (Laboratório de Saúde Pública).

Também seguem sendo vacinados os idosos, profissionais de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e emergência, e quem trabalha em ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos).

Conforme mais doses chegarem na Capital catarinense, as estratégias e datas de vacinação devem sofrer mudanças e alterações no cronograma, que será divulgado ao longo do processo.

Atualmente, a gestão mantém o número de imunização no Covidômetro, plataforma que mostra os dados de Florianópolis relativos à Covid-19.

Até então, os dados indicam que foram 5.679 cidadãos da Capital que foram vacinados.

Além disso, entre as 52 mil confirmações de casos, são 1.672 que estão ativos e os leitos de UTI estão ocupados em 80%.

Chegada de novas doses em solo catarinense

O total foi de 47,5 mil doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca que aterrissaram em solo catarinense no domingo (24).

“A chegada das vacinas é mais uma esperança no combate à pandemia, lembrando a todos que ela continua. Não é a chegada da vacina que autoriza diminuir o nosso próprio enfrentamento, com regras sanitárias claras e mantendo o distanciamento”, disse o Secretário de Saúde, André Motta Ribeiro.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde