Estado anuncia repasse de R$ 1,6 milhão ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó

SES (Secretaria de Estado da Saúde) informou que aguarda o cadastramento da proposta da unidade hospitalar para formalizar a transferência

O governo do Estado anunciou neste sábado (27), que prepara um repasse suplementar de mais R$ 1,6 milhão ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, para ampliar a disponibilidade de leitos e a atenção a pacientes de Covid-19 no Oeste catarinense.

A SES (Secretaria de Estado da Saúde) informou que aguarda o cadastramento da proposta da unidade hospitalar para formalizar a transferência.

Em coletiva de imprensa concedida na tarde de quinta-feira (25), o Dr. Rovani Camargo, diretor de marketing da Unimed Chapecó, afirmou que se o município não tivesse colaboração, os profissionais de saúde iriam “ter que começar a escolher quem vive e quem morre”.

Hospital Regional do Oeste, em ChapecóHospital Regional do Oeste receberá repasse de R$ 1,6 milhão – Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O valor se soma aos mais de R$ 36,5 milhões repassados ao hospital durante o período de enfrentamento à pandemia.

São recursos que permitiram a ampliação de 79 leitos dedicados ao coronavírus na unidade hospitalar.

“Desde o início da pandemia estamos mobilizados para garantir a ampliação de nossa rede e o envio de recursos aos hospitais. Os repasses à rede filantrópica ultrapassam R$ 638,7 milhões, com 908 leitos ampliados”, afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Na semana passada, o governo do Estado instalou um Centro Integrado de Operações contra a Covid-19 em Chapecó para atender e apoiar a realidade regional, que teve aumento da transmissibilidade de casos e de óbitos nas últimas semanas.

Oeste ganha 230 novos leitos clínicos e 67 de UTI

O governador Carlos Moisés esteve em Chapecó na semana passada e anunciou a ativação de novos leitos para atender a região.

Nos últimos 30 dias, já foi pactuada a abertura de 230 leitos clínicos e 67 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) com as unidades hospitalares da região.

Após reunião com o secretário de Estado da Saúde, o Ministério da Saúde também enviou representantes da Força Nacional em Saúde para Chapecó e Xanxerê, além de outras cidades da região, para entendimento das necessidades e outras intervenções nos fluxos de trabalho locais.

As equipes já estão na região e a medida faz parte da estratégia de enfrentamento ao aumento do número de casos e ao agravamento da crise do coronavírus em Santa Catarina.

84 mortes por Covid-19 em oito dias

Em dados atualizados nesta sexta-feira (26), a Secretaria Municipal de Saúde de Chapecó registrou o total de 248 mortes em decorrência da doença, sendo 84 nos últimos oito dias.

Seis pacientes morreram nesta sexta. Quatro no HRO (Hospital Regional do Oeste), dois homens de 46 e 70 anos, e duas mulheres, de 91 e 92. Um homem de 86 anos morreu no PA (Pronto Atendimento) da Efapi.

Uma mulher de 67 anos foi a óbito na UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Contaminados

A Secretaria de Saúde confirmou mais 925 casos de coronavírus e o número total chegou a 24.467. O total de pacientes ativos atingiu 5.150. No entanto, 991 ainda aguardam resultado de exames e são suspeitos. Mais de 19 mil pacientes já estão recuperados da doença respiratória.

Internados

Estão internados em Chapecó 318 pacientes, sendo 97 em leitos de UTI e 124 em enfermaria. Outros 97 estão em outros setores.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde