Exclusivo: Naatz diz que deputado “fez pressão para compra dos respiradores”

Relator da CPI assegura que depoimentos prestados à força-tarefa que investiga o caso revelam pressão de parlamentar e quer acesso aos testemunhos

O deputado Ivan Naatz (PL) vai pedir para ter acesso integral aos testemunhos dos ex-secretários Douglas Borba e Helton Zeferino. Ambos prestaram depoimentos à força-tarefa montada para investigar possíveis irregularidades na aquisição de 200 respiradores pela quantia de R$ 33 milhões. Naatz, em entrevista ao nd+, revelou que “um deputado da Alesc fez pressão” para que a compra fosse efetuada.

Ivan Naatz, relator da CPI dos respiradores – Foto: Agência AL/NDIvan Naatz, relator da CPI dos respiradores – Foto: Agência AL/ND

Ainda em março o governo de Santa Catarina adquiriu os equipamentos junto a Veigamed, empresa situada em Macaé (RJ), após efetuar o pagamento de maneira adiantada. Das 200 unidades compradas, até o momento, 50 estão em posse da Secretaria de Estado da Saúde que ainda não sabe o que fazer. Os demais aparelhos, de acordo com a assessoria de imprensa da empresa fluminense, não têm prazo para o embarque.

Leia também

A obscuridade do negócio foi trazida em reportagem do portal The Intercept Brasil, no dia 28 de abril. Desde então Douglas Borba, então chefe da Casa Civil e Helton Zeferino, então secretário da Saúde, foram exonerados.

O impasse, que repercutiu nacionalmente, resultou na criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) junto a Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) que já está em andamento onde o próprio Ivan Naatz, é o relator.

Também por isso o parlamentar quer, em nome da “sociedade catarinense”, que os depoimentos sejam disponibilizados. Em manifestação em seus perfis nas redes sociais, Naatz mencionou o desejo. Mais que isso, revelou que tem conhecimento de que os antigos secretários prestaram algumas “bombas” em seus esclarecimentos.

“Eu quero saber o conteúdo de dois depoimentos dos ex-secretários. Tenho informações de que o conteúdos dos depoimentos seriam ‘bombas’; um teria acusado o outro pela negociação por isso esses testemunhos são fundamentais para entender o que aconteceu e apurar responsabilidade”, escreveu o deputado.

Ivan Naatz quer saber se houve lobby de um deputado da Alesc

Além de pedir o acesso aos depoimentos prestados até o momento por entender que a sociedade catarinense “precisa saber”, o deputado Ivan Naatz assegurou que, pelo que ficou sabendo, dois depoentes, o ex-secretário Douglas Borba e a ex-superintendente junto a Secretaria de Estado da Saúde, Márcia Regina Geremias Pauli, revelaram um suposto “lobby” de dentro da Alesc.

“O que está me intrigando é que eles disseram em depoimento à força-tarefa que um deputado da Alesc fez pressão sobre eles para que comprasse os equipamentos”, assegurou.

Na próxima terça-feira (2), na 5ª sessão da CPI dos Respiradores, Douglas Borga e Helton Zeferino deverão prestar esclarecimentos. Naatz pontua que, além de procurar saber quem é esse deputado, vai solicitar, via comissão, a quebra do segredo de Justiça que recai sobre os testemunhos prestados pelos investigados.

CPI ouve acusados

Coincidência ou não, o depoimento de Helton Zeferino e Douglas Borba estava agendado para essa semana junto a CPI que é presidida pelo deputado Sargento Lima (PSL), mas um caso de um servidor infectado pelo coronavírus acabou adiando essa etapa da comissão.

Apesar desse infortúnio a direção da Alesc assegura que a próxima segunda-feira a Casa deve voltar a funcionar normalmente – dentro das restrições impostas pelo atual momento de pandemia.

Além da volta das reuniões das comissões e a sessão ordinária, está marcado para terça-feira (2), o depoimento de dois pivôs de toda a escusa transferência. A quinta-feira, na sequência, prevê uma acareação entre ambos e ex-superintendente da Saúde, Márcia Pauli.

Confira a publicação do deputado Ivan Naatz

02 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Mauro
    Mauro
    Olha só - as "netinhas" da Oma da Vila Itupava, em Blumenau, com ficam sem a Oktober?
  • pedrinho
    pedrinho
    Só para lembrar: CORVO não come CORVO!!

+ Saúde