Quem são as vítimas da Covid-19 em Santa Catarina

Até a tarde desta quinta-feira (2), levantamento do nd+ junto ao governo estadual e municípios confirmou 352 mortes pelo novo coronavírus. A galeria de fotos está em constante atualização, conforme novos casos

Até a noite desta quinta-feira (2), levantamento do nd+ junto ao governo estadual e municípios confirmou 352 mortes pelo novo coronavírus em Santa Catarina. Confira abaixo os catarinenses que perderam a vida na luta contra a Covid-19 - Montagem/ND
1 184

Até a noite desta quinta-feira (2), levantamento do nd+ junto ao governo estadual e municípios confirmou 352 mortes pelo novo coronavírus em Santa Catarina. Confira abaixo os catarinenses que perderam a vida na luta contra a Covid-19 - Montagem/ND

Marcelo Viera da Luz, de 36 anos, foi a segunda vítima fatal da Covid-19 em Gravatal. Ele estava internado há 11 dias no Hospital Nossa Senhora da Conceição. No dia 29 de junho Marcelo não resistiu. "Um esposo maravilhoso, presente, trabalhador, sempre fomos muito felizes" afirma a esposa. - Reprodução Redes Sociais/ND
2 184

Marcelo Viera da Luz, de 36 anos, foi a segunda vítima fatal da Covid-19 em Gravatal. Ele estava internado há 11 dias no Hospital Nossa Senhora da Conceição. No dia 29 de junho Marcelo não resistiu. "Um esposo maravilhoso, presente, trabalhador, sempre fomos muito felizes" afirma a esposa. - Reprodução Redes Sociais/ND

A sexta vítima da Covid-19 em Itapema foi registrada no dia 1º de julho. Inácio Coelho era morador do Bairro Jardim Praiamar, sofria de diabetes e hipertensão. Ele estava internado no Hospital de Gaspar. - Batalhão de Operações Especiais/Divulgação/ND
3 184

A sexta vítima da Covid-19 em Itapema foi registrada no dia 1º de julho. Inácio Coelho era morador do Bairro Jardim Praiamar, sofria de diabetes e hipertensão. Ele estava internado no Hospital de Gaspar. - Batalhão de Operações Especiais/Divulgação/ND

Claudemir Ferreira da Silva, de 49 anos, foi a quinta vítima fatal da Covid-19 em Itapema. Ele morreu no dia 29 de junho, no Hospital Santo Antônio, em Itapema. Ela era morador do bairro Ilhota. A confirmação da infecção pelo novo vírus ocorreu no dia seguinte a sua morte. - Reprodução Redes Sociais/ND
4 184

Claudemir Ferreira da Silva, de 49 anos, foi a quinta vítima fatal da Covid-19 em Itapema. Ele morreu no dia 29 de junho, no Hospital Santo Antônio, em Itapema. Ela era morador do bairro Ilhota. A confirmação da infecção pelo novo vírus ocorreu no dia seguinte a sua morte. - Reprodução Redes Sociais/ND

Santolino da Silva, de 49 anos, é a 12ª vítima fatal da Covid-19 em Balneário Camboriú. Ele morreu no dia 28 de junho. Santolino estava internado no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen e sofria de outras comorbidades. - Reprodução Redes Sociais
5 184

Santolino da Silva, de 49 anos, é a 12ª vítima fatal da Covid-19 em Balneário Camboriú. Ele morreu no dia 28 de junho. Santolino estava internado no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen e sofria de outras comorbidades. - Reprodução Redes Sociais

Na manhã de segunda-feira (29) foi confirmada a primeira morte de uma criança com Covid-19 no Estado. A menina, de uma ano, era moradora de São José e estava internada no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Ela tinha comorbidades. Segundo a prefeitura de São José, a criança foi internada no hospital na última quinta-feira (25) e realizou o teste PCR na sexta-feira (26). A família também deve ser testada. - Google Street View/Divulgação/ND
6 184

Na manhã de segunda-feira (29) foi confirmada a primeira morte de uma criança com Covid-19 no Estado. A menina, de uma ano, era moradora de São José e estava internada no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Ela tinha comorbidades. Segundo a prefeitura de São José, a criança foi internada no hospital na última quinta-feira (25) e realizou o teste PCR na sexta-feira (26). A família também deve ser testada. - Google Street View/Divulgação/ND

No dia 29 de junho, Itajaí chegou a marca de 36 mortes em decorrência da Covid-19. As novas vítimas são os moradores Amilton Loures da Rocha, de 46 anos, e um homem de 35 anos. Os dois sofriam de outras comorbidades e estavam internados na UTI do Hospital Marieta. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND
7 184

No dia 29 de junho, Itajaí chegou a marca de 36 mortes em decorrência da Covid-19. As novas vítimas são os moradores Amilton Loures da Rocha, de 46 anos, e um homem de 35 anos. Os dois sofriam de outras comorbidades e estavam internados na UTI do Hospital Marieta. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND

O empresário Djalma Marcelino, de 43 anos, morreu no dia 27 de junho. Ele morava em Braço do Norte, sendo a terceira vítima fatal da Covid-19 no município. Marcelino estava internado há mais de um mês no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ele era dono de uma empresa de eventos e foi responsável por trazer várias bandas nacionais à região. Ele deixa esposa e filhos. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/38iD4EX">https://bit.ly/38iD4EX</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
8 184

O empresário Djalma Marcelino, de 43 anos, morreu no dia 27 de junho. Ele morava em Braço do Norte, sendo a terceira vítima fatal da Covid-19 no município. Marcelino estava internado há mais de um mês no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ele era dono de uma empresa de eventos e foi responsável por trazer várias bandas nacionais à região. Ele deixa esposa e filhos. Confira reportagem completa: https://bit.ly/38iD4EX - Reprodução Redes Sociais/ND

Rosalina de Oliveira Barbosa, de 76 anos, é a segunda vítima fatal da Covid-19 em São Bento do Sul. Ela estava internada na UTI dos Hospital e Maternidade Sagrada Família desde o dia 23 de junho, testando positivo para o vírus quatro dia depois. No dia 29, Rosalina não resistiu. Ela era aposentada e sofria de outra doenças. - Prefeitura de São Bento do Sul/Divulgação/ND
9 184

Rosalina de Oliveira Barbosa, de 76 anos, é a segunda vítima fatal da Covid-19 em São Bento do Sul. Ela estava internada na UTI dos Hospital e Maternidade Sagrada Família desde o dia 23 de junho, testando positivo para o vírus quatro dia depois. No dia 29, Rosalina não resistiu. Ela era aposentada e sofria de outra doenças. - Prefeitura de São Bento do Sul/Divulgação/ND

O morador de Itapema Leo Camargo Ianze, de 45 anos, morreu de Covid-19 no dia 28 de junho. Ele estava internado no Hospital Regional de São José. Ianze, que trabalhava como analista de T.I., possuía problemas com asma. Ele foi a quarta vítima fatal da Covid-19 no município. - Reprodução Redes Sociais/Divulgação/ND
10 184

O morador de Itapema Leo Camargo Ianze, de 45 anos, morreu de Covid-19 no dia 28 de junho. Ele estava internado no Hospital Regional de São José. Ianze, que trabalhava como analista de T.I., possuía problemas com asma. Ele foi a quarta vítima fatal da Covid-19 no município. - Reprodução Redes Sociais/Divulgação/ND

Gentil Espleter, de 76 anos, morreu no dia 25 de junho, no Hospital do Coração, em Balneário Camboriú. Ele era morador de Itajaí. Um exame confirmou a infecção por Covid-19 dois dias depois. Ele sofria de outras comorbidades e foi a 34ª morte em decorrência da doença em Itajaí. - Hospital do Coração/Divulgação/ND
11 184

Gentil Espleter, de 76 anos, morreu no dia 25 de junho, no Hospital do Coração, em Balneário Camboriú. Ele era morador de Itajaí. Um exame confirmou a infecção por Covid-19 dois dias depois. Ele sofria de outras comorbidades e foi a 34ª morte em decorrência da doença em Itajaí. - Hospital do Coração/Divulgação/ND

O pastor Elias Silva Almeida, de 48 anos, era morador do bairro Sertão do Trombudo, em Itapema. Ele morreu de Covid-19 no 26 de junho. Almeida sofria de hipertensão e sobrepeso. Ele deixa esposa, três filhos e netos. - Reprodução Redes Sociais/Divulgação/ND
12 184

O pastor Elias Silva Almeida, de 48 anos, era morador do bairro Sertão do Trombudo, em Itapema. Ele morreu de Covid-19 no 26 de junho. Almeida sofria de hipertensão e sobrepeso. Ele deixa esposa, três filhos e netos. - Reprodução Redes Sociais/Divulgação/ND

José Carlos França Ferreira, de 24 anos, é a sétima vítima fatal da Covid-19 em Blumenau e, até a data, a mais nova. O jovem morreu no dia 25 de junho, no Hospital Santa Isabel, onde estava internado desde o dia 9 de junho. Ferreira sofria de tuberculose, o que agravou a infecção por Covid-19. No dia seguinte o município registrou mais uma morte para o novo vírus. Desta vez uma idosa, de 61 anos, que apresentava comorbidades e estava em casa. - PMB/Divulgação/ND
13 184

José Carlos França Ferreira, de 24 anos, é a sétima vítima fatal da Covid-19 em Blumenau e, até a data, a mais nova. O jovem morreu no dia 25 de junho, no Hospital Santa Isabel, onde estava internado desde o dia 9 de junho. Ferreira sofria de tuberculose, o que agravou a infecção por Covid-19. No dia seguinte o município registrou mais uma morte para o novo vírus. Desta vez uma idosa, de 61 anos, que apresentava comorbidades e estava em casa. - PMB/Divulgação/ND

Maria das Graças Antônio dos Santos, 67 anos, morreu no dia 5 de junho no Hospital São José, em Joinville. Ela era morada de São Paulo e veio para o município com medo da contaminação em sua cidade natal. Maria começou a apresentar sintomas em 11 de maio, dois dias após o Dia das Mães, e foi internada naquela mesma data. Ela passou 25 dias internada. - Arquivo Pessoal/ND
14 184

Maria das Graças Antônio dos Santos, 67 anos, morreu no dia 5 de junho no Hospital São José, em Joinville. Ela era morada de São Paulo e veio para o município com medo da contaminação em sua cidade natal. Maria começou a apresentar sintomas em 11 de maio, dois dias após o Dia das Mães, e foi internada naquela mesma data. Ela passou 25 dias internada. - Arquivo Pessoal/ND

O município de São Lourenço do Oeste registrou a segunda morte por Covid-19 no dia 19 de junho. A vítima é um caminhoneiro, de 49 anos. Apesar de morar na cidade, ele morreu em uma viagem de trabalho, no município de Cristalina, em Goiás. A morte ocorreu no 16 de junho, mesmo dia em que ele foi internado. Três dias depois o exame atestou a infecção por Covid-19. Ele sofria de outras comorbidades, informa a Secretaria de Saúde de São Lourenço do Oeste. - Prefeitura de São Lourenço do Oeste/Divulgação/ND
15 184

O município de São Lourenço do Oeste registrou a segunda morte por Covid-19 no dia 19 de junho. A vítima é um caminhoneiro, de 49 anos. Apesar de morar na cidade, ele morreu em uma viagem de trabalho, no município de Cristalina, em Goiás. A morte ocorreu no 16 de junho, mesmo dia em que ele foi internado. Três dias depois o exame atestou a infecção por Covid-19. Ele sofria de outras comorbidades, informa a Secretaria de Saúde de São Lourenço do Oeste. - Prefeitura de São Lourenço do Oeste/Divulgação/ND

Rejane Aparecida Gonçalves Felizardo, de 49 anos, foi quarta enfermeira a morrer de Covid-19 em Santa Catarina, e a vigésima nona moradora de Itajaí a perder a batalha para o vírus. Ela morreu no dia 21 de junho, no hospital da Unimed, em Balneário Camboriú. Até o dia 23 de junho as comorbidades de Rejane ainda estavam em investigação pela Vigilância Epidemiológica do município. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2CwTopL">https://bit.ly/2CwTopL</a> - Reprodução Redes Sociais
16 184

Rejane Aparecida Gonçalves Felizardo, de 49 anos, foi quarta enfermeira a morrer de Covid-19 em Santa Catarina, e a vigésima nona moradora de Itajaí a perder a batalha para o vírus. Ela morreu no dia 21 de junho, no hospital da Unimed, em Balneário Camboriú. Até o dia 23 de junho as comorbidades de Rejane ainda estavam em investigação pela Vigilância Epidemiológica do município. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2CwTopL - Reprodução Redes Sociais

O caminhoneiro Volnei Antonio Bortolini, de 39 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 no município de Vargem, na Serra catarinense. Bortolini morreu no dia 21 de junho, após ser internado três dias antes no Hospital Dr Jose Athanazio, em Campos Novos. No dia seguinte à internação ele voltou a casa, logo precisando retornar ao hospital. O testo comprovando a infecção pelo novo vírus saiu no dia seguinte a morte.Ele deixa pais, esposa e dois filhos. - Reprodução Redes Sociais
17 184

O caminhoneiro Volnei Antonio Bortolini, de 39 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 no município de Vargem, na Serra catarinense. Bortolini morreu no dia 21 de junho, após ser internado três dias antes no Hospital Dr Jose Athanazio, em Campos Novos. No dia seguinte à internação ele voltou a casa, logo precisando retornar ao hospital. O testo comprovando a infecção pelo novo vírus saiu no dia seguinte a morte.Ele deixa pais, esposa e dois filhos. - Reprodução Redes Sociais

Uma idosa, de 66 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Campos Novos, no Planalto Norte catarinense. Ela morreu no dia 21 de junho. A paciente estava internada no Hospital Dr José Athanázio, em função de outras comorbidades. Ela sofria de hipertensão e diabetes. - Prefeitura de Campos Novos/Divulgação/ND
18 184

Uma idosa, de 66 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Campos Novos, no Planalto Norte catarinense. Ela morreu no dia 21 de junho. A paciente estava internada no Hospital Dr José Athanázio, em função de outras comorbidades. Ela sofria de hipertensão e diabetes. - Prefeitura de Campos Novos/Divulgação/ND

No dia 18 de junho Ipuaçu, no Oeste catarinense, registrou mais duas mortes de indígenas pela Covid-19, chegando de três vítimas fatais para a Covid-19 em Ipuaçu. As vítimas são duas idosas. Uma delas, de 75 anos, era residente na Aldeia Sede e a outra, de 96, morava na Aldeia Olaria. Ambas estavam internadas no Hospital São Paulo, em Xanxerê. A primeira morreu na tarde do dia 17 de junho, a segunda faleceu na manhã do dia 18. - Reprodução/Prefeitura de Ipuaçu
19 184

No dia 18 de junho Ipuaçu, no Oeste catarinense, registrou mais duas mortes de indígenas pela Covid-19, chegando de três vítimas fatais para a Covid-19 em Ipuaçu. As vítimas são duas idosas. Uma delas, de 75 anos, era residente na Aldeia Sede e a outra, de 96, morava na Aldeia Olaria. Ambas estavam internadas no Hospital São Paulo, em Xanxerê. A primeira morreu na tarde do dia 17 de junho, a segunda faleceu na manhã do dia 18. - Reprodução/Prefeitura de Ipuaçu

No dia 20 de junho, Florianópolis alcançou a marca de 12 vítimas fatais para a Covid-19. Dois idosos, de 79 e 84 anos, morreram devido ao novo vírus nos dias 19 e 20 de junho. O idoso, de 79 anos, foi diagnosticado em abril. Ele era hipertenso e apresentou complicações respiratórias tardiamente. A outra vítima, que morreu no dia 20, era uma idosa residente de uma Instituição de Longa Permanência. Ela foi hospitalizada quatro dias antes e apresentava outras comorbidades. - Anderson Coelho, ND
20 184

No dia 20 de junho, Florianópolis alcançou a marca de 12 vítimas fatais para a Covid-19. Dois idosos, de 79 e 84 anos, morreram devido ao novo vírus nos dias 19 e 20 de junho. O idoso, de 79 anos, foi diagnosticado em abril. Ele era hipertenso e apresentou complicações respiratórias tardiamente. A outra vítima, que morreu no dia 20, era uma idosa residente de uma Instituição de Longa Permanência. Ela foi hospitalizada quatro dias antes e apresentava outras comorbidades. - Anderson Coelho, ND

Os moradores de Itajaí Valdete Regis, de 71 anos, e João de Souza, de 70, morreram no dia 20 de junho, no Hospital Marieta. Os dois sofriam diferentes comorbidades. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND
21 184

Os moradores de Itajaí Valdete Regis, de 71 anos, e João de Souza, de 70, morreram no dia 20 de junho, no Hospital Marieta. Os dois sofriam diferentes comorbidades. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND

Volnei Schmitz, de 49 anos, foi o primeiro morador de Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, a morrer de Covid-19. Ele foi internado no Hospital Regional do Alto Vale no dia 12 de junho e veio a falecer dois dias depois. O exame confirmando a infecção por Covid-19 foi realizado após a sua morte. Volnei sofria de outras comorbidades. - 35647312_115089566059480_8726183027782189056_n
22 184

Volnei Schmitz, de 49 anos, foi o primeiro morador de Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, a morrer de Covid-19. Ele foi internado no Hospital Regional do Alto Vale no dia 12 de junho e veio a falecer dois dias depois. O exame confirmando a infecção por Covid-19 foi realizado após a sua morte. Volnei sofria de outras comorbidades. - 35647312_115089566059480_8726183027782189056_n

Nelson Espiller, 71 anos, morreu na madrugada do dia 15 de junho em Irani. Espiler foi diagnosticado com a Covid-19 em 27 de abril, 49 dias antes de morrer. Ele tinha obesidade, hipertensão e doença pulmonar obstrutiva crônica. Essa foi a primeira morte no município do Oeste. - Reprodução/Facebook
23 184

Nelson Espiller, 71 anos, morreu na madrugada do dia 15 de junho em Irani. Espiler foi diagnosticado com a Covid-19 em 27 de abril, 49 dias antes de morrer. Ele tinha obesidade, hipertensão e doença pulmonar obstrutiva crônica. Essa foi a primeira morte no município do Oeste. - Reprodução/Facebook

A primeira vítima fatal da Covid-19 em São Lourenço do Oeste é um homem, de 46 anos. Ele estava internado no Hospital da Fundação. A causa do contágio é desconhecida e a vítima apresentada outras comorbidades. - Prefeitura de São Lourenço do Oeste/Divulgação/ND
24 184

A primeira vítima fatal da Covid-19 em São Lourenço do Oeste é um homem, de 46 anos. Ele estava internado no Hospital da Fundação. A causa do contágio é desconhecida e a vítima apresentada outras comorbidades. - Prefeitura de São Lourenço do Oeste/Divulgação/ND

Guabiruba, no Norte de Santa Catarina, registra registrou três mortes pela Covid-19. A primeira delas foi no dia 11 de maio, quando Genésio Schweigert faleceu após passar 12 dias internado na UTI do Hospital de Azambuja, no município vizinho de Brusque. A segunda morte pelo vírus respiratório aconteceu no dia 16 de junho, vitimando um homem de 61 anos. No boletim oficial, divulgado pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), a morte é contabilizada em Brusque. Contudo, a vigilância epidemiológica de Guabiruba informou que o homem era morador da cidade. Há uma terceira morte no município de um homem de 77 anos. Neste caso, mesmo com o óbito confirmado pela SES, a vigilância informou que a vítima já não morava mais ali, mas sim em Piçarras. A família optou por enterrar o homem em Guabiruba, o que, segundo o órgão, pode ter causado o erro na contabilização. - Reprodução/Prefeitura de Guabiruba
25 184

Guabiruba, no Norte de Santa Catarina, registra registrou três mortes pela Covid-19. A primeira delas foi no dia 11 de maio, quando Genésio Schweigert faleceu após passar 12 dias internado na UTI do Hospital de Azambuja, no município vizinho de Brusque. A segunda morte pelo vírus respiratório aconteceu no dia 16 de junho, vitimando um homem de 61 anos. No boletim oficial, divulgado pela SES (Secretaria de Estado da Saúde), a morte é contabilizada em Brusque. Contudo, a vigilância epidemiológica de Guabiruba informou que o homem era morador da cidade. Há uma terceira morte no município de um homem de 77 anos. Neste caso, mesmo com o óbito confirmado pela SES, a vigilância informou que a vítima já não morava mais ali, mas sim em Piçarras. A família optou por enterrar o homem em Guabiruba, o que, segundo o órgão, pode ter causado o erro na contabilização. - Reprodução/Prefeitura de Guabiruba

Edy Claudia Gomes, 32 anos, morreu no 16 de junho. Ela estava internada no Hospital Marieta desde o dia 30 de maio e sofria de comorbidades. Edy deixa dois filhos. - Reprodução Redes Sociais/ND
26 184

Edy Claudia Gomes, 32 anos, morreu no 16 de junho. Ela estava internada no Hospital Marieta desde o dia 30 de maio e sofria de comorbidades. Edy deixa dois filhos. - Reprodução Redes Sociais/ND

Guinaldo José da Silva, 55 anos, morreu no dia 15 de junho. O idoso estava internado no Hospital Marieta desde o dia 27 de maio. Ele era morador de Itajaí e tinha comorbidades. - Divulgação/ND
27 184

Guinaldo José da Silva, 55 anos, morreu no dia 15 de junho. O idoso estava internado no Hospital Marieta desde o dia 27 de maio. Ele era morador de Itajaí e tinha comorbidades. - Divulgação/ND

Alexandre Sipriano, de 34 anos, foi a quarta vítima fatal da Covid-19 em Urussanga. Ele cumpria isolamento domiciliar e, três dias antes, ele fora internado. Sipriano sofria de outras doenças preexistentes, informa a Secretaria de Saúde municipal. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3fLdLOz">https://bit.ly/3fLdLOz</a> - Reprodução Redes Sociais
28 184

Alexandre Sipriano, de 34 anos, foi a quarta vítima fatal da Covid-19 em Urussanga. Ele cumpria isolamento domiciliar e, três dias antes, ele fora internado. Sipriano sofria de outras doenças preexistentes, informa a Secretaria de Saúde municipal. Confira reportagem completa: https://bit.ly/3fLdLOz - Reprodução Redes Sociais

Uma idosa, de 73 anos, foi a terceira vítima fatal da Covid-19 em Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense. A vítima, que testou positivo para o novo vírus, tinha feito uma cirurgia cardíaca recente. - Reprodução/ND
29 184

Uma idosa, de 73 anos, foi a terceira vítima fatal da Covid-19 em Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense. A vítima, que testou positivo para o novo vírus, tinha feito uma cirurgia cardíaca recente. - Reprodução/ND

Aristeu Becker, de 54 anos, morreu no dia 15 de junho, em Itajaí. Ele estava internado no Hospital Marieta desde o dia 27 de maio. "Pepeu", como era conhecido, trabalhou na TV Univali (Universidade do Vale do Itajaí) e atualmente trabalhava na TVBE. Ele tinha comorbidades. - 104299056_3157409674315119_580057800720530018_n
30 184

Aristeu Becker, de 54 anos, morreu no dia 15 de junho, em Itajaí. Ele estava internado no Hospital Marieta desde o dia 27 de maio. "Pepeu", como era conhecido, trabalhou na TV Univali (Universidade do Vale do Itajaí) e atualmente trabalhava na TVBE. Ele tinha comorbidades. - 104299056_3157409674315119_580057800720530018_n

Semira Coito, de 44 anos, foi a segunda indígena catarinense a morrer em decorrência da infecção por Covid-19. Da etnia Kaingang, a agente de saúde morava na Terra Indígena Xapecó, em Ipuaçu, e morreu na madrugada do dia 12 de junho. Ela sofria de hipertensão arterial e obesidade. Semira deixa marido e duas filhas. - Arquivo Pessoal/ND
31 184

Semira Coito, de 44 anos, foi a segunda indígena catarinense a morrer em decorrência da infecção por Covid-19. Da etnia Kaingang, a agente de saúde morava na Terra Indígena Xapecó, em Ipuaçu, e morreu na madrugada do dia 12 de junho. Ela sofria de hipertensão arterial e obesidade. Semira deixa marido e duas filhas. - Arquivo Pessoal/ND

O município de Rio do Sul registrou a primeira morte por Covid-19 no dia 12 de junho. A vítima é um idoso, de 83 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital da Oase em Timbó. O idoso tinha coronavirus e apresentava comorbidades como hipertensão arterial sistêmica, diabates melitus, insuficiência cardíaca, fibrilação atrial e cardiopatia hipertrófica, informa a Secretaria de Saúde do município. - Prefeitura Rio do Sul/Divulgação/ND
32 184

O município de Rio do Sul registrou a primeira morte por Covid-19 no dia 12 de junho. A vítima é um idoso, de 83 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital da Oase em Timbó. O idoso tinha coronavirus e apresentava comorbidades como hipertensão arterial sistêmica, diabates melitus, insuficiência cardíaca, fibrilação atrial e cardiopatia hipertrófica, informa a Secretaria de Saúde do município. - Prefeitura Rio do Sul/Divulgação/ND

Com as mortes de um idoso, de 94 anos, e de uma idosa, de 77, o município Navegantes chegou a marca de dez mortes causada pelo novo coronavírus. A idosa era hipertensa e morava no Bairro São Paulo. Ela estava internada no Hospital Marieta, em Itajaí, e morreu no dia 8 de junho. Já o idoso morreu no dia 11. Ele era morador do bairro Meia Praia e estava internado no mesmo hospital da idosa.
- Prefeitura de Navegantes/Divulgação/ND
33 184

Com as mortes de um idoso, de 94 anos, e de uma idosa, de 77, o município Navegantes chegou a marca de dez mortes causada pelo novo coronavírus. A idosa era hipertensa e morava no Bairro São Paulo. Ela estava internada no Hospital Marieta, em Itajaí, e morreu no dia 8 de junho. Já o idoso morreu no dia 11. Ele era morador do bairro Meia Praia e estava internado no mesmo hospital da idosa. - Prefeitura de Navegantes/Divulgação/ND

Odair Prado da Silva, de 61 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Itapoá, no Norte catarinense. O professor aposentado morreu no dia 11 de junho. Ele residia em Itapoá, mas morreu no Hospital São José, em Joinville. Prado havia feito uma cirurgia recentemente e permaneceu internado após apresentar sintomas de Covid-19. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2N0A3iO">https://bit.ly/2N0A3iO</a> - Reprodução/ND
34 184

Odair Prado da Silva, de 61 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Itapoá, no Norte catarinense. O professor aposentado morreu no dia 11 de junho. Ele residia em Itapoá, mas morreu no Hospital São José, em Joinville. Prado havia feito uma cirurgia recentemente e permaneceu internado após apresentar sintomas de Covid-19. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2N0A3iO - Reprodução/ND

Henriqueta Marchi Atuatti, de 64 anos, foi a sexta vítima fatal da Covid-19 em Chapecó. Ela morreu no dia 13 de junho. Atuatti estava internada no Hospital Regional do Oeste e apresentava outros problemas de saúde, informa a Secretaria de Saúde de Chapecó. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2UMw2Tq">https://bit.ly/2UMw2Tq</a> - Reprodução/ND
35 184

Henriqueta Marchi Atuatti, de 64 anos, foi a sexta vítima fatal da Covid-19 em Chapecó. Ela morreu no dia 13 de junho. Atuatti estava internada no Hospital Regional do Oeste e apresentava outros problemas de saúde, informa a Secretaria de Saúde de Chapecó. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2UMw2Tq - Reprodução/ND

Um homem, de 74 anos, foi a décima vítima fatal da Covid-19 em Florianópolis. Ele tinha pneumopatia crônica e apresentava a doença respiratória crônica. A morte ocorreu no dia 13 de junho. Três dias antes, também em Florianópolis, um homem de 84 anos morreu de Covid-19. Esta segunda vítima apresentava a doença respiratória crônica, e havia dado entrada no HU (Hospital Universitário) no dia 5 de junho. - Heitor/ND
36 184

Um homem, de 74 anos, foi a décima vítima fatal da Covid-19 em Florianópolis. Ele tinha pneumopatia crônica e apresentava a doença respiratória crônica. A morte ocorreu no dia 13 de junho. Três dias antes, também em Florianópolis, um homem de 84 anos morreu de Covid-19. Esta segunda vítima apresentava a doença respiratória crônica, e havia dado entrada no HU (Hospital Universitário) no dia 5 de junho. - Heitor/ND

Paulo Sérgio dos Santos, de 45 anos, foi a quarta vítima da Covid-19 em Balneário Camboriú. Ele estava internado desde o dia 29 de maio no Centro Municipal de Acolhimento e Tratamento da Covid-19, no município. No dia 9 de junho Paulo não resistiu. Ele sofria de outras doenças preexistentes. A forma como Santos contraiu o vírus é desconhecida, afirma a Secretaria de Saúde. - Reprodução/Redes Sociais
37 184

Paulo Sérgio dos Santos, de 45 anos, foi a quarta vítima da Covid-19 em Balneário Camboriú. Ele estava internado desde o dia 29 de maio no Centro Municipal de Acolhimento e Tratamento da Covid-19, no município. No dia 9 de junho Paulo não resistiu. Ele sofria de outras doenças preexistentes. A forma como Santos contraiu o vírus é desconhecida, afirma a Secretaria de Saúde. - Reprodução/Redes Sociais

Com a morte de uma idosa e um idoso, de 87 e 63 anos respectivamente, Itajaí chegou a marca de 17 mortes por Covid-19 registradas. Internado no hospital Marieta Konder Bornhausen desde o dia 3 de junho, o idoso tinha câncer e teve contato com um pessoa infectado pelo novo vírus. Ele morreu no dia 9 de junho. Já a idosa estava internada desde o dia 1º de junho no Hospital Marieta. A idosa, que não tinha registro de comorbidades, morreu no dia 8. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND
38 184

Com a morte de uma idosa e um idoso, de 87 e 63 anos respectivamente, Itajaí chegou a marca de 17 mortes por Covid-19 registradas. Internado no hospital Marieta Konder Bornhausen desde o dia 3 de junho, o idoso tinha câncer e teve contato com um pessoa infectado pelo novo vírus. Ele morreu no dia 9 de junho. Já a idosa estava internada desde o dia 1º de junho no Hospital Marieta. A idosa, que não tinha registro de comorbidades, morreu no dia 8. - Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND

A moradora de Itajaí Elza Michele Telles, de 40 anos, morreu no dia 9 de junho, no Hospital Marieta Konder Bornhausen. Ela estava internada devido ao tratamento contra um câncer e também positivou para coronavírus. - Reprodução Facebook/ND
39 184

A moradora de Itajaí Elza Michele Telles, de 40 anos, morreu no dia 9 de junho, no Hospital Marieta Konder Bornhausen. Ela estava internada devido ao tratamento contra um câncer e também positivou para coronavírus. - Reprodução Facebook/ND

Nos dias 10 e 11 de junho, Blumenau perdeu uma idosa e um idoso, respectivamente, para a Covid-19. Os dois tinham 80 anos e sofriam de outras comorbidades.. A idosa estava internada há 10 dias na UTI de um hospital da região, enquanto o idoso estava há quase 25 dias. Com os dois casos, o número de vítimas fatais para a Covid-19 em Blumenau chegou a seis. - Prefeitura de Blumenau/Divulgação/ND
40 184

Nos dias 10 e 11 de junho, Blumenau perdeu uma idosa e um idoso, respectivamente, para a Covid-19. Os dois tinham 80 anos e sofriam de outras comorbidades.. A idosa estava internada há 10 dias na UTI de um hospital da região, enquanto o idoso estava há quase 25 dias. Com os dois casos, o número de vítimas fatais para a Covid-19 em Blumenau chegou a seis. - Prefeitura de Blumenau/Divulgação/ND

Urukã, de 64 anos, foi o primeiro indígena a morrer pela Covid-19 em Santa Catarina. Da etnia Kaingang, ele era morador de Entre Rios, no Oeste de Santa Catarina. Internado no Hospital São Paulo, em Xanxerê, por 11 dias, o homem morreu no fim da tarde de sexta-feira (8).A suspeita da Secretaria de Saúde do município de Entre Rios é que ele tenha contraído o vírus de um dos dois filhos, que trabalham em uma indústria da região. Além de Urakã, outros 29 indígenas foram infectados pelo coronavírus na cidade de pouco mais de 3 mil habitantes (IBGE). - Reprodução/Prefeitura de Entre Rios
41 184

Urukã, de 64 anos, foi o primeiro indígena a morrer pela Covid-19 em Santa Catarina. Da etnia Kaingang, ele era morador de Entre Rios, no Oeste de Santa Catarina. Internado no Hospital São Paulo, em Xanxerê, por 11 dias, o homem morreu no fim da tarde de sexta-feira (8).A suspeita da Secretaria de Saúde do município de Entre Rios é que ele tenha contraído o vírus de um dos dois filhos, que trabalham em uma indústria da região. Além de Urakã, outros 29 indígenas foram infectados pelo coronavírus na cidade de pouco mais de 3 mil habitantes (IBGE). - Reprodução/Prefeitura de Entre Rios

O município de Caçador perdeu no dia 9 de junho seu segundo morador para a Covid-19. A vítima é um idoso, de 87 anos, que sofria de diversas comorbidades - Prefeitura de Caçador/Divulgação/ND
42 184

O município de Caçador perdeu no dia 9 de junho seu segundo morador para a Covid-19. A vítima é um idoso, de 87 anos, que sofria de diversas comorbidades - Prefeitura de Caçador/Divulgação/ND

A ex-primeira-dama do município de Abelardo Luz, Rita de Cássia Marini Fantinelli, de 54 anos, morreu na manhã do dia 9 de junho. Ela foi diagnosticada com Covid-19 no dia 28 de maio e estava internada no Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê. A paciente fazia tratamento para asma e depressão. Fantinelli foi a primeira vítima da fatal da Covid-19 em Abelardo Luz. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2BKfPaA">https://bit.ly/2BKfPaA</a> - Reprodução/ND
43 184

A ex-primeira-dama do município de Abelardo Luz, Rita de Cássia Marini Fantinelli, de 54 anos, morreu na manhã do dia 9 de junho. Ela foi diagnosticada com Covid-19 no dia 28 de maio e estava internada no Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê. A paciente fazia tratamento para asma e depressão. Fantinelli foi a primeira vítima da fatal da Covid-19 em Abelardo Luz. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2BKfPaA - Reprodução/ND

O caminhoneiro Adilson Bortoncello, de 37 anos, morreu de Covid-19 no dia 7 de junho. Ele era morador de Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense, e estava internado no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste. O contágio ocorreu no final de maio, durante uma viagem a trabalho, fora do Estado. Adilson tinha sobrepeso. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2Yguims">https://bit.ly/2Yguims</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
44 184

O caminhoneiro Adilson Bortoncello, de 37 anos, morreu de Covid-19 no dia 7 de junho. Ele era morador de Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense, e estava internado no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste. O contágio ocorreu no final de maio, durante uma viagem a trabalho, fora do Estado. Adilson tinha sobrepeso. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2Yguims - Reprodução Redes Sociais/ND

Renato Hamisch, de 62 anos, morreu no dia 6 de junho. O morador de Agrolândia não sofria de outras comorbidades e o exame atestando a infecção por Covid-19 teve resultado divulgado na noite do dia seguinte. Hamisch era proprietário da empresa Contabilidade Boavista, em Agrolândia, e deixa esposa e filha. Foi a primeira morte por Covid-19 registrada no município. - Amavi/Divulgação/ND
45 184

Renato Hamisch, de 62 anos, morreu no dia 6 de junho. O morador de Agrolândia não sofria de outras comorbidades e o exame atestando a infecção por Covid-19 teve resultado divulgado na noite do dia seguinte. Hamisch era proprietário da empresa Contabilidade Boavista, em Agrolândia, e deixa esposa e filha. Foi a primeira morte por Covid-19 registrada no município. - Amavi/Divulgação/ND

Uma mulher, de 57 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Curitibanos. Ela estava internada no Hospital Hélio dos Anjos Ortiz e morreu na noite do dia 6 de junho. A mulher sofria de diabetes e outras comorbidades. - Prefeitura de Curitibanos/Divulgação/ND
46 184

Uma mulher, de 57 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Curitibanos. Ela estava internada no Hospital Hélio dos Anjos Ortiz e morreu na noite do dia 6 de junho. A mulher sofria de diabetes e outras comorbidades. - Prefeitura de Curitibanos/Divulgação/ND

Rosana Magali Pereira, de 46 anos, morreu no dia 6 de junho. Ela era moradora do bairro São Vicente, em Itajaí, e estava internada no hospital Marieta. A causa da morte foi registrada como aneurisma e, no dia seguinte, um exame comprovou também a infecção por Covid-19. Segundo a Secretária de Saúde de Itajaí, Rosana tinha sequelas de poliomielite e era hipertensa. “Guerreira, determinada, amante dos gatos, apreciadora do futebol e do flamengo, nos deixará muita saudade” escreveu a equipe da Semasa de Itajaí, onde ela trabalhava. Ela deixa um filho. - Reprodução/Redes Sociais/ND
47 184

Rosana Magali Pereira, de 46 anos, morreu no dia 6 de junho. Ela era moradora do bairro São Vicente, em Itajaí, e estava internada no hospital Marieta. A causa da morte foi registrada como aneurisma e, no dia seguinte, um exame comprovou também a infecção por Covid-19. Segundo a Secretária de Saúde de Itajaí, Rosana tinha sequelas de poliomielite e era hipertensa. “Guerreira, determinada, amante dos gatos, apreciadora do futebol e do flamengo, nos deixará muita saudade” escreveu a equipe da Semasa de Itajaí, onde ela trabalhava. Ela deixa um filho. - Reprodução/Redes Sociais/ND

Pedro Francisco da Silva, 68 anos, teve morte confirmada por Covid-19 no dia 8 de junho. A Secretaria de Saúde Estadual registrou Tijucas como a cidade de residência da vítima, mas Pedro já morava há alguns meses em Blumenau, cidade onde contraiu o vírus. O idoso sofria de comorbidades, informa a Secretaria. - Prefeitura de Tijucas/Divulgação/ND
48 184

Pedro Francisco da Silva, 68 anos, teve morte confirmada por Covid-19 no dia 8 de junho. A Secretaria de Saúde Estadual registrou Tijucas como a cidade de residência da vítima, mas Pedro já morava há alguns meses em Blumenau, cidade onde contraiu o vírus. O idoso sofria de comorbidades, informa a Secretaria. - Prefeitura de Tijucas/Divulgação/ND

Rudge Fuga, de 90 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid- em São Bento do Sul, no Planalto Norte. Fuga estava internado desde o dia 27 de maio, quando teve o diagnóstico confirmado e deu entrada na enfermaria do Hospital Sagrada Família. No dia seguinte, foi transferido para a UTI onde permaneceu internado em estado grave até a noite do dia 3 de junho, quando não resistiu. - Prefeitura de São Bento do Sul/Divulgação/ND
49 184

Rudge Fuga, de 90 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid- em São Bento do Sul, no Planalto Norte. Fuga estava internado desde o dia 27 de maio, quando teve o diagnóstico confirmado e deu entrada na enfermaria do Hospital Sagrada Família. No dia seguinte, foi transferido para a UTI onde permaneceu internado em estado grave até a noite do dia 3 de junho, quando não resistiu. - Prefeitura de São Bento do Sul/Divulgação/ND

Maria Salete Alves Brito, de 63 anos, era moradora do bairro Cordeiros, em Itajaí. Ela faleceu no dia 7 de junho, em decorrência da infecção por Covid-19. Brito estava internada desde o dia 21 de maio no Hospital Marieta. Ela era ex-tabagista. - Hospital Marieta Konder Bornhausen/Divulgação
50 184

Maria Salete Alves Brito, de 63 anos, era moradora do bairro Cordeiros, em Itajaí. Ela faleceu no dia 7 de junho, em decorrência da infecção por Covid-19. Brito estava internada desde o dia 21 de maio no Hospital Marieta. Ela era ex-tabagista. - Hospital Marieta Konder Bornhausen/Divulgação

Teonino Paulino da Silva, de 73 anos, foi o 11º morador de Itajaí a morrer em decorrência da infecção por Covid-19. Ele morreu na manhã do dia 5 de junho. Paulino era hipertenso e estava internado no hospital Marieta. Seu corpo foi sepultado no Cemitério da Fazenda, em Itajaí. - Reprodução Redes Sociais/ND
51 184

Teonino Paulino da Silva, de 73 anos, foi o 11º morador de Itajaí a morrer em decorrência da infecção por Covid-19. Ele morreu na manhã do dia 5 de junho. Paulino era hipertenso e estava internado no hospital Marieta. Seu corpo foi sepultado no Cemitério da Fazenda, em Itajaí. - Reprodução Redes Sociais/ND

Gerci Woitexem é a terceira vítima fatal da Covid-19 em Jaraguá do Sul. Com 58 anos, ele estava internado desde o dia 24 de maio na UTI do Hospital São José, em Joinville. No dia 5 de junho ele não resistiu. Woitexem era obeso. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dWNgVT">https://bit.ly/3dWNgVT</a>
- Arquivo Pessoal/ND
52 184

Gerci Woitexem é a terceira vítima fatal da Covid-19 em Jaraguá do Sul. Com 58 anos, ele estava internado desde o dia 24 de maio na UTI do Hospital São José, em Joinville. No dia 5 de junho ele não resistiu. Woitexem era obeso. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dWNgVT - Arquivo Pessoal/ND

Uma idosa, de 72 anos, morreu no dia 5 de junho, logo após dar entrada na UPA do CIS (Centro Integrado de Saúde), em Itajaí. Sem apresentar quaisquer comorbidades, conforme a Secretaria de Saúde de Itajaí, a idosa teve a infecção por Covid-19 confirmada no dia seguinte a morte. - Secom/Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND
53 184

Uma idosa, de 72 anos, morreu no dia 5 de junho, logo após dar entrada na UPA do CIS (Centro Integrado de Saúde), em Itajaí. Sem apresentar quaisquer comorbidades, conforme a Secretaria de Saúde de Itajaí, a idosa teve a infecção por Covid-19 confirmada no dia seguinte a morte. - Secom/Prefeitura de Itajaí/Divulgação/ND

Francisca Vitcoski dos Santos, de 76 anos, morreu no do dia 7 de junho, em decorrência da infecção por Covid-19. Ela era moradora de Chapecó e foi a quinta morte registrada no município de um residente. Ela estava internada no Hospital Regional do Oeste, também em Chapecó, e sofria de outros problemas de saúde, informa a Secretaria de Saúde. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dL99as">https://bit.ly/3dL99as</a> - NDTV/Reprodução
54 184

Francisca Vitcoski dos Santos, de 76 anos, morreu no do dia 7 de junho, em decorrência da infecção por Covid-19. Ela era moradora de Chapecó e foi a quinta morte registrada no município de um residente. Ela estava internada no Hospital Regional do Oeste, também em Chapecó, e sofria de outros problemas de saúde, informa a Secretaria de Saúde. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dL99as - NDTV/Reprodução

Entre os dias 1 de 3 de junho o município de Palmitos, no Oeste catarinense, perdeu mais três moradores para a Covid-19. Dentre eles, dois idosos, de 80 e 83 anos, e uma idosa, de 85. Todos sofriam de comorbidades Ao todo, quatro mortes já foram registradas no município, todas elas de internos do asilo Nupai. A casa sofreu um surto de Covid-19, que começou após a contaminação de uma funcionária. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2BCrpEO">https://bit.ly/2BCrpEO</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
55 184

Entre os dias 1 de 3 de junho o município de Palmitos, no Oeste catarinense, perdeu mais três moradores para a Covid-19. Dentre eles, dois idosos, de 80 e 83 anos, e uma idosa, de 85. Todos sofriam de comorbidades Ao todo, quatro mortes já foram registradas no município, todas elas de internos do asilo Nupai. A casa sofreu um surto de Covid-19, que começou após a contaminação de uma funcionária. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2BCrpEO - Reprodução Redes Sociais/ND

Lídio Osmar de Moura, de 59 anos, foi a segunda vítima fatal da Covid-19 em Ponte Serrada, no Oeste catarinense. Ele morreu na tarde do dia 1 de junho, após ficar quatro dias internado na UTI do Hospital Regional de Xanxerê. Ele testou positivo para o vírus no dia da internação. Moura tinha diabetes e transportava trabalhadores para um frigorífico da região. Seu Lídio, como era conhecido, trabalhou por muitos anos na Secretária de Educação de Ponte Serrada, transportando alunos. - Prefeitura de Ponte Serrada/Divulgação/ND
56 184

Lídio Osmar de Moura, de 59 anos, foi a segunda vítima fatal da Covid-19 em Ponte Serrada, no Oeste catarinense. Ele morreu na tarde do dia 1 de junho, após ficar quatro dias internado na UTI do Hospital Regional de Xanxerê. Ele testou positivo para o vírus no dia da internação. Moura tinha diabetes e transportava trabalhadores para um frigorífico da região. Seu Lídio, como era conhecido, trabalhou por muitos anos na Secretária de Educação de Ponte Serrada, transportando alunos. - Prefeitura de Ponte Serrada/Divulgação/ND

Aldino João Luzzi morreu um dia após completar 90 anos. Morador de Marema, no Oeste do Estado, Aldino ficou internado no Hospital Frei Bruno , em Xaxim, por dez dias até falecer no dia 2 de junho. Segundo a Secretaria de Saúde do município, o homem tinha comorbidades e fez um teste PCR na unidade hospitalar da cidade vizinha. A secretaria não soube informar a data em que o resultado foi divulgado. - Reprodução/Facebook
57 184

Aldino João Luzzi morreu um dia após completar 90 anos. Morador de Marema, no Oeste do Estado, Aldino ficou internado no Hospital Frei Bruno , em Xaxim, por dez dias até falecer no dia 2 de junho. Segundo a Secretaria de Saúde do município, o homem tinha comorbidades e fez um teste PCR na unidade hospitalar da cidade vizinha. A secretaria não soube informar a data em que o resultado foi divulgado. - Reprodução/Facebook

Milena Ascari Dutra, de 19 anos, é a primeira vítima da Covid-19 em Grão Pará, no Sul de Santa Catarina. A jovem teve pneumonia em março e se recuperou, mas acabou adoecendo novamente maio. Ela chegou a ser internada na UTI do Hospital São José, em Criciúma, mas teve alta dias depois. No último dia 24 de maio, Milena foi levada pelos pais ao Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte. Dutra ficou cinco dias em um leito da enfermaria da unidade até falecer no dia 29. Ela fez dois testes rápidos para a Covid-19 e o segundo identificou anticorpos para o vírus. - Reprodução/Facebook
58 184

Milena Ascari Dutra, de 19 anos, é a primeira vítima da Covid-19 em Grão Pará, no Sul de Santa Catarina. A jovem teve pneumonia em março e se recuperou, mas acabou adoecendo novamente maio. Ela chegou a ser internada na UTI do Hospital São José, em Criciúma, mas teve alta dias depois. No último dia 24 de maio, Milena foi levada pelos pais ao Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte. Dutra ficou cinco dias em um leito da enfermaria da unidade até falecer no dia 29. Ela fez dois testes rápidos para a Covid-19 e o segundo identificou anticorpos para o vírus. - Reprodução/Facebook

Sirlene Angelita Palhano, de 44 anos, sofria de problemas pulmonares e imunossupressão. Ela não conseguiu vencer a luta contra a Covid-19 e morreu no dia 2 de junho. Palhano foi internado no dia 30 de maio e, em seguida, transferida para a UTI do hospital São José. Ela foi a terceira vítima do coronavírus em Urussunga. - WhatsApp Image 2020-06-02 at 17.35.19
59 184

Sirlene Angelita Palhano, de 44 anos, sofria de problemas pulmonares e imunossupressão. Ela não conseguiu vencer a luta contra a Covid-19 e morreu no dia 2 de junho. Palhano foi internado no dia 30 de maio e, em seguida, transferida para a UTI do hospital São José. Ela foi a terceira vítima do coronavírus em Urussunga. - WhatsApp Image 2020-06-02 at 17.35.19

Ivanete Dal Bello, de 43 anos, foi a nona vítima da Covid-19 em Concórdia, no Oeste catarinense. Ela morreu no dia 30 de maio, e sofria de obesidade e problemas respiratórios. Moradora do Bairro Vista Alegre, Ivanete ficou 13 dias hospitalizada no Hospital São Francisco, mas não resistiu.- Reprodução Redes Sociais/ND
60 184

Ivanete Dal Bello, de 43 anos, foi a nona vítima da Covid-19 em Concórdia, no Oeste catarinense. Ela morreu no dia 30 de maio, e sofria de obesidade e problemas respiratórios. Moradora do Bairro Vista Alegre, Ivanete ficou 13 dias hospitalizada no Hospital São Francisco, mas não resistiu.- Reprodução Redes Sociais/ND

Guiomar Alves, de 77 anos, foi a sétima vítima da Covid-19 em Navegantes. A idosa morreu no dia 1º de junho, após ficar vários dias internada na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Guiomar era morador do bairro São Paulo e possuía comorbidades. - Guiomar Alves
61 184

Guiomar Alves, de 77 anos, foi a sétima vítima da Covid-19 em Navegantes. A idosa morreu no dia 1º de junho, após ficar vários dias internada na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Guiomar era morador do bairro São Paulo e possuía comorbidades. - Guiomar Alves

Laurindo Bratti, de 63 anos, era morador do bairro Vista Alegre, em Concórdia. Ele morreu no dia 31 de maio. Ele também sofria de câncer após o diagnóstico de Covid-19, foi transferido para um hospital de longa permanência no município de Seara. - Reprodução/Blog Concórdia SC/Divulgação
62 184

Laurindo Bratti, de 63 anos, era morador do bairro Vista Alegre, em Concórdia. Ele morreu no dia 31 de maio. Ele também sofria de câncer após o diagnóstico de Covid-19, foi transferido para um hospital de longa permanência no município de Seara. - Reprodução/Blog Concórdia SC/Divulgação

Leonildo Geminiano dos Santos, 54 anos, morreu no dia 28 de maio no Hospital Regional São Paulo em Xanxerê. Morador de Entre Rios, cidade de pouco mais de 3 mil habitantes (IBGE), ele procurou atendimento na única unidade de saúde do município no dia 25 daquele mês. Leonildo foi transferido a unidade de saúde do município vizinho na mesma data, pois apresentava um quadro clínico grave. Precisou ser internado na UTI onde foi submetido a um teste rápido que confirmou a infecção pela doença. Sua família tem casos positivos para a Covid-19 e segue em isolamento. Motorista do setor de assistência social da prefeitura de Entre Rios, ele tinha obesidade e hipertensão, doenças consideradas comorbidades para o coronavírus. - Reprodução/Prefeitura de Entre RIos
63 184

Leonildo Geminiano dos Santos, 54 anos, morreu no dia 28 de maio no Hospital Regional São Paulo em Xanxerê. Morador de Entre Rios, cidade de pouco mais de 3 mil habitantes (IBGE), ele procurou atendimento na única unidade de saúde do município no dia 25 daquele mês. Leonildo foi transferido a unidade de saúde do município vizinho na mesma data, pois apresentava um quadro clínico grave. Precisou ser internado na UTI onde foi submetido a um teste rápido que confirmou a infecção pela doença. Sua família tem casos positivos para a Covid-19 e segue em isolamento. Motorista do setor de assistência social da prefeitura de Entre Rios, ele tinha obesidade e hipertensão, doenças consideradas comorbidades para o coronavírus. - Reprodução/Prefeitura de Entre RIos

Valdinei Bison, de 35 anos, era morador do bairro Jacob Biezus, em Concórdia. Ele morreu em decorrência da Covid-19 na noite do dia 29 de maio. De acordo com informações da prefeitura, ele estava internado na CTI (Centro de Terapias Intensiva) do Hospital São Francisco. Ele sofria tinha doença renal e diabetes, afirma a Secretaria de Saúde. - Reprodução Redes Sociais
64 184

Valdinei Bison, de 35 anos, era morador do bairro Jacob Biezus, em Concórdia. Ele morreu em decorrência da Covid-19 na noite do dia 29 de maio. De acordo com informações da prefeitura, ele estava internado na CTI (Centro de Terapias Intensiva) do Hospital São Francisco. Ele sofria tinha doença renal e diabetes, afirma a Secretaria de Saúde. - Reprodução Redes Sociais

Afonso Seide, de 85 anos, morreu em decorrência da infecção da Covid-19 na noite do dia 30 de maio. Ele estava estava internado no Hospital Marieta Konder Bornhausen, desde o dia 24 de maio e sofria de enfisema pulmonar. Um dia antes um idoso, de mesma idade, morreu por Covid-19 após dar entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Cordeiros. Esta última vítima sofria de Parkinson. Com as duas vítimas, Itajaí alcançou a marca de dez mortes por Covd-19. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3eGdZpv">https://bit.ly/3eGdZpv</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
65 184

Afonso Seide, de 85 anos, morreu em decorrência da infecção da Covid-19 na noite do dia 30 de maio. Ele estava estava internado no Hospital Marieta Konder Bornhausen, desde o dia 24 de maio e sofria de enfisema pulmonar. Um dia antes um idoso, de mesma idade, morreu por Covid-19 após dar entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Cordeiros. Esta última vítima sofria de Parkinson. Com as duas vítimas, Itajaí alcançou a marca de dez mortes por Covd-19. Confira reportagem completa: https://bit.ly/3eGdZpv - Reprodução Redes Sociais/ND

Enoir Paixão da Cruz, de 76 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Xanxerê, no Oeste catarinense. Ele deu entrada no Hospital Regional São Paulo, do município, no dia 23 de maio, ainda com a suspeita da doença. Três dias depois ele não resistiu. Nesse meio tempo ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para UTI. A suspeita é que o idoso tenha contraído o vírus em uma reunião familiar, segundo a Secretaria de Saúde do município. O idoso sofria de hipertensão arterial e deixa filhos. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2yKHyXz">https://bit.ly/2yKHyXz</a> - Reprodução Redes Sociais
66 184

Enoir Paixão da Cruz, de 76 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Xanxerê, no Oeste catarinense. Ele deu entrada no Hospital Regional São Paulo, do município, no dia 23 de maio, ainda com a suspeita da doença. Três dias depois ele não resistiu. Nesse meio tempo ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para UTI. A suspeita é que o idoso tenha contraído o vírus em uma reunião familiar, segundo a Secretaria de Saúde do município. O idoso sofria de hipertensão arterial e deixa filhos. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2yKHyXz - Reprodução Redes Sociais

Jorge José do Prado, de 74 anos, foi a sétima vítima fatal da Covid-19 registrada pelo município de Itajaí. Prado morreu no dia 27 de maio. Ele estava internado no Hospital Marieta, onde deu entrada dois dias antes. Ele sofria de hipertensão e obesidade, informa a Secretária de Saúde do município - Reprodução/RICTV
67 184

Jorge José do Prado, de 74 anos, foi a sétima vítima fatal da Covid-19 registrada pelo município de Itajaí. Prado morreu no dia 27 de maio. Ele estava internado no Hospital Marieta, onde deu entrada dois dias antes. Ele sofria de hipertensão e obesidade, informa a Secretária de Saúde do município - Reprodução/RICTV

Nádja Früstöckl, de 86 anos, morreu no dia 27 de maio, no Hospital Regional de Palmitos, no Oeste catarinense. A idosa contraiu Covid-19 em uma casa de cuidados onde estava internada, e foi a primeira morte registrada no município, informa a Secretaria de Saúde. No local outros 14 idosos também testaram positivo para o vírus após contraírem a doença de uma cuidadora. Früstöckl tinha câncer de mama e era natural de Palmitos. - Hospital Regional de Palmitos/Divulgação/ND
68 184

Nádja Früstöckl, de 86 anos, morreu no dia 27 de maio, no Hospital Regional de Palmitos, no Oeste catarinense. A idosa contraiu Covid-19 em uma casa de cuidados onde estava internada, e foi a primeira morte registrada no município, informa a Secretaria de Saúde. No local outros 14 idosos também testaram positivo para o vírus após contraírem a doença de uma cuidadora. Früstöckl tinha câncer de mama e era natural de Palmitos. - Hospital Regional de Palmitos/Divulgação/ND

Rui Trindade foi a quarta vítima fatal da Covid-19 em Chapecó. Ele morreu aos 82 anos, no dia 26 de maio. Seu Nêne, como era conhecido pelos mais próximos, estava internado no Hospital Regional do Oeste. A suspeita é que ele tenha contraído o vírus durante passeios pelo Centro da cidade. Dono de uma trajetória que atravessa a história do futebol e da vida social da cidade, Rui deixa uma esposa, cinco filhos, oito netos e dois bisnetos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/37cH6y4">https://bit.ly/37cH6y4</a> - Arquivo Pessoal/ND
69 184

Rui Trindade foi a quarta vítima fatal da Covid-19 em Chapecó. Ele morreu aos 82 anos, no dia 26 de maio. Seu Nêne, como era conhecido pelos mais próximos, estava internado no Hospital Regional do Oeste. A suspeita é que ele tenha contraído o vírus durante passeios pelo Centro da cidade. Dono de uma trajetória que atravessa a história do futebol e da vida social da cidade, Rui deixa uma esposa, cinco filhos, oito netos e dois bisnetos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/37cH6y4 - Arquivo Pessoal/ND

Entre os dias 25 e 28 de maio, quatro moradores de Joinville perderam a vida para a Covid-19. Dentre eles duas idosas, de 67 e 71 anos, como também dois homens, de 58 e 75 anos. As quatro vítimas apresentavam comorbidades. Com os registros, a cidade alcançou a marca de 21 mortes por Covid-19. Em breve mais informações.
- Sabrina de Aguiar/NDTV
70 184

Entre os dias 25 e 28 de maio, quatro moradores de Joinville perderam a vida para a Covid-19. Dentre eles duas idosas, de 67 e 71 anos, como também dois homens, de 58 e 75 anos. As quatro vítimas apresentavam comorbidades. Com os registros, a cidade alcançou a marca de 21 mortes por Covid-19. Em breve mais informações. - Sabrina de Aguiar/NDTV

Uma idosa, de 69 anos, foi a quarta vítima da Covid-19 em Blumenau. Ela morreu no dia 27 de maio e estava internada na UTI do Hospital Santa Isabel. A idosa possuía comorbidades. Em breve mais informações. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/36JsaHA">https://bit.ly/36JsaHA</a> - HSI/Divulgação/ND
71 184

Uma idosa, de 69 anos, foi a quarta vítima da Covid-19 em Blumenau. Ela morreu no dia 27 de maio e estava internada na UTI do Hospital Santa Isabel. A idosa possuía comorbidades. Em breve mais informações. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/36JsaHA - HSI/Divulgação/ND

Paulina Debona, de 75 anos, contraiu Covid-19 em um cruzeiro. A moradora de Irati, no Oeste catarinense, foi hospitalizada no dia 26 de março, no Hospital Regional do Oeste, já com suspeita de Covid-19. Na semana seguinte ela testou positivo para o vírus. Após dois meses de luta, Debona não resitiu e faleceu no dia 26 de maio. Ela foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Irati. Debona foi sepultada no cemitério do município e deixa seis filhos, netos e bisnetos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2Xyetbu">https://bit.ly/2Xyetbu</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
72 184

Paulina Debona, de 75 anos, contraiu Covid-19 em um cruzeiro. A moradora de Irati, no Oeste catarinense, foi hospitalizada no dia 26 de março, no Hospital Regional do Oeste, já com suspeita de Covid-19. Na semana seguinte ela testou positivo para o vírus. Após dois meses de luta, Debona não resitiu e faleceu no dia 26 de maio. Ela foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Irati. Debona foi sepultada no cemitério do município e deixa seis filhos, netos e bisnetos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2Xyetbu - Reprodução Redes Sociais/ND

Um idoso, de 76 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Xanxerê, no Oeste catarinense. Ele deu entrada no Hospital Regional São Paulo no dia 23 de maio, ainda com a suspeita da doença. Três dias depois ele não resistiu. Nesse meio tempo ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para UTI. A suspeita é que o idoso tenha contraído o vírus em uma reunião familiar, segundo a Secretaria de Saúde do município. O idoso sofria de hipertensão arterial e deixa filhos. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2yKHyXz">https://bit.ly/2yKHyXz</a> - Vanderlei Tecchio/Divulgação/ND
73 184

Um idoso, de 76 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Xanxerê, no Oeste catarinense. Ele deu entrada no Hospital Regional São Paulo no dia 23 de maio, ainda com a suspeita da doença. Três dias depois ele não resistiu. Nesse meio tempo ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para UTI. A suspeita é que o idoso tenha contraído o vírus em uma reunião familiar, segundo a Secretaria de Saúde do município. O idoso sofria de hipertensão arterial e deixa filhos. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2yKHyXz - Vanderlei Tecchio/Divulgação/ND

Antônio Alberti, de 84 anos, morreu na noite do dia 25 de maio. Ele foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Arvoredo, no Oeste catarinense. A equipe de saúde do município suspeita que Alberti contraiu o vírus através de um filho, que por sua vez se infectou em uma agroindústria da região, onde trabalhava. Ele testou positivo para a Covid-19 duas semanas antes da sua morte, quando foi internado no Hospital Regional do Oeste. Um dia antes de morrer ele foi transferido para o Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê. O idoso sofria de câncer de pulmão, problemas nos rins e no fígado. - Prefeitura de Arvoredo/ND
74 184

Antônio Alberti, de 84 anos, morreu na noite do dia 25 de maio. Ele foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Arvoredo, no Oeste catarinense. A equipe de saúde do município suspeita que Alberti contraiu o vírus através de um filho, que por sua vez se infectou em uma agroindústria da região, onde trabalhava. Ele testou positivo para a Covid-19 duas semanas antes da sua morte, quando foi internado no Hospital Regional do Oeste. Um dia antes de morrer ele foi transferido para o Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê. O idoso sofria de câncer de pulmão, problemas nos rins e no fígado. - Prefeitura de Arvoredo/ND

Osvaldo Afonso Machado, de 67 anos, morreu no dia 26 de maio. Ele era morador do bairro Escalvados, em Navegantes. Machado estava internado na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Ele deixa seis filhos. - Prefeitura de Piçarras/Divulgação/ND
75 184

Osvaldo Afonso Machado, de 67 anos, morreu no dia 26 de maio. Ele era morador do bairro Escalvados, em Navegantes. Machado estava internado na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Ele deixa seis filhos. - Prefeitura de Piçarras/Divulgação/ND

A enfermeira Lúcia Isolde Rocha Henrique, de 56 anos, morreu no dia 26 de maio. A moradora de Joinville foi a 19ª vítima da Covid-19 no município. Isolde trabalhava em um hospital particular da cidade. A enfermeira não tinha qualquer comorbidade e já vinha sendo tratada. Depois de ser liberada para continuar o tratamento em casa, Lúcia apresentou piora no quadro e voltou para o hospital, mas não resistiu. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3c9tJzq">https://bit.ly/3c9tJzq</a> - Arquivo Pessoal
76 184

A enfermeira Lúcia Isolde Rocha Henrique, de 56 anos, morreu no dia 26 de maio. A moradora de Joinville foi a 19ª vítima da Covid-19 no município. Isolde trabalhava em um hospital particular da cidade. A enfermeira não tinha qualquer comorbidade e já vinha sendo tratada. Depois de ser liberada para continuar o tratamento em casa, Lúcia apresentou piora no quadro e voltou para o hospital, mas não resistiu. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3c9tJzq - Arquivo Pessoal

Anselmo da Silva, de 59 anos, morreu de Covid-19 no dia 25 de maio. O morador de Itajaí estava internado no hospital Marieta Konder Bornhausen desde o dia 22 de maio. Anselmo era portador de doença cardiovascular crônica. Ele foi a quarta vítima fatal da Covid-19 no município.
- Reprodução Redes Sociais
77 184

Anselmo da Silva, de 59 anos, morreu de Covid-19 no dia 25 de maio. O morador de Itajaí estava internado no hospital Marieta Konder Bornhausen desde o dia 22 de maio. Anselmo era portador de doença cardiovascular crônica. Ele foi a quarta vítima fatal da Covid-19 no município. - Reprodução Redes Sociais

As mortes de Elza Rodrigues, de 80 anos, e Gertrudes de Oliveira, 75 anos, foram registradas pela Secretária de Saúde de Itajaí no dia 26 de maio. Rodrigues morreu no dia 25 de maio, no Hospital do Coração, em Balneário Camboriú. Ela tinha diabetes, hipertensão e insuficiência renal e cardíaca, estava internada desde o dia 19 de maio no hospital. Oliveira morreu no dia 24 de maio, no CIS (Centro Integrado de Saúde). O resultado confirmando a contaminação pelo coronavírus chegou dois dias depois. Ela sofria de comorbidades. - Wikipedia/Divulgação/ND
78 184

As mortes de Elza Rodrigues, de 80 anos, e Gertrudes de Oliveira, 75 anos, foram registradas pela Secretária de Saúde de Itajaí no dia 26 de maio. Rodrigues morreu no dia 25 de maio, no Hospital do Coração, em Balneário Camboriú. Ela tinha diabetes, hipertensão e insuficiência renal e cardíaca, estava internada desde o dia 19 de maio no hospital. Oliveira morreu no dia 24 de maio, no CIS (Centro Integrado de Saúde). O resultado confirmando a contaminação pelo coronavírus chegou dois dias depois. Ela sofria de comorbidades. - Wikipedia/Divulgação/ND

O joinvilense Claudiomiro Silveira Rattis, de 44 anos, era técnico em enfermagem e trabalhava atendendo pacientes com Covid-19. Ele contraiu a doença e morreu no dia 27 de maio. Sem histórico de doenças crônicas, Miro, como era chamado pelos amigos, trabalhava no Pronto Socorro do Hospital Regional de Joinville desde 2009. - Reprodução Facebook
79 184

O joinvilense Claudiomiro Silveira Rattis, de 44 anos, era técnico em enfermagem e trabalhava atendendo pacientes com Covid-19. Ele contraiu a doença e morreu no dia 27 de maio. Sem histórico de doenças crônicas, Miro, como era chamado pelos amigos, trabalhava no Pronto Socorro do Hospital Regional de Joinville desde 2009. - Reprodução Facebook

Com as mortes de Maria Locatelli, 91 anos, e um idoso, de 75 anos, Camboriú alcançou a marca de cinco mortes devido a Covid-19 no dia 27 de maio. O idoso residia em um asilo e estava internado na UTI do Hospital Municipal Ruth Cardoso. Já Locatelli, moradora do Lar da 3ª Idade Padre Antônio Dias, estava internada na UTI no Hospital da Unimed. - Prefeitura de Camboriú/Divulgação/ND
80 184

Com as mortes de Maria Locatelli, 91 anos, e um idoso, de 75 anos, Camboriú alcançou a marca de cinco mortes devido a Covid-19 no dia 27 de maio. O idoso residia em um asilo e estava internado na UTI do Hospital Municipal Ruth Cardoso. Já Locatelli, moradora do Lar da 3ª Idade Padre Antônio Dias, estava internada na UTI no Hospital da Unimed. - Prefeitura de Camboriú/Divulgação/ND

João Ziliotto, de 53 anos, morreu no dia 21 de maio no Hospital Padre João Berthier, em São Carlos, Oeste de Santa Catarina. Morador de Caxambu do Sul, ele foi internado na unidade na mesma data da sua morte. O resultado positivo do exame PCR foi confirmado no dia 24 de maio. Ziliotto era hipertenso e sua família está em isolamento domiciliar. - Reprodução/Facebook
81 184

João Ziliotto, de 53 anos, morreu no dia 21 de maio no Hospital Padre João Berthier, em São Carlos, Oeste de Santa Catarina. Morador de Caxambu do Sul, ele foi internado na unidade na mesma data da sua morte. O resultado positivo do exame PCR foi confirmado no dia 24 de maio. Ziliotto era hipertenso e sua família está em isolamento domiciliar. - Reprodução/Facebook

Flavio dos Santos, de 37 anos, morreu no dia 24 de maio. Ele morava sozinho no bairro Jardim do Lago, em Chapecó. Santos sofria de outras comorbidades e estava internado no Hospital Regional do Oeste. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2LVEHhk">https://bit.ly/2LVEHhk</a> - Facebook/Reprodução
82 184

Flavio dos Santos, de 37 anos, morreu no dia 24 de maio. Ele morava sozinho no bairro Jardim do Lago, em Chapecó. Santos sofria de outras comorbidades e estava internado no Hospital Regional do Oeste. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2LVEHhk - Facebook/Reprodução

Miguel Bileski, de 66 anos, morreu no dia 24 de maio no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra. Ele era morador de Itaiópolis e havia sido transferido para a unidade de referência da para a Covid-19 um dia antes, em 23 de maio. Bileski tinha câncer de cabeça e pescoço em estágio avançado e já estava internado na Fundação Hospitalar Santa Antônio, em Itaiópolis, quando foi testado para a doença no dia 21 de maio. Essa foi a primeira morte no município de cerca de 20 mil habitantes (IBGE). - Reprodução/Ampla Norte
83 184

Miguel Bileski, de 66 anos, morreu no dia 24 de maio no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra. Ele era morador de Itaiópolis e havia sido transferido para a unidade de referência da para a Covid-19 um dia antes, em 23 de maio. Bileski tinha câncer de cabeça e pescoço em estágio avançado e já estava internado na Fundação Hospitalar Santa Antônio, em Itaiópolis, quando foi testado para a doença no dia 21 de maio. Essa foi a primeira morte no município de cerca de 20 mil habitantes (IBGE). - Reprodução/Ampla Norte

Criciúma registrou sua sétima morte por Covid-19 no dia 24 de maio. A vítima é um idoso, de 72 anos, que sofria de comorbidades no pulmão. Ele foi internado no Hospital São José em abril, sendo transferido para UTI no dia 11 de maio. Treze dias depois ele não resistiu e morreu em decorrência da infecção. - Prefeitura de Cocal do Sul/Divulgação/ND
84 184

Criciúma registrou sua sétima morte por Covid-19 no dia 24 de maio. A vítima é um idoso, de 72 anos, que sofria de comorbidades no pulmão. Ele foi internado no Hospital São José em abril, sendo transferido para UTI no dia 11 de maio. Treze dias depois ele não resistiu e morreu em decorrência da infecção. - Prefeitura de Cocal do Sul/Divulgação/ND

Lili Quisinski, de 49 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Rodeio, no Vale do Itajaí. Ela estava internada desde o dia 2 de maio no Hospital Santa Catarina em Blumenau. Ela morreu 20 dias depois. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2TyFg52">https://bit.ly/2TyFg52</a> - Reprodução/Facebook
85 184

Lili Quisinski, de 49 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Rodeio, no Vale do Itajaí. Ela estava internada desde o dia 2 de maio no Hospital Santa Catarina em Blumenau. Ela morreu 20 dias depois. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2TyFg52 - Reprodução/Facebook

Um idoso de 85 anos foi o segundo morador de Xaxim a morrer de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Frei Bruno, e aguardava resultado do exame. O idoso tinha outras comorbidades e morreu no dia 23 de maio. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2AV9hFD">https://bit.ly/2AV9hFD</a> - Ascom/ND
86 184

Um idoso de 85 anos foi o segundo morador de Xaxim a morrer de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Frei Bruno, e aguardava resultado do exame. O idoso tinha outras comorbidades e morreu no dia 23 de maio. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2AV9hFD - Ascom/ND

Otávio Paulo Maciel, de 62 anos, foi o primeiro morador de Ponte Serrada, no Oeste catarinense, a morrer em decorrência da Covid-19. Maciel deu entrada no Hospital Santa Luzia no dia 10 de maio. Cinco dias depois, ele foi diagnosticado com a Covid-19. No dia 16 de maio, um dia após a confirmação da doença, foi transferido ao Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, onde ficou internado na UTI. No dia 24 do mesmo mês Maciel não resistiu. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dejUSx">https://bit.ly/3dejUSx</a> - Reprodução/ND
87 184

Otávio Paulo Maciel, de 62 anos, foi o primeiro morador de Ponte Serrada, no Oeste catarinense, a morrer em decorrência da Covid-19. Maciel deu entrada no Hospital Santa Luzia no dia 10 de maio. Cinco dias depois, ele foi diagnosticado com a Covid-19. No dia 16 de maio, um dia após a confirmação da doença, foi transferido ao Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, onde ficou internado na UTI. No dia 24 do mesmo mês Maciel não resistiu. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dejUSx - Reprodução/ND

Felipe Stefan, de 13 anos, morreu no dia 22 de maio, após um mal súbito enquanto brincava com amigos. Durante autópsia, houve suspeita de infecção por Covid-19, então foi realizado teste rápido na vítima, que deu positivo para a doença. Um novo exame é realizado pelo Lacen. O menino era saudável e não tinha comorbidade, conforme o Município. O Lacen realizará um exame de pulmão para determinar a causa, e atualmente considera o caso como inconclusivo. Confira reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2TCw53C">https://bit.ly/2TCw53C</a> - Reprodução Facebook/Divulgação/ND
88 184

Felipe Stefan, de 13 anos, morreu no dia 22 de maio, após um mal súbito enquanto brincava com amigos. Durante autópsia, houve suspeita de infecção por Covid-19, então foi realizado teste rápido na vítima, que deu positivo para a doença. Um novo exame é realizado pelo Lacen. O menino era saudável e não tinha comorbidade, conforme o Município. O Lacen realizará um exame de pulmão para determinar a causa, e atualmente considera o caso como inconclusivo. Confira reportagem completa: https://bit.ly/2TCw53C - Reprodução Facebook/Divulgação/ND

O morador de Navegantes Cristiano Correa Couto, de 47 anos, morreu no dia 19 de maio em alto mar na cidade de São Sebastião, em São Paulo. A causa da morte do pescador era considerada um infarto e, após exame realizado no dia 22 de maio, foi confirmada infecção por coronavírus. Outros 10 pescadores que estavam junto a Couto testaram positivo para a doença. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/36sI6xK">https://bit.ly/36sI6xK</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
89 184

O morador de Navegantes Cristiano Correa Couto, de 47 anos, morreu no dia 19 de maio em alto mar na cidade de São Sebastião, em São Paulo. A causa da morte do pescador era considerada um infarto e, após exame realizado no dia 22 de maio, foi confirmada infecção por coronavírus. Outros 10 pescadores que estavam junto a Couto testaram positivo para a doença. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/36sI6xK - Reprodução Redes Sociais/ND

No dia 21 de maio, Navegantes perdeu sua quarta moradora para a Covid-19. A vítima é uma idosa, de 63 anos, moradora do bairro Machados. Ela era portadora de diabetes e hipertensão, eestava internada no Hospital Marieta desde o dia 27 de abril.
- Prefeitura de Navegants/Divulgação/ND
90 184

No dia 21 de maio, Navegantes perdeu sua quarta moradora para a Covid-19. A vítima é uma idosa, de 63 anos, moradora do bairro Machados. Ela era portadora de diabetes e hipertensão, eestava internada no Hospital Marieta desde o dia 27 de abril. - Prefeitura de Navegants/Divulgação/ND

Nair de Santana do Prado, de 49 anos, é a primeira vítima fatal do novo coronavírus em Salete, no Alto Vale do Itajaí. A informação foi divulgada pelo governo do Estado no dia 21 de maio. Entretanto, segundo a Secretaria de Saúde da cidade, a paciente morreu na tarde do dia 21. Ela estava internada no Hospital e Maternidade Santa Terezinha – que não tem UTI -, era portadora de doenças crônicas e sofria de alcoolismo. - Reprodução/ND
91 184

Nair de Santana do Prado, de 49 anos, é a primeira vítima fatal do novo coronavírus em Salete, no Alto Vale do Itajaí. A informação foi divulgada pelo governo do Estado no dia 21 de maio. Entretanto, segundo a Secretaria de Saúde da cidade, a paciente morreu na tarde do dia 21. Ela estava internada no Hospital e Maternidade Santa Terezinha – que não tem UTI -, era portadora de doenças crônicas e sofria de alcoolismo. - Reprodução/ND

Em 24h, Papanduva perdeu dois moradores para a Covid-19. No dia 21 de maio, morreu um idoso, de 65 anos, que morava no bairro Santa Mônica. Ele era hipertenso e contraiu o vírus após ter contato com uma pessoa infectada. No mesmo dia um idoso, de 75 anos, também não resistiu. Ele testou positivo para Covid-19 no dia 16 de maio. Tinha doenças como diabetes e hipertensão. - Reprodução/Google Maps
92 184

Em 24h, Papanduva perdeu dois moradores para a Covid-19. No dia 21 de maio, morreu um idoso, de 65 anos, que morava no bairro Santa Mônica. Ele era hipertenso e contraiu o vírus após ter contato com uma pessoa infectada. No mesmo dia um idoso, de 75 anos, também não resistiu. Ele testou positivo para Covid-19 no dia 16 de maio. Tinha doenças como diabetes e hipertensão. - Reprodução/Google Maps

O município de Garuva, no Norte de Santa Catarina, registrou no dia 21 de maio sua primeira morte por Covid-19. A vítima foi um paciente de 77 anos, internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital São José, em Joinville. O homem inicialmente havia procurado uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no dia 14 de abril, devido uma queda. No entanto, como a cidade não possui unidade de tratamento intensivo, ele precisou ser transferido para o hospital de referência mais próximo. - Reprodução/Google Maps
93 184

O município de Garuva, no Norte de Santa Catarina, registrou no dia 21 de maio sua primeira morte por Covid-19. A vítima foi um paciente de 77 anos, internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital São José, em Joinville. O homem inicialmente havia procurado uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no dia 14 de abril, devido uma queda. No entanto, como a cidade não possui unidade de tratamento intensivo, ele precisou ser transferido para o hospital de referência mais próximo. - Reprodução/Google Maps

Com a morte de duas idosas, registradas no dia 20 e 22 de maio, Joinville chegou a marca de 15 vítimas fatais da Covid-19. As vítimas tinham 60 e 62 anos, e estavam internadas em hospital público - Reprodução/Youtube
94 184

Com a morte de duas idosas, registradas no dia 20 e 22 de maio, Joinville chegou a marca de 15 vítimas fatais da Covid-19. As vítimas tinham 60 e 62 anos, e estavam internadas em hospital público - Reprodução/Youtube

O Estado registrou a segundo morte de um morador de São José no dia 21 de maio. A vítima é um idoso, de 88 anos. A reportagem não conseguiu mais informações, mas em breve será atualizada. - Reprodução/ND
95 184

O Estado registrou a segundo morte de um morador de São José no dia 21 de maio. A vítima é um idoso, de 88 anos. A reportagem não conseguiu mais informações, mas em breve será atualizada. - Reprodução/ND

Dois moradores de Concórdia morreram no dia 19 de maio, devido a Covid-19. Vicento Viero, de 83 anos, sofria de comorbidades por conta de um AVC, e morava no bairro Nações. Ele foi internado com Covid-19 na UTI do Hospital São Francisco, no dia 8 de maio. Onze dias depois, ele não resistiu. No mesmo dia José Crejosmar Bandeira, de 50 anos, também morreu em decorrência da Covid-19. Ele foi internado no Hospital São Francisco no dia 6 de maio. Ele apresentava diversas comorbidades, como hipertensão e diabetes. - Reprodução/Blog Concórdia SC)
96 184

Dois moradores de Concórdia morreram no dia 19 de maio, devido a Covid-19. Vicento Viero, de 83 anos, sofria de comorbidades por conta de um AVC, e morava no bairro Nações. Ele foi internado com Covid-19 na UTI do Hospital São Francisco, no dia 8 de maio. Onze dias depois, ele não resistiu. No mesmo dia José Crejosmar Bandeira, de 50 anos, também morreu em decorrência da Covid-19. Ele foi internado no Hospital São Francisco no dia 6 de maio. Ele apresentava diversas comorbidades, como hipertensão e diabetes. - Reprodução/Blog Concórdia SC)

Adalto Álvaro Vieira, 47 anos, morreu no dia 4 de maio na cidade de Arapiraca, em Alagoas. Ele era caminhoneiro, sentiu-se mal durante uma viagem e chegou a ser internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas não resistiu. A morte foi contabilizada no município de Urussanga, Sul do estado, que era onde Adalto residia. Ele deixa esposa e dois filhos - Reprodução/ND
97 184

Adalto Álvaro Vieira, 47 anos, morreu no dia 4 de maio na cidade de Arapiraca, em Alagoas. Ele era caminhoneiro, sentiu-se mal durante uma viagem e chegou a ser internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas não resistiu. A morte foi contabilizada no município de Urussanga, Sul do estado, que era onde Adalto residia. Ele deixa esposa e dois filhos - Reprodução/ND

H. P. S. morreu no sábado (16) no Hospital Regional Alto Vale em Rio do Sul. Ela tinha hipertensão, insuficiência cardíaca e uma ferida decorrente da diabetes. Ela só foi encaminhada à unidade hospitalar no dia em que faleceu, quando o quadro já era grave. O exame PCR foi feito também no sábado e o resultado positivo foi divulgado na manhã de segunda-feira (18). Sem velório, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, ela foi sepultada no cemitério da localidade de Alto Serrinha, em Agronômica. Confira a reportagem completa em: <a href="https://bit.ly/2LKav98">https://bit.ly/2LKav98</a> - Reprodução/ND
98 184

H. P. S. morreu no sábado (16) no Hospital Regional Alto Vale em Rio do Sul. Ela tinha hipertensão, insuficiência cardíaca e uma ferida decorrente da diabetes. Ela só foi encaminhada à unidade hospitalar no dia em que faleceu, quando o quadro já era grave. O exame PCR foi feito também no sábado e o resultado positivo foi divulgado na manhã de segunda-feira (18). Sem velório, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, ela foi sepultada no cemitério da localidade de Alto Serrinha, em Agronômica. Confira a reportagem completa em: https://bit.ly/2LKav98 - Reprodução/ND

José dos Santos, de 69 anos, morreu no dia 15 de maio. Ele era morador de Joinville, e estava internado no Hospital Regional da cidade, devido a infecção por Covid-19. Santos deixa sete filhos. - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND
99 184

José dos Santos, de 69 anos, morreu no dia 15 de maio. Ele era morador de Joinville, e estava internado no Hospital Regional da cidade, devido a infecção por Covid-19. Santos deixa sete filhos. - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND

Adão da Silva, de 85 anos, foi o primeiro morador de Chapecó a morrer devido a Covid-19. O aposentado, que morava no bairro Seminário, estava internado há 23 dias na ala Covid-19 da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional do Oeste. O diagnóstico de coronavírus, segundo a filha, saiu quando o aposentado já estava internado no HRO. Ele morreu no dia 17 de maio. Adão deixa dez filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3g45h5N">https://bit.ly/3g45h5N</a> - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND
100 184

Adão da Silva, de 85 anos, foi o primeiro morador de Chapecó a morrer devido a Covid-19. O aposentado, que morava no bairro Seminário, estava internado há 23 dias na ala Covid-19 da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional do Oeste. O diagnóstico de coronavírus, segundo a filha, saiu quando o aposentado já estava internado no HRO. Ele morreu no dia 17 de maio. Adão deixa dez filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3g45h5N - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND

Uma mulher, de 76 anos, foi a 11ª vítima da Covid-19 em Joinville. Ela morreu no dia 14 de maio, e sofria de diabetes, hipertensão e pneumopatia. Ela estava internada em um hospital público de Joinville. Em breve mais informações - CDL/Divulgação/ND
101 184

Uma mulher, de 76 anos, foi a 11ª vítima da Covid-19 em Joinville. Ela morreu no dia 14 de maio, e sofria de diabetes, hipertensão e pneumopatia. Ela estava internada em um hospital público de Joinville. Em breve mais informações - CDL/Divulgação/ND

Também no dia 17 de maio, a Secretaria de Saúde de Chapecó registrou a segunda morte devido a Covid-19. A vítima foi uma idosa, de 81 anos, que estava internada no HRO (Hospital Regional do Oeste). Ela apresentava outros problemas de saúde, que não foram detalhados pela prefeitura. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3fZQI3l">https://bit.ly/3fZQI3l</a> - Ascom/ND
102 184

Também no dia 17 de maio, a Secretaria de Saúde de Chapecó registrou a segunda morte devido a Covid-19. A vítima foi uma idosa, de 81 anos, que estava internada no HRO (Hospital Regional do Oeste). Ela apresentava outros problemas de saúde, que não foram detalhados pela prefeitura. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3fZQI3l - Ascom/ND

Terezinha Oliveira de Souza, 70 anos, morreu no dia 14 de maio no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela era moradora de Penha e foi enterrada sem que o teste confirmasse a infecção pela Covid-19. O resultado só saiu no dia 16 de maio.Segundo a Secretaria de Saúde de Penha, a família de Terezinha não apresenta sintomas, mas está em isolamento social e irá fazer exames. - Rafael Saldanha/Divulgação
103 184

Terezinha Oliveira de Souza, 70 anos, morreu no dia 14 de maio no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela era moradora de Penha e foi enterrada sem que o teste confirmasse a infecção pela Covid-19. O resultado só saiu no dia 16 de maio.Segundo a Secretaria de Saúde de Penha, a família de Terezinha não apresenta sintomas, mas está em isolamento social e irá fazer exames. - Rafael Saldanha/Divulgação

José Teinhots, 76 anos, morreu no dia 16 de maio no Hospital São Francisco, em Concórdia. Segundo a secretaria de saúde do município, José não tinha comorbidade. A estimativa é que ele tenha começado a apresentar os sintomas no dia 26 de abril, quando estava em um sítio na cidade de Severiano de Almeida, no Rio Grande do Sul. Lá, ele chegou a ser internado e fez um teste rápido que confirmou a doença no dia 4 de maio. No dia seguinte, em 5 de maio, ele foi transferido para a cidade catarinense após apresentar uma piora no sintomas. - Divulgação/Guia do Turismo Brasil
104 184

José Teinhots, 76 anos, morreu no dia 16 de maio no Hospital São Francisco, em Concórdia. Segundo a secretaria de saúde do município, José não tinha comorbidade. A estimativa é que ele tenha começado a apresentar os sintomas no dia 26 de abril, quando estava em um sítio na cidade de Severiano de Almeida, no Rio Grande do Sul. Lá, ele chegou a ser internado e fez um teste rápido que confirmou a doença no dia 4 de maio. No dia seguinte, em 5 de maio, ele foi transferido para a cidade catarinense após apresentar uma piora no sintomas. - Divulgação/Guia do Turismo Brasil

O caminhoneiro João Bento, natural de Pedra Grande, no Sul de Santa Catarina, morreu por Covid-19 no dia 27 de abril, na Bahia. A morte de Bento, de 52 anos, foi registrada pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina no dia 15 de maio. Apesar da naturalidade catarinense, Bento morava há alguns anos em Maracaú, no Ceará, após deixar o município de Laguna. A morte foi contabilizada em Laguna pois o registro de Bento no CadÚnico ainda apontava o município como residência, informou a Secretária de Saúde de Laguna, Valéria Olivier. - Jornal Agora Laguna/Divulgação/ND
105 184

O caminhoneiro João Bento, natural de Pedra Grande, no Sul de Santa Catarina, morreu por Covid-19 no dia 27 de abril, na Bahia. A morte de Bento, de 52 anos, foi registrada pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina no dia 15 de maio. Apesar da naturalidade catarinense, Bento morava há alguns anos em Maracaú, no Ceará, após deixar o município de Laguna. A morte foi contabilizada em Laguna pois o registro de Bento no CadÚnico ainda apontava o município como residência, informou a Secretária de Saúde de Laguna, Valéria Olivier. - Jornal Agora Laguna/Divulgação/ND

Maria da Silva Ramos, de 78 anos, foi a segunda moradora de Navegantes a morrer em decorrência da Covid-19. A moradora do bairro São Domingos estava internada na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Ela era portadora de hipertensão arterial e morreu no dia 15 de maio. Ramos deixa filhos e netos. - Reprodução Redes Sociais/ND
106 184

Maria da Silva Ramos, de 78 anos, foi a segunda moradora de Navegantes a morrer em decorrência da Covid-19. A moradora do bairro São Domingos estava internada na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí. Ela era portadora de hipertensão arterial e morreu no dia 15 de maio. Ramos deixa filhos e netos. - Reprodução Redes Sociais/ND

Ivonete Terezinha Santana, de 55 anos, morreu por Covid-19 no dia 14 de maio. A moradora de Concórdia estava internada no Hospital São Francisco. Após sentir os sintomas da infecção ela foi internada no dia 26 de abril, testando positivo para coronavírus no dia 1º de maio. Ela ficou 15 dias na UTI. Dois dias depois ela precisou voltar para UTI após apresentar problemas respiratórios, chegando a ser colocada em ventilação mecânica e, posteriormente, entubamento. A Vigilância Epidemiológica do município registrou a morte primeiro como insuficiência respiratória aguda. Depois, a causa foi corrigida para Covid-19. Santana era moradora do bairro Catarina Fontana e trabalhava em uma agroindústria. Ela deixa esposo, filhas e uma neta. Seu corpo foi sepultado no cemitério Parque Concórdia.
- Willian Ricardo/ND
107 184

Ivonete Terezinha Santana, de 55 anos, morreu por Covid-19 no dia 14 de maio. A moradora de Concórdia estava internada no Hospital São Francisco. Após sentir os sintomas da infecção ela foi internada no dia 26 de abril, testando positivo para coronavírus no dia 1º de maio. Ela ficou 15 dias na UTI. Dois dias depois ela precisou voltar para UTI após apresentar problemas respiratórios, chegando a ser colocada em ventilação mecânica e, posteriormente, entubamento. A Vigilância Epidemiológica do município registrou a morte primeiro como insuficiência respiratória aguda. Depois, a causa foi corrigida para Covid-19. Santana era moradora do bairro Catarina Fontana e trabalhava em uma agroindústria. Ela deixa esposo, filhas e uma neta. Seu corpo foi sepultado no cemitério Parque Concórdia. - Willian Ricardo/ND

Criciúma registrou a quinta morte por Covid-19 no dia 13 de maio. A vítima foi uma idosa, de 60 anos, que internada na UTI do Hospital São José. Moradora do bairro Ana Maria, a idosa testou positivo para a Covid-19 no mesmo dia da sua morte. Em breve mais informações. - Prefeitura de Criciúma/Divulgação/ND
108 184

Criciúma registrou a quinta morte por Covid-19 no dia 13 de maio. A vítima foi uma idosa, de 60 anos, que internada na UTI do Hospital São José. Moradora do bairro Ana Maria, a idosa testou positivo para a Covid-19 no mesmo dia da sua morte. Em breve mais informações. - Prefeitura de Criciúma/Divulgação/ND

A primeira vítima da Covid-19, em Navegantes, foi um idoso de 81 anos, morador do bairro São Paulo. Ele morreu no dia 5 de maio, mas o exame comprovando a infecção foi realizado no dia 14. Em breve mais informações. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2Z6upCY">https://bit.ly/2Z6upCY</a> - Prefeitura de Navegantes/Divulgação/ND
109 184

A primeira vítima da Covid-19, em Navegantes, foi um idoso de 81 anos, morador do bairro São Paulo. Ele morreu no dia 5 de maio, mas o exame comprovando a infecção foi realizado no dia 14. Em breve mais informações. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2Z6upCY - Prefeitura de Navegantes/Divulgação/ND

Anselmo Carlos dos Anjos, 38 anos, morreu no dia 10 de maio no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra. Ele era morador de Papanduva, Norte do Estado, e não possuía histórico de viagens ou contato com pessoas de fora da cidade. Assim, a Secretaria de Saúde do município acredita que o contaminação tenha sido comunitária. Anselmo tinha uma patologia pulmonar. Os familiares, que tiveram contato com ele, seguem em isolamento. No dia 7 de maio, Anselmo foi internado no Hospital São Sebastião, em Papanduva. Na data, ele foi submetido a um teste rápido que deu negativo para à Covid-19. Com a piora do quadro ele foi transferido no dia 11 para Mafra, onde outro teste rápido negou a contaminação. Com a piora do quadro, ele faleceu naquele mesmo dia. Foi um teste PCR, feito também no dia 1, que confirmou a infecção pelo coronavírus. O resultado saiu em 12 de maio. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3csI3Eg">https://bit.ly/3csI3Eg</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
110 184

Anselmo Carlos dos Anjos, 38 anos, morreu no dia 10 de maio no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra. Ele era morador de Papanduva, Norte do Estado, e não possuía histórico de viagens ou contato com pessoas de fora da cidade. Assim, a Secretaria de Saúde do município acredita que o contaminação tenha sido comunitária. Anselmo tinha uma patologia pulmonar. Os familiares, que tiveram contato com ele, seguem em isolamento. No dia 7 de maio, Anselmo foi internado no Hospital São Sebastião, em Papanduva. Na data, ele foi submetido a um teste rápido que deu negativo para à Covid-19. Com a piora do quadro ele foi transferido no dia 11 para Mafra, onde outro teste rápido negou a contaminação. Com a piora do quadro, ele faleceu naquele mesmo dia. Foi um teste PCR, feito também no dia 1, que confirmou a infecção pelo coronavírus. O resultado saiu em 12 de maio. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3csI3Eg - Reprodução Redes Sociais/ND

Eurico Wandersee, 92 anos, era morador de Joinville. Ele morreu no dia 11 de maio, em decorrência da Covid-19. O teste que comprovou a infecção por coronavírus foi emitido um dia depois da sua morte. Ele estava internado em um hospital público da cidade. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2AkRk2Z">https://bit.ly/2AkRk2Z</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
111 184

Eurico Wandersee, 92 anos, era morador de Joinville. Ele morreu no dia 11 de maio, em decorrência da Covid-19. O teste que comprovou a infecção por coronavírus foi emitido um dia depois da sua morte. Ele estava internado em um hospital público da cidade. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2AkRk2Z - Reprodução Redes Sociais/ND

Eunice Maria de Lima, de 89 anos, morreu no dia 10 de maio. Ela foi a décima moradora de Joinville a morrer em decorrência da Covid-19. Eunice é natural de Alagoas. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2AkRk2Z">https://bit.ly/2AkRk2Z</a> - Prefeitura de Joinville/Divulgação/ND
112 184

Eunice Maria de Lima, de 89 anos, morreu no dia 10 de maio. Ela foi a décima moradora de Joinville a morrer em decorrência da Covid-19. Eunice é natural de Alagoas. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2AkRk2Z - Prefeitura de Joinville/Divulgação/ND

L.P.A, de 76 anos, morreu de pneumonia. Conforme a Secretária de Saúde do Estado, a causa secundária da sua morte foi Covid-19, que fragilizou seu estado de saúde. Ela foi internada no Hospital Regional do Oeste no dia 10 de abril, por conta de um AVC. Após apresentar sintomas, a idosa testou positivo para a Covid-19 nove dias depois. No dia 10 de maio ela não resistiu, e faleceu devido a uma pneumonia. Ela deixa oito filhos e netos.
- Divulgação/HRO
113 184

L.P.A, de 76 anos, morreu de pneumonia. Conforme a Secretária de Saúde do Estado, a causa secundária da sua morte foi Covid-19, que fragilizou seu estado de saúde. Ela foi internada no Hospital Regional do Oeste no dia 10 de abril, por conta de um AVC. Após apresentar sintomas, a idosa testou positivo para a Covid-19 nove dias depois. No dia 10 de maio ela não resistiu, e faleceu devido a uma pneumonia. Ela deixa oito filhos e netos. - Divulgação/HRO

Genésio Schweigert, de 71 anos, foi o primeiro morador de Guabiruba a morrer devido a Covid-19. O idoso sofria de diabetes. Ele estava internado em UTI do Hospital Azambuja, em Brusque, desde o dia 29 de abril, quando testou positivo a Covid-19. Na manhã do dia 11 de maio ele não resistiu. A Secretaria de Saúde ainda não sabe como ocorreu o contágio. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2Lg56X4">https://bit.ly/2Lg56X4</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
114 184

Genésio Schweigert, de 71 anos, foi o primeiro morador de Guabiruba a morrer devido a Covid-19. O idoso sofria de diabetes. Ele estava internado em UTI do Hospital Azambuja, em Brusque, desde o dia 29 de abril, quando testou positivo a Covid-19. Na manhã do dia 11 de maio ele não resistiu. A Secretaria de Saúde ainda não sabe como ocorreu o contágio. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2Lg56X4 - Reprodução Redes Sociais/ND

Alonso Pinto Maluenda, morador de Blumenau, morreu no dia 10 de maio na UTI do Hospital Santa Catarina. O idoso, de 83 anos, estava internado desde o dia 4 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2SSDjjK">https://bit.ly/2SSDjjK</a> - Reprodução Redes Sociais/ND
115 184

Alonso Pinto Maluenda, morador de Blumenau, morreu no dia 10 de maio na UTI do Hospital Santa Catarina. O idoso, de 83 anos, estava internado desde o dia 4 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2SSDjjK - Reprodução Redes Sociais/ND

Uma idosa, de 63 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Araranguá. Ela estava internada no Hospital Regional de Araranguá. A morte foi
confirmada no dia 11 de maio. A idosa tinha câncer de pulmão, doença pulmonar obstrutiva crônica e era tabagista. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2WPSKKw">https://bit.ly/2WPSKKw</a>
- Reprodução/ND
116 184

Uma idosa, de 63 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Araranguá. Ela estava internada no Hospital Regional de Araranguá. A morte foi confirmada no dia 11 de maio. A idosa tinha câncer de pulmão, doença pulmonar obstrutiva crônica e era tabagista. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2WPSKKw - Reprodução/ND

Uma mulher, de 55 anos, foi a sétima morte por Covid-19 registrada em Joinville, no dia 10. Ela tinha hipertensão, e estava internada em um hospital público da cidade. No mesmo dia um idoso, de 66 anos, também faleceu por coronavírus no município. Ele tinha histórico de doença crônica e estava internado em um hospital privado. A décima primeira morte foi registrada no dia 14 de maio. A vítima foi uma idosa de Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2SSDjjK">https://bit.ly/2SSDjjK</a> - Sabrina Aguiar/NDTV
117 184

Uma mulher, de 55 anos, foi a sétima morte por Covid-19 registrada em Joinville, no dia 10. Ela tinha hipertensão, e estava internada em um hospital público da cidade. No mesmo dia um idoso, de 66 anos, também faleceu por coronavírus no município. Ele tinha histórico de doença crônica e estava internado em um hospital privado. A décima primeira morte foi registrada no dia 14 de maio. A vítima foi uma idosa de Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2SSDjjK - Sabrina Aguiar/NDTV

O morador de Videira, Hermes Palhano, de 51 anos, era caminhoneiro e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao nordeste. Na viagem de volta ele foi internado em um hospital de Minas Gerais após apresentar sintomas graves. Dois dias antes de morrer ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na manhã do dia 8 de abril ele não resistiu. Conhecido pelos amigos como “Cabelo”, Palhano deixa esposa e filhos. - Reprodução/Redes Sociais
118 184

O morador de Videira, Hermes Palhano, de 51 anos, era caminhoneiro e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao nordeste. Na viagem de volta ele foi internado em um hospital de Minas Gerais após apresentar sintomas graves. Dois dias antes de morrer ele testou positivo para a Covid-19 e foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na manhã do dia 8 de abril ele não resistiu. Conhecido pelos amigos como “Cabelo”, Palhano deixa esposa e filhos. - Reprodução/Redes Sociais

Um idoso, de 79 anos, é a sexta vítima da infecção por coronavírus em Criciúma. Ele morreu no dia 7 de maio, mas o exame comprovando a infecção foi realizado dez dia depois. De acordo com a prefeitura de Criciúma, a causa da morte foi confirmada por critério clínico - Prefeitura de Criciúma/Divulgação/ND
119 184

Um idoso, de 79 anos, é a sexta vítima da infecção por coronavírus em Criciúma. Ele morreu no dia 7 de maio, mas o exame comprovando a infecção foi realizado dez dia depois. De acordo com a prefeitura de Criciúma, a causa da morte foi confirmada por critério clínico - Prefeitura de Criciúma/Divulgação/ND

Um idoso, de 84 anos, foi o primeiro morador de Caçador a morrer devido a infecção de coronavírus. Cardiopata, ele foi internado duas vezes durante o mês de abril, recebendo alta. O teste para Covid-19 realizado na ocasião da segunda internação deu resultado negativo. Ainda em casa, o idoso faleceu no dia 7 de maio. Um novo teste para Covid-19 foi realizado e apresentou resultado positivo. - Prefeitura de Caçador/Divulgação/ND
120 184

Um idoso, de 84 anos, foi o primeiro morador de Caçador a morrer devido a infecção de coronavírus. Cardiopata, ele foi internado duas vezes durante o mês de abril, recebendo alta. O teste para Covid-19 realizado na ocasião da segunda internação deu resultado negativo. Ainda em casa, o idoso faleceu no dia 7 de maio. Um novo teste para Covid-19 foi realizado e apresentou resultado positivo. - Prefeitura de Caçador/Divulgação/ND

Ari Stevens, de 70 anos, é o terceiro morador de Concórdia morrer devido a Covid-19. Ele morreu na manhã do dia 8 de maio, no Hospital São Francisco.  Aposentado, Stevens morava no bairro dos Estados e estava com sintomas desde o dia 19 de abril. O idoso deixa esposa, três filhos e netos. - Concordia-Hospital_Sao_francisco_-_panoramio
121 184

Ari Stevens, de 70 anos, é o terceiro morador de Concórdia morrer devido a Covid-19. Ele morreu na manhã do dia 8 de maio, no Hospital São Francisco.  Aposentado, Stevens morava no bairro dos Estados e estava com sintomas desde o dia 19 de abril. O idoso deixa esposa, três filhos e netos. - Concordia-Hospital_Sao_francisco_-_panoramio

Norma Blasius, de 79 anos, morreu no dia 7 de maio, em Blumenau. Ela estava internada há 34 dias no no Hospital Santa Catarina, onde deu entrada no dia 3 de abril e foi direto para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).Blausius tinha comorbidades. A moradora do bairro Valparaíso deixa dois filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2zfwYb0">https://bit.ly/2zfwYb0</a> - Reprodução/Redes Sociais
122 184

Norma Blasius, de 79 anos, morreu no dia 7 de maio, em Blumenau. Ela estava internada há 34 dias no no Hospital Santa Catarina, onde deu entrada no dia 3 de abril e foi direto para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).Blausius tinha comorbidades. A moradora do bairro Valparaíso deixa dois filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2zfwYb0 - Reprodução/Redes Sociais

Sido Matthes, de 57 anos, morreu na noite do dia 6 de abril, Hospital Oase, em Timbó. Ele morava em Indaial. Matthes deu entrada no Hospital Beatriz Ramos no dia 27 de abril, onde foi entubado e, mais tarde, transferido para UTI do Oase. Ela era dono de uma oficina mecânica em Indaial e tinha histórico de pressão alta e diabetes. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2WBZz2k">https://bit.ly/2WBZz2k</a> - Reprodução/Redes sociais
123 184

Sido Matthes, de 57 anos, morreu na noite do dia 6 de abril, Hospital Oase, em Timbó. Ele morava em Indaial. Matthes deu entrada no Hospital Beatriz Ramos no dia 27 de abril, onde foi entubado e, mais tarde, transferido para UTI do Oase. Ela era dono de uma oficina mecânica em Indaial e tinha histórico de pressão alta e diabetes. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2WBZz2k - Reprodução/Redes sociais

Dilceia Alexandre Machado, de 49 anos, morreu no dia 3 de maio devido a Covid-19. A moradora de Sombrio, no Sul de Santa Catarina,
não apresentava comorbidades e estava internada há mais de 30 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Araranguá,
município vizinho a Sombrio. A Secretaria de Saúde do município investiga como ocorreu o contágio de Machado. Dilceia foi a terceira vítima
fatal da Covid-19 no município. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2YH4Tnt">https://bit.ly/2YH4Tnt</a> - Prefeitura de Sombrio/Divulgação/ND
124 184

Dilceia Alexandre Machado, de 49 anos, morreu no dia 3 de maio devido a Covid-19. A moradora de Sombrio, no Sul de Santa Catarina, não apresentava comorbidades e estava internada há mais de 30 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Araranguá, município vizinho a Sombrio. A Secretaria de Saúde do município investiga como ocorreu o contágio de Machado. Dilceia foi a terceira vítima fatal da Covid-19 no município. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2YH4Tnt - Prefeitura de Sombrio/Divulgação/ND

O empresário Oscar Vitor das Neves, de 71 anos, foi o primeiro morador de Gravatal, no Sul do Estado,
a morrer em decorrência da infecção por coronavírus. Ele foi internado no HNSC (Hospital Nossa Senhora da Conceição), em Tubarão, no dia 5 de abril. No dia seguinte ele foi transferido
para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e morreu no dia 4 de maio. Ele apresentava comorbidades. - Reprodução Facebook/ND
125 184

O empresário Oscar Vitor das Neves, de 71 anos, foi o primeiro morador de Gravatal, no Sul do Estado, a morrer em decorrência da infecção por coronavírus. Ele foi internado no HNSC (Hospital Nossa Senhora da Conceição), em Tubarão, no dia 5 de abril. No dia seguinte ele foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e morreu no dia 4 de maio. Ele apresentava comorbidades. - Reprodução Facebook/ND

Vanesa Neuber Salm, de 34 anos, morreu no dia 5 de maio. Ela era servidora pública da Secretaria Municipal de Promoção da Saúde, em Blumenau.
Salm foi a primeira morte registrada no município.Ela atuava como técnica de enfermagem no Caps e estava internada desde o dia 7 de abril no Hospital Santa Isabel.
A enfermeira tinha uma doença autoimune, integrando o grupo de risco. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3bgtySQ">https://bit.ly/3bgtySQ</a>
- Reprodução/Redes Sociais/ND
126 184

Vanesa Neuber Salm, de 34 anos, morreu no dia 5 de maio. Ela era servidora pública da Secretaria Municipal de Promoção da Saúde, em Blumenau. Salm foi a primeira morte registrada no município.Ela atuava como técnica de enfermagem no Caps e estava internada desde o dia 7 de abril no Hospital Santa Isabel. A enfermeira tinha uma doença autoimune, integrando o grupo de risco. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3bgtySQ - Reprodução/Redes Sociais/ND

Silvina Kunz Loch, de 82 anos, foi a sexta morte em decorrência da Covid-19 registrada em Joinville. Silvana ficou mais de 20 dias internada no Hospital Bethesda, tratando bronquinte. Durante a internação, a idosa descobriu que sofria de câncer no pulmão. No dia 27 de abril, Loch foi transferida para o Hospital São José, também em Joinville. Loch não resistiu, e morreu no dia 2 de maio. Dois dias depois a idosa testou positivo para a Covid-19. Ela deixa filhos, netos e bisnetos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2WaKvte">https://bit.ly/2WaKvte</a>
- Arquivo Pessoal/Divulgação/ND
127 184

Silvina Kunz Loch, de 82 anos, foi a sexta morte em decorrência da Covid-19 registrada em Joinville. Silvana ficou mais de 20 dias internada no Hospital Bethesda, tratando bronquinte. Durante a internação, a idosa descobriu que sofria de câncer no pulmão. No dia 27 de abril, Loch foi transferida para o Hospital São José, também em Joinville. Loch não resistiu, e morreu no dia 2 de maio. Dois dias depois a idosa testou positivo para a Covid-19. Ela deixa filhos, netos e bisnetos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2WaKvte - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND

Celso Santos de Assis era morador de Concórdia, no Oeste catarinense, e morreu por Covid-19 na madrugada do dia 4 de maio. Assis estava internado no Hospital São Francisco desde o dia 23 de abril. Ele era obeso, mas não apresentava doenças pré-existentes. A Secretaria de Saúde não soube informar como ele foi infectado. Assis foi sepultado, sem velório, no Cemitério Parque Concórdia. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dl3MOB">https://bit.ly/3dl3MOB</a> - Reprodução Redes Sociais
128 184

Celso Santos de Assis era morador de Concórdia, no Oeste catarinense, e morreu por Covid-19 na madrugada do dia 4 de maio. Assis estava internado no Hospital São Francisco desde o dia 23 de abril. Ele era obeso, mas não apresentava doenças pré-existentes. A Secretaria de Saúde não soube informar como ele foi infectado. Assis foi sepultado, sem velório, no Cemitério Parque Concórdia. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dl3MOB - Reprodução Redes Sociais

Um idoso, de 80 anos, foi a sétima vítima da Covid-19 em Florianópolis. A morte foi registrada no dia 4 de maio. Ele foi internado dia 10 de abril, no Hospital Baía Sul, sendo transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dois dias depois. O idoso possuia diabetes. Para a Secretaria de Saúde de Florianópolis, a possibilidade mais provável é que o contágio tenha ocorrido numa agência bancária, na qual ele esteve dias antes do início dos sintomas.
- Divulgação/ND
129 184

Um idoso, de 80 anos, foi a sétima vítima da Covid-19 em Florianópolis. A morte foi registrada no dia 4 de maio. Ele foi internado dia 10 de abril, no Hospital Baía Sul, sendo transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) dois dias depois. O idoso possuia diabetes. Para a Secretaria de Saúde de Florianópolis, a possibilidade mais provável é que o contágio tenha ocorrido numa agência bancária, na qual ele esteve dias antes do início dos sintomas. - Divulgação/ND

O auditor e assessor empresarial Robson Grecco, de 57 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Jaraguá do Sul. Ele passou 44 dias internado em estado grave na UTI do Hospital São José, em Jaraguá do Sul, e morreu no dia 2 de maio. O paciente tinha comorbidades, e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao Paraguai. “Peço que se cuidem e cuidem de suas famílias, porque essa doença não mata, ela arranca às pessoas à força de nossas vidas” escreveu uma das filhas de Grecco, em seu perfil no facebook. Grecco deixa quatro filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dcF0jF">https://bit.ly/3dcF0jF</a> - Reprodução Facebook/ND
130 184

O auditor e assessor empresarial Robson Grecco, de 57 anos, foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em Jaraguá do Sul. Ele passou 44 dias internado em estado grave na UTI do Hospital São José, em Jaraguá do Sul, e morreu no dia 2 de maio. O paciente tinha comorbidades, e contraiu a Covid-19 em uma viagem ao Paraguai. “Peço que se cuidem e cuidem de suas famílias, porque essa doença não mata, ela arranca às pessoas à força de nossas vidas” escreveu uma das filhas de Grecco, em seu perfil no facebook. Grecco deixa quatro filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dcF0jF - Reprodução Facebook/ND

Uma casa de repouso, em Antônio Carlos, teve a quarta morte por Covid-19 registrada na manhã do dia 2 de maio. A vítima foi uma idosa, de 83 anos, que estava internada no Hospital da Unimed. Ela sofria de Alzheimer e Parkinson, e foi uma das nove residentes do asilo a ser diagnosticada com coronavírus, no dia 26 de março. Após o agravamento dos sintomas, ela foi internada no dia 11 de abril. Outros dois profissionais de saúde que trabalhavam na casa também foram infectados. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2W5NhjL">https://bit.ly/2W5NhjL</a> - Prefeitura de Antônio Carlos/Divulgação/ND
131 184

Uma casa de repouso, em Antônio Carlos, teve a quarta morte por Covid-19 registrada na manhã do dia 2 de maio. A vítima foi uma idosa, de 83 anos, que estava internada no Hospital da Unimed. Ela sofria de Alzheimer e Parkinson, e foi uma das nove residentes do asilo a ser diagnosticada com coronavírus, no dia 26 de março. Após o agravamento dos sintomas, ela foi internada no dia 11 de abril. Outros dois profissionais de saúde que trabalhavam na casa também foram infectados. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2W5NhjL - Prefeitura de Antônio Carlos/Divulgação/ND

Elival Rodrigues de Araújo, de 75 anos, morreu no dia primeiro de maio. Araújo foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em São Francisco do Sul. Ele deu entrada no Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Graça por volta das 17h30 do dia 30 de abril e morreu horas depois. Duas semanas antes, ele foi internado no Hospital São José, em Joinville, para tratar das doenças já existentes (câncer no esôfago e estômago e problemas cardíacos). O exame para a Covid-19 foi realizado dois dias antes da sua morte. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/35t0Ixc">https://bit.ly/35t0Ixc</a> - Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Graça/Divulgação/ND
132 184

Elival Rodrigues de Araújo, de 75 anos, morreu no dia primeiro de maio. Araújo foi a primeira vítima fatal da Covid-19 em São Francisco do Sul. Ele deu entrada no Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Graça por volta das 17h30 do dia 30 de abril e morreu horas depois. Duas semanas antes, ele foi internado no Hospital São José, em Joinville, para tratar das doenças já existentes (câncer no esôfago e estômago e problemas cardíacos). O exame para a Covid-19 foi realizado dois dias antes da sua morte. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/35t0Ixc - Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Graça/Divulgação/ND

José Reinoldo Salles, de 78 anos, morreu no dia 30 de abril no Hospital São José, em Joinville. Segundo a prefeitura do município ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade e tinha histórico de doença cardiovasculares. A prefeitura, porém, não informou a data de internação de Salles, nem a data em que foi feita a coleta do exame. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3b4bET4">https://bit.ly/3b4bET4</a> - Reprodução/Google Maps
133 184

José Reinoldo Salles, de 78 anos, morreu no dia 30 de abril no Hospital São José, em Joinville. Segundo a prefeitura do município ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade e tinha histórico de doença cardiovasculares. A prefeitura, porém, não informou a data de internação de Salles, nem a data em que foi feita a coleta do exame. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3b4bET4 - Reprodução/Google Maps

Augusto Machado de Oliveira, 60 anos, morreu no dia 30 de abril em Sombrio. Ele ficou dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Araranguá, até a piora do quadro clínico. A prefeitura de Sombrio não informou a data do teste nem se Augusto tinha comorbidades. Confira a reportagem completa em: <a href="https://bitly.is/2WCc3Xy">https://bitly.is/2WCc3Xy</a> - Divulgação/Prefeitura de Sombrio
134 184

Augusto Machado de Oliveira, 60 anos, morreu no dia 30 de abril em Sombrio. Ele ficou dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Araranguá, até a piora do quadro clínico. A prefeitura de Sombrio não informou a data do teste nem se Augusto tinha comorbidades. Confira a reportagem completa em: https://bitly.is/2WCc3Xy - Divulgação/Prefeitura de Sombrio

Irene Ida de Souza, 87 anos, morreu no dia 30 de abril no Cepon (Centro de Pesquisas Oncológicas), em Florianópolis. Ela tratava um câncer de mama e foi internada no dia 18 de abril. Confira a reportagem completa em: <a href="https://bit.ly/2SFtepW">https://bit.ly/2SFtepW</a> - Reprodução/Facebook
135 184

Irene Ida de Souza, 87 anos, morreu no dia 30 de abril no Cepon (Centro de Pesquisas Oncológicas), em Florianópolis. Ela tratava um câncer de mama e foi internada no dia 18 de abril. Confira a reportagem completa em: https://bit.ly/2SFtepW - Reprodução/Facebook

Um idoso, 80 anos, foi a primeira vítima fatal do coronavírus em Siderópolis. O idoso apresentava comorbidades e estava internado no Hospital Regional de Criciúma, desde o dia 31 de março. A prefeitura do município não confirmou a data em que foi feito o teste. Confira a reportagem completa em: <a href="https://bitly.is/2WCc3Xy">https://bitly.is/2WCc3Xy</a> - Reprodução/ND
136 184

Um idoso, 80 anos, foi a primeira vítima fatal do coronavírus em Siderópolis. O idoso apresentava comorbidades e estava internado no Hospital Regional de Criciúma, desde o dia 31 de março. A prefeitura do município não confirmou a data em que foi feito o teste. Confira a reportagem completa em: https://bitly.is/2WCc3Xy - Reprodução/ND

A tubaronense Teresa Maria Colombi Tavares, de 69 anos, estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HNSC (Hospital Nossa Senhora da Conceição), em Tubarão, desde o último dia 8 de abril. Ela foi diagnosticada com Covid-19 por teste rápido dia 20 de abril. Ela apresentava comorbidades e morreu no dia 29 de abril. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal de Tubarão. - HNSC/Divulgação
137 184

A tubaronense Teresa Maria Colombi Tavares, de 69 anos, estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HNSC (Hospital Nossa Senhora da Conceição), em Tubarão, desde o último dia 8 de abril. Ela foi diagnosticada com Covid-19 por teste rápido dia 20 de abril. Ela apresentava comorbidades e morreu no dia 29 de abril. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal de Tubarão. - HNSC/Divulgação

Ismênia Benta Cardoso Martinez, de 67 anos, foi a quarta moradora de Joinville a morrer por Covid-19. Moradora antiga do bairro Morro do Meio, Martinez estava internada no hospital Regional Hans Dieter Schmidt e sofria de problema cardíaco e renal, além de diabetes. Ela testou positivo para Covid-19 no dia 20 de abril e veio a morrer no dia 29 do mesmo mês. Seu corpo foi cremado em Itajaí. Martinez deixa cinco filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3dacoYn">https://bit.ly/3dacoYn</a> - Luan Vosnhak/RICTV
138 184

Ismênia Benta Cardoso Martinez, de 67 anos, foi a quarta moradora de Joinville a morrer por Covid-19. Moradora antiga do bairro Morro do Meio, Martinez estava internada no hospital Regional Hans Dieter Schmidt e sofria de problema cardíaco e renal, além de diabetes. Ela testou positivo para Covid-19 no dia 20 de abril e veio a morrer no dia 29 do mesmo mês. Seu corpo foi cremado em Itajaí. Martinez deixa cinco filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3dacoYn - Luan Vosnhak/RICTV

Claudio Stadnick, de 61 anos morreu no dia 29 de abril em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. O paciente estava internado na UTI desde o dia 14 de abril com doença pulmonar obstrutiva crônica. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3d30Gi1">https://bit.ly/3d30Gi1</a> - Reprodução/Hospital Bom Jesus/ND
139 184

Claudio Stadnick, de 61 anos morreu no dia 29 de abril em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. O paciente estava internado na UTI desde o dia 14 de abril com doença pulmonar obstrutiva crônica. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3d30Gi1 - Reprodução/Hospital Bom Jesus/ND

Eumar Faccio, de 46 anos, morreu no dia 28 de abril no Hospital São Francisco em Concórdia. Ele foi internado no dia 22 de abril apresentando sintomas da doença e foi internado na UTI do hospital. Segundo a Secretaria de Saúde do município do Oeste, ele tinha problemas causa pela diabetes e tinha feito uma cirurgia cardíaca há 40 dias. - Arquivo Pessoal/Reprodução/Facebook
140 184

Eumar Faccio, de 46 anos, morreu no dia 28 de abril no Hospital São Francisco em Concórdia. Ele foi internado no dia 22 de abril apresentando sintomas da doença e foi internado na UTI do hospital. Segundo a Secretaria de Saúde do município do Oeste, ele tinha problemas causa pela diabetes e tinha feito uma cirurgia cardíaca há 40 dias. - Arquivo Pessoal/Reprodução/Facebook

A quinta morte por Covid-19 em Florianópolis foi registrada no Hospital de Caridade. A vítima foi um homem, de 77 anos, que morreu no dia 27 de abril. Ele foi testado no início do mês de abril, e estava internado desde então. A forma de contágio ainda está em investigação, informa a Secretaria de Saúde de Florianópolis
- Flávio Tin/ND
141 184

A quinta morte por Covid-19 em Florianópolis foi registrada no Hospital de Caridade. A vítima foi um homem, de 77 anos, que morreu no dia 27 de abril. Ele foi testado no início do mês de abril, e estava internado desde então. A forma de contágio ainda está em investigação, informa a Secretaria de Saúde de Florianópolis - Flávio Tin/ND

Werner Stahl, de 77 anos, deu entrada no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville, com quadro de insuficiência respiratória. No dia 23 de abril ele não resistiu e morreu. Dois dias depois os testes apontaram que Stahl estava infectado com Covid-19. Ele foi sepultado no dia 24 de abril, no Cemitério Municipal de Itajaí. Natural de Jaraguá do Sul, Stahl deixou dois filhos. Ela tinha histórico de diabetes e doença renal. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3eZBB9G">https://bit.ly/3eZBB9G</a> - Governo Estadual/Divulgação/ND
142 184

Werner Stahl, de 77 anos, deu entrada no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville, com quadro de insuficiência respiratória. No dia 23 de abril ele não resistiu e morreu. Dois dias depois os testes apontaram que Stahl estava infectado com Covid-19. Ele foi sepultado no dia 24 de abril, no Cemitério Municipal de Itajaí. Natural de Jaraguá do Sul, Stahl deixou dois filhos. Ela tinha histórico de diabetes e doença renal. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3eZBB9G - Governo Estadual/Divulgação/ND

Gastão Dias Júnior, de 52 anos, era médico pediatra de Itapema. Ele foi a primeira morte confirmada no município, no dia 22 de abril. Ele passou a sentir os sintomas da infecção por Covid-19 após ser afastado do trabalho. Ele também trabalhava no Hospital Rute Cardoso, em Balneário Camboriú. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2W4sgVn">https://bit.ly/2W4sgVn</a> - Reprodução/ND
143 184

Gastão Dias Júnior, de 52 anos, era médico pediatra de Itapema. Ele foi a primeira morte confirmada no município, no dia 22 de abril. Ele passou a sentir os sintomas da infecção por Covid-19 após ser afastado do trabalho. Ele também trabalhava no Hospital Rute Cardoso, em Balneário Camboriú. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2W4sgVn - Reprodução/ND

O itajaiense João Carlos dos Santos, de 65 anos, contraiu coronavírus em um cruzeiro para os Emirados Árabes. Ele era presidente da Associação de Moradores do Bairro Cabeçudas. Cardiopata, ele foi internado no dia 17 de março no Hospital do Coração, no município vizinho de Balneário Camboriú, apresentando sintomas da infecção por Covid-19. Três dias depois o teste confirmou a infecção. João Carlos não resistiu à doença e morreu no dia 23. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3aKp1rr">https://bit.ly/3aKp1rr</a>
- Reprodução Facebook
144 184

O itajaiense João Carlos dos Santos, de 65 anos, contraiu coronavírus em um cruzeiro para os Emirados Árabes. Ele era presidente da Associação de Moradores do Bairro Cabeçudas. Cardiopata, ele foi internado no dia 17 de março no Hospital do Coração, no município vizinho de Balneário Camboriú, apresentando sintomas da infecção por Covid-19. Três dias depois o teste confirmou a infecção. João Carlos não resistiu à doença e morreu no dia 23. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3aKp1rr - Reprodução Facebook

Moradora de Balneário Camboriú, no Vale do Itajaí, uma idosa, de 74 anos, foi a segunda morte registrada no município. A vítima morreu
Cepon (Centro de Pesquisa Oncológica), em Florianópolis, no dia 24 de abril. A paciente tinha neoplasia e estava em tratamento no hospital.
Ela testou positivo para Covid-19 no dia 9 de abril - Arquivo/ND
145 184

Moradora de Balneário Camboriú, no Vale do Itajaí, uma idosa, de 74 anos, foi a segunda morte registrada no município. A vítima morreu Cepon (Centro de Pesquisa Oncológica), em Florianópolis, no dia 24 de abril. A paciente tinha neoplasia e estava em tratamento no hospital. Ela testou positivo para Covid-19 no dia 9 de abril - Arquivo/ND

O morador de Cocal do Sul, Luiz Geraldo Gaspar, de 61 morreu no dia 21 de abril devido a um câncer no fígado. A infecção por coronavírus foi a causa secundária da sua morte, informa a Secretaria de Saúde. Gaspar testou positivo para a Covid-19 no dia 9 de abril e ficou isolado em casa. Quando retornou ao hospital, apresentava sintomas não relacionados a infecção de coronavírus, afirma a Secretaria - Reprodução/Redes Sociais
146 184

O morador de Cocal do Sul, Luiz Geraldo Gaspar, de 61 morreu no dia 21 de abril devido a um câncer no fígado. A infecção por coronavírus foi a causa secundária da sua morte, informa a Secretaria de Saúde. Gaspar testou positivo para a Covid-19 no dia 9 de abril e ficou isolado em casa. Quando retornou ao hospital, apresentava sintomas não relacionados a infecção de coronavírus, afirma a Secretaria - Reprodução/Redes Sociais

D.T., de 80 anos, morreu no dia 22 de abril por coronavírus. O morador de Balneário Arroio do Silva estava internado desde o dia 03 de abril na UTI do Hospital São José de Criciúma. A internação ocorreu logo após ele ser testado positivo para Covid-19. Ele já apresentava problemas cardíacos e contraiu a infecção em uma viajem, informa a Secretaria de Saúde municipal - Prefeitura de Balneário Arroio da Silva/Divulgação/ND
147 184

D.T., de 80 anos, morreu no dia 22 de abril por coronavírus. O morador de Balneário Arroio do Silva estava internado desde o dia 03 de abril na UTI do Hospital São José de Criciúma. A internação ocorreu logo após ele ser testado positivo para Covid-19. Ele já apresentava problemas cardíacos e contraiu a infecção em uma viajem, informa a Secretaria de Saúde municipal - Prefeitura de Balneário Arroio da Silva/Divulgação/ND

Marcos Roberto Tokumori, 53 anos, morreu no dia 21 de abril devido à infecção por coronavírus. Tokumori era servidor administrativo da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Nascido em São Paulo, Tokumori trabalhava há seis anos na Nulog (Núcleo de Logística) da corporação, em Florianópolis. Confira a reportagem completa: bit.ly/3bs6 - Reprodução/Facebook
148 184

Marcos Roberto Tokumori, 53 anos, morreu no dia 21 de abril devido à infecção por coronavírus. Tokumori era servidor administrativo da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Nascido em São Paulo, Tokumori trabalhava há seis anos na Nulog (Núcleo de Logística) da corporação, em Florianópolis. Confira a reportagem completa: bit.ly/3bs6 - Reprodução/Facebook

Vilson da Silva, 49 anos, morreu no dia 21 de abril em Rio do Sul. Vilson era morador de Pouso Redondo e sua morte é a primeira registra no município em razão do vírus. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3aw0xC2">https://bit.ly/3aw0xC2</a> - Reprodução/Facebook
149 184

Vilson da Silva, 49 anos, morreu no dia 21 de abril em Rio do Sul. Vilson era morador de Pouso Redondo e sua morte é a primeira registra no município em razão do vírus. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3aw0xC2 - Reprodução/Facebook

Ivor Demetrio Fossatti, de 56 anos, foi a primeira vítima de Covid-19 no Oeste catarinense. Morador de Tangará, ele foi
diagnosticado com coronavírus no dia 1º de abril, após voltar de uma viagem ao litoral catarinense apresentando fortes sintomas da doença.
Com o agravamento da infecção, ele foi internado em UTI, mas morreu no dia 18 de abril. Fossatti sofria de problemas
cardíacos, que o levaram a fazer uma cirurgia no coração. Ele trabalhou por mais de 20 anos como Vigilante Sanitário na
prefeitura de Tangará. Após a morte, colegas gravaram um vídeo em homenagem. Na imagem, um colega segura uma foto de Fossatti. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2yt0KZp">https://bit.ly/2yt0KZp</a> - Reprodução/Facebook
150 184

Ivor Demetrio Fossatti, de 56 anos, foi a primeira vítima de Covid-19 no Oeste catarinense. Morador de Tangará, ele foi diagnosticado com coronavírus no dia 1º de abril, após voltar de uma viagem ao litoral catarinense apresentando fortes sintomas da doença. Com o agravamento da infecção, ele foi internado em UTI, mas morreu no dia 18 de abril. Fossatti sofria de problemas cardíacos, que o levaram a fazer uma cirurgia no coração. Ele trabalhou por mais de 20 anos como Vigilante Sanitário na prefeitura de Tangará. Após a morte, colegas gravaram um vídeo em homenagem. Na imagem, um colega segura uma foto de Fossatti. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2yt0KZp - Reprodução/Facebook

Rafael Boeing Silvano, 37 anos, morreu no dia 18 de abril em Tubarão. Ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Nossa Senhora da Conceição desde o dia 26 de março. Rafael foi transferido para a unidade após uma piora no estado de saúde. Ele já tinha sido internado no Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2VEfJYs">https://bit.ly/2VEfJYs</a> - Reprodução/Facebook
151 184

Rafael Boeing Silvano, 37 anos, morreu no dia 18 de abril em Tubarão. Ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Nossa Senhora da Conceição desde o dia 26 de março. Rafael foi transferido para a unidade após uma piora no estado de saúde. Ele já tinha sido internado no Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2VEfJYs - Reprodução/Facebook

João Cesar dos Santos, de 56 anos, foi a terceira morte registrada em Camboriú em menos de uma semana.
Santos era funcionário do supermercado Schmit, e foi internado na manhã do dia 16 de abril, após apresentar dificuldades
respiratórias. Ainda durante a manhã, após realizar o teste para coronavírus, João sofreu uma parada
cardiorrespiratória e não resistiu. O exame comprovando a infecção foi concluído dois dias depois. Confira a
reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2yq3CGt">https://bit.ly/2yq3CGt</a> - Reprodução Facebook
152 184

João Cesar dos Santos, de 56 anos, foi a terceira morte registrada em Camboriú em menos de uma semana. Santos era funcionário do supermercado Schmit, e foi internado na manhã do dia 16 de abril, após apresentar dificuldades respiratórias. Ainda durante a manhã, após realizar o teste para coronavírus, João sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. O exame comprovando a infecção foi concluído dois dias depois. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2yq3CGt - Reprodução Facebook

Eunice Souza Zanela, 81 anos, morreu no dia 17 de abril em Balneário Camboriú. Segundo a prefeitura do município, ela estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Centro Municipal de Tratamento e Acolhimento da Covid-19 desde o dia 4 de abril. Ela era cardiopata. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3eANHWo">https://bit.ly/3eANHWo</a> - Reprodução/Facebook
153 184

Eunice Souza Zanela, 81 anos, morreu no dia 17 de abril em Balneário Camboriú. Segundo a prefeitura do município, ela estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Centro Municipal de Tratamento e Acolhimento da Covid-19 desde o dia 4 de abril. Ela era cardiopata. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3eANHWo - Reprodução/Facebook

Julia Tabalipa, 69 anos, morreu no dia 17 de abril no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela era moradora de Penha, no Litoral Norte, e estava na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 31 de março para tratar um câncer. A suspeita da família é que Julia tenha contraído o vírus dentro do hospital. O resultado do exame saiu no dia 16 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2wZ466c">https://bit.ly/2wZ466c</a>
- Reprodução/Facebook
154 184

Julia Tabalipa, 69 anos, morreu no dia 17 de abril no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela era moradora de Penha, no Litoral Norte, e estava na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 31 de março para tratar um câncer. A suspeita da família é que Julia tenha contraído o vírus dentro do hospital. O resultado do exame saiu no dia 16 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2wZ466c - Reprodução/Facebook

Jânio Melgueiros Cavalcante, de 49 anos, era natural de Manaus, mas morava em São José. Ele morreu no dia 15 de abril em um hospital privado de Joinville, por coronavírus. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RFkH60">https://bit.ly/2RFkH60</a> - Reprodução Facebook
155 184

Jânio Melgueiros Cavalcante, de 49 anos, era natural de Manaus, mas morava em São José. Ele morreu no dia 15 de abril em um hospital privado de Joinville, por coronavírus. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RFkH60 - Reprodução Facebook

Valfrido Sebastião Manduca, de 84 anos, foi o segundo morador de Camboriú a morrer de Covid-19. O idoso morava em um asilo no bairro Rio do Meio morreu na tarde do dia 12 de abril em um hospital particular de Balneário Camboriú, onde estava há nove dias. Na unidade, outras sete pessoas testaram positivo para a doença. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RIlPWm">https://bit.ly/2RIlPWm</a> - Prefeitura de Camboriú/Divulgação/ND
156 184

Valfrido Sebastião Manduca, de 84 anos, foi o segundo morador de Camboriú a morrer de Covid-19. O idoso morava em um asilo no bairro Rio do Meio morreu na tarde do dia 12 de abril em um hospital particular de Balneário Camboriú, onde estava há nove dias. Na unidade, outras sete pessoas testaram positivo para a doença. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RIlPWm - Prefeitura de Camboriú/Divulgação/ND

Antônia Fêlix Rodrigues, de 75 anos, morreu no dia 14 de abril, enquanto estava internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital Municipal Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Fêlix foi internada no dia 27 de março, e teve teste confirmando a infecção de coronavírus no dia 11 de abril. Ela era moradora de Camboriú. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RIlPWm">https://bit.ly/2RIlPWm</a> - Reprodução Facebook
157 184

Antônia Fêlix Rodrigues, de 75 anos, morreu no dia 14 de abril, enquanto estava internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital Municipal Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Fêlix foi internada no dia 27 de março, e teve teste confirmando a infecção de coronavírus no dia 11 de abril. Ela era moradora de Camboriú. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RIlPWm - Reprodução Facebook

Maria Joana Prá, de 84 anos, morreu na madrugada do dia 14 de abril. A moradora de Braço do Norte foi
a 27ª vítima fatal da Covid-19 em Santa Catarina. Ela estava internada na UTI do Hospital
Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Joana deixa cinco filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2XAA7MH">https://bit.ly/2XAA7MH</a> - Reprodução Instagram
158 184

Maria Joana Prá, de 84 anos, morreu na madrugada do dia 14 de abril. A moradora de Braço do Norte foi a 27ª vítima fatal da Covid-19 em Santa Catarina. Ela estava internada na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Joana deixa cinco filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2XAA7MH - Reprodução Instagram

Adão Rollin da Rosa, 70 anos, morreu na última sexta-feira (10/4) em Criciúma. Ele estava na UTI desde o dia 29 de março. Engenheiro e advogado, Adão era uma das lideranças do movimento negro na cidade do Sul do Estado. Adão deixa esposa e dois filhos. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3ejASQ5">https://bit.ly/3ejASQ5</a> - Reprodução/Facebook
159 184

Adão Rollin da Rosa, 70 anos, morreu na última sexta-feira (10/4) em Criciúma. Ele estava na UTI desde o dia 29 de março. Engenheiro e advogado, Adão era uma das lideranças do movimento negro na cidade do Sul do Estado. Adão deixa esposa e dois filhos. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3ejASQ5 - Reprodução/Facebook

Luiza Amélia da Silva, de 70 anos, foi a segunda vítima do novo coronavírus em Joinville. Amélia era servidora aposentada da Câmara de Vereadores de Joinville e morreu no dia 12 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2ybF1oK">https://bit.ly/2ybF1oK</a> - Câmara de Vereadores de Joinville/Divulgação/ND
160 184

Luiza Amélia da Silva, de 70 anos, foi a segunda vítima do novo coronavírus em Joinville. Amélia era servidora aposentada da Câmara de Vereadores de Joinville e morreu no dia 12 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2ybF1oK - Câmara de Vereadores de Joinville/Divulgação/ND

Professora aposentada, Mariângela Leão da Silva Antunes, de 63 anos, morreu no dia 11 de abril, no Hospital Santa Isabel, em Blumenau. Ela era moradora de Indaial e começou apresentar sintomas da doença no dia 21 de março. Sete dias depois, ela teve complicações no Estado de Saúde e foi encaminhada ao hospital. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2K7jYqe">https://bit.ly/2K7jYqe</a> - Arquivo Pessoal/Facebook/ND
161 184

Professora aposentada, Mariângela Leão da Silva Antunes, de 63 anos, morreu no dia 11 de abril, no Hospital Santa Isabel, em Blumenau. Ela era moradora de Indaial e começou apresentar sintomas da doença no dia 21 de março. Sete dias depois, ela teve complicações no Estado de Saúde e foi encaminhada ao hospital. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2K7jYqe - Arquivo Pessoal/Facebook/ND

Ramon Magagnin, 37 anos, morreu no sábado (11/4), no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Morador de Urussanga, no Sul do Estado, Ramon estava internado há 16 dias e tinha sido levado para a UTI poucos dias antes de morrer. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2XAGHCJ">https://bit.ly/2XAGHCJ</a> - Reprodução/Facebook
162 184

Ramon Magagnin, 37 anos, morreu no sábado (11/4), no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Morador de Urussanga, no Sul do Estado, Ramon estava internado há 16 dias e tinha sido levado para a UTI poucos dias antes de morrer. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2XAGHCJ - Reprodução/Facebook

Luiz Martinho dos Santos, 82 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ele estava internado desde o dia 28 de março no hospital e o testa da Covid-19, foi feito no dia seguinte. O resultado foi confirmado pela Vigilância Epidemiológica do município no dia 5 de abril. Luiz era hipertenso e cardiopata. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3cm76IT">https://bit.ly/3cm76IT</a> - Reprodução/Google Maps
163 184

Luiz Martinho dos Santos, 82 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ele estava internado desde o dia 28 de março no hospital e o testa da Covid-19, foi feito no dia seguinte. O resultado foi confirmado pela Vigilância Epidemiológica do município no dia 5 de abril. Luiz era hipertenso e cardiopata. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3cm76IT - Reprodução/Google Maps

Uma idosa, de 66 anos, foi a quarta morte por coronavírus em um asilo em Antônio Carlos, no dia 10 de abril. Ela morreu dentro da casa de instituição, ao contrário das outras vítimas, que foram hospitalizadas - Pixabay
164 184

Uma idosa, de 66 anos, foi a quarta morte por coronavírus em um asilo em Antônio Carlos, no dia 10 de abril. Ela morreu dentro da casa de instituição, ao contrário das outras vítimas, que foram hospitalizadas - Pixabay

Tânia Mara Migliorini, 62 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital da Unimed, em Balneário Camboriú. Moradora de Itajaí, ela estava internada na UTI desde o dia 27 de março. Ela tinha problemas cardíacos, renais e pulmonares. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2yVxVVG">https://bit.ly/2yVxVVG</a> - Maps/Divulgação/ND
165 184

Tânia Mara Migliorini, 62 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital da Unimed, em Balneário Camboriú. Moradora de Itajaí, ela estava internada na UTI desde o dia 27 de março. Ela tinha problemas cardíacos, renais e pulmonares. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2yVxVVG - Maps/Divulgação/ND

Ana Claudia Jose Luiz, 42 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital Regional de Araranguá. A professora da rede municipal de Sombrio, no Sul do Estado, estava internada desde o dia 29 de março. O exame que atestou a infecção foi feito na data da internação. Pelas redes sociais, Ana Claudia pedia que as pessoas ficasse em casa. Ela também afirmava ter fibromialgia, uma comorbidade para o vírus. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2ROrRoJ">https://bit.ly/2ROrRoJ</a> - Reprodução/Facebook
166 184

Ana Claudia Jose Luiz, 42 anos, morreu no sábado (11/4) no Hospital Regional de Araranguá. A professora da rede municipal de Sombrio, no Sul do Estado, estava internada desde o dia 29 de março. O exame que atestou a infecção foi feito na data da internação. Pelas redes sociais, Ana Claudia pedia que as pessoas ficasse em casa. Ela também afirmava ter fibromialgia, uma comorbidade para o vírus. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2ROrRoJ - Reprodução/Facebook

Marlise Safanelli, 49 anos, morreu na madrugada do dia 6 de abril, no Hospital São José, em Jaraguá do Sul. Moradora de Massaranduba, Marlise chegou ao hospital com quadro de doença respiratória avançada. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3egsvoB">https://bit.ly/3egsvoB</a> - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND
167 184

Marlise Safanelli, 49 anos, morreu na madrugada do dia 6 de abril, no Hospital São José, em Jaraguá do Sul. Moradora de Massaranduba, Marlise chegou ao hospital com quadro de doença respiratória avançada. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3egsvoB - Arquivo Pessoal/Divulgação/ND

Aquelino Benedet, de 87 anos, morreu na noite do dia 7 de abril. Portador de diabetes mellitus, ele foi a quarta vítima de coronavírus apenas no município de Criciúma. Benedet deixou uma esposa e quatro filhos. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal de Criciúma. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/34Bz4gR">https://bit.ly/34Bz4gR</a> - Divulgação/ND
168 184

Aquelino Benedet, de 87 anos, morreu na noite do dia 7 de abril. Portador de diabetes mellitus, ele foi a quarta vítima de coronavírus apenas no município de Criciúma. Benedet deixou uma esposa e quatro filhos. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Municipal de Criciúma. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/34Bz4gR - Divulgação/ND

Mohamed Shateer Khan, 79 anos, morreu no dia 8 de abril no Hospital Florianópolis. Ele teve o diagnóstico positivo para a Covid-19 no dia 4 de abril. Mohamed morava na mesma casa de repouso onde a primeira vítima do coronavírus em Santa Catarina estava instalado. O idoso chegou a ser internado no Hospital da Unimed, tendo alta hospitalar três dias antes de morrer. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2V6it1D">https://bit.ly/2V6it1D</a> - Reprodução/Google Maps
169 184

Mohamed Shateer Khan, 79 anos, morreu no dia 8 de abril no Hospital Florianópolis. Ele teve o diagnóstico positivo para a Covid-19 no dia 4 de abril. Mohamed morava na mesma casa de repouso onde a primeira vítima do coronavírus em Santa Catarina estava instalado. O idoso chegou a ser internado no Hospital da Unimed, tendo alta hospitalar três dias antes de morrer. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2V6it1D - Reprodução/Google Maps

No dia 6 de abril morreu a segunda vítima de coronavírus em Criciúma. A idosa de 79 anos apresentava comorbidades à Covid-19. - Wikipedia/Divulgação/ND
170 184

No dia 6 de abril morreu a segunda vítima de coronavírus em Criciúma. A idosa de 79 anos apresentava comorbidades à Covid-19. - Wikipedia/Divulgação/ND

Deison Freitas, 34 anos, foi a primeira vítima da Covid-19 em Tubarão, no Sul do Estado. O compositor e professor estava internado desde o dia 19 de março da UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Deison, que era fumante, não apresentava nenhuma comorbidade. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3eokmyb">https://bit.ly/3eokmyb</a>
- User/ND
171 184

Deison Freitas, 34 anos, foi a primeira vítima da Covid-19 em Tubarão, no Sul do Estado. O compositor e professor estava internado desde o dia 19 de março da UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Deison, que era fumante, não apresentava nenhuma comorbidade. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3eokmyb - User/ND

Ceni De Fátima Rosa Marques foi a primeira vítima do coronavírus (Covid-19) em Palhoça, na Grande Florianópolis. A mulher de 58 anos morreu no dia 6 de abril no Hospital Regional de São José. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2REZ31L">https://bit.ly/2REZ31L</a>
- Reprodução/Facebook
172 184

Ceni De Fátima Rosa Marques foi a primeira vítima do coronavírus (Covid-19) em Palhoça, na Grande Florianópolis. A mulher de 58 anos morreu no dia 6 de abril no Hospital Regional de São José. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2REZ31L - Reprodução/Facebook

Osmar Bernardi, 57 anos, morreu no dia 4 de abril em um Hospital em Blumenau. Morador de Gaspar, Oscar tinha diabetes e hipertensão. O resultado do exame saiu no dia 5 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2V6vBE6">https://bit.ly/2V6vBE6</a> - Reprodução/Facebook
173 184

Osmar Bernardi, 57 anos, morreu no dia 4 de abril em um Hospital em Blumenau. Morador de Gaspar, Oscar tinha diabetes e hipertensão. O resultado do exame saiu no dia 5 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2V6vBE6 - Reprodução/Facebook

Inês Mota Prá, de 90 anos, morreu no dia 30. Moradora de Pedra Grande, o filho suspeita que ela contraiu a doença enquanto
estava internada no hospital, semanas antes. Ela sofria de problemas pulmonares e bronquite. O teste que confirmou a infecção
por coronavírus saiu dois dias depois da sua morte, ocasião em que o marido, Aldo de Prá, foi internado, também com coronavírus.
Após tratamento com hidroxicloroquina, ele recebeu alta no dia 12 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2z1g4wI">https://bit.ly/2z1g4wI</a> - Ademir de Prá/Divulgação/ND
174 184

Inês Mota Prá, de 90 anos, morreu no dia 30. Moradora de Pedra Grande, o filho suspeita que ela contraiu a doença enquanto estava internada no hospital, semanas antes. Ela sofria de problemas pulmonares e bronquite. O teste que confirmou a infecção por coronavírus saiu dois dias depois da sua morte, ocasião em que o marido, Aldo de Prá, foi internado, também com coronavírus. Após tratamento com hidroxicloroquina, ele recebeu alta no dia 12 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2z1g4wI - Ademir de Prá/Divulgação/ND

Balneário Gaivota registrou a décima morte no Estado no último dia 10. A vítima, uma idosa de 100 anos, era aposentada e tinha problemas ósseos. Ela já apresentava problemas respiratórios e pulmonares. A família suspeita que ela contraiu a doença após ir ao hospital. Diagnosticada no último dia 30, ela passou por três hospitais antes de ser internado em uma UTI de Criciúma. No dia 2 ela não resistiu e faleceu. A família preferiu manter a privacidade . Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2V6OdUr">https://bit.ly/2V6OdUr</a> - Prefeitura de Balneário Gaivota/Divulgação/ND
175 184

Balneário Gaivota registrou a décima morte no Estado no último dia 10. A vítima, uma idosa de 100 anos, era aposentada e tinha problemas ósseos. Ela já apresentava problemas respiratórios e pulmonares. A família suspeita que ela contraiu a doença após ir ao hospital. Diagnosticada no último dia 30, ela passou por três hospitais antes de ser internado em uma UTI de Criciúma. No dia 2 ela não resistiu e faleceu. A família preferiu manter a privacidade . Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2V6OdUr - Prefeitura de Balneário Gaivota/Divulgação/ND

Maria Aparecida de Souza, 53 anos, morreu no dia 4 de abril no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela estava UTI desde o dia 29 de março, com início dos sintomas em 25 do mesmo mês. Apesar de ter menos de 60 anos, pertencia ao grupo de risco, pois era asmática, hipertensa, diabética e sofria com obesidade. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RD8ChU">https://bit.ly/2RD8ChU</a> - Maps/Divulgação/ND
176 184

Maria Aparecida de Souza, 53 anos, morreu no dia 4 de abril no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Ela estava UTI desde o dia 29 de março, com início dos sintomas em 25 do mesmo mês. Apesar de ter menos de 60 anos, pertencia ao grupo de risco, pois era asmática, hipertensa, diabética e sofria com obesidade. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RD8ChU - Maps/Divulgação/ND

Com 32 anos, Aislan Crozeta Corrêa é a vítima mais jovem do coronavírus em Santa Catarina até a data. Ele morreu na madrugada do dia 4 após passar 15 dias lutando contra a infecção de coronavírus. Crozeta deixa esposa e um filho com dois anos e dois meses de idade. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2XzxquJ">https://bit.ly/2XzxquJ</a> - Reprodução Facebook
177 184

Com 32 anos, Aislan Crozeta Corrêa é a vítima mais jovem do coronavírus em Santa Catarina até a data. Ele morreu na madrugada do dia 4 após passar 15 dias lutando contra a infecção de coronavírus. Crozeta deixa esposa e um filho com dois anos e dois meses de idade. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2XzxquJ - Reprodução Facebook

Uma idosa, 81 anos, morreu no dia 1º de abril no Hospital Baía Sul, em Florianópolis. A informação foi confirmada pela prefeitura de Florianópolis. O exame com o resultado da doença saiu no dia 3 de abril. Ela foi a segunda vítima fatal da Covid-19 na Capital. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RJyPeI">https://bit.ly/2RJyPeI</a> - Marco Santiago/ND
178 184

Uma idosa, 81 anos, morreu no dia 1º de abril no Hospital Baía Sul, em Florianópolis. A informação foi confirmada pela prefeitura de Florianópolis. O exame com o resultado da doença saiu no dia 3 de abril. Ela foi a segunda vítima fatal da Covid-19 na Capital. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RJyPeI - Marco Santiago/ND

Luiz Schifini,101 anos, morreu no dia 7 de abril no Hospital de Caridade em Florianópolis. Segundo a prefeitura de Florianópolis, ele estava internado na UTI desde o dia 29 de março. Não há informações sobre a identidade do homem, nem sobre a existência de comorbidades. "Amou a vida e viveu intensamente" escreveu a filha, Carla Schifini, no memorial publicado no site Inumeráveis. Luiz morreu na semana em que completaria 102 anos. - Reprodução Redes Sociais/ND
179 184

Luiz Schifini,101 anos, morreu no dia 7 de abril no Hospital de Caridade em Florianópolis. Segundo a prefeitura de Florianópolis, ele estava internado na UTI desde o dia 29 de março. Não há informações sobre a identidade do homem, nem sobre a existência de comorbidades. "Amou a vida e viveu intensamente" escreveu a filha, Carla Schifini, no memorial publicado no site Inumeráveis. Luiz morreu na semana em que completaria 102 anos. - Reprodução Redes Sociais/ND

Uma idosa de 65 anos foi a quinta vítima de coronavírus em Santa Catarina. Ela morava na mesma casa de repouso em Antônio
Carlos da primeira vítima da doença no Estado. A idosa estava internada no Hospital Regional de Biguaçu, na Grande Florianópolis. Ela começou a apresentar sintomas no dia 26 de março,
data em que foi encaminhada à unidade de saúde. Ela teve um quadro de pneumonia grave e morreu no dia 2 de abril. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3cfkluP">https://bit.ly/3cfkluP</a> - PMI/Divulgação/ND
180 184

Uma idosa de 65 anos foi a quinta vítima de coronavírus em Santa Catarina. Ela morava na mesma casa de repouso em Antônio Carlos da primeira vítima da doença no Estado. A idosa estava internada no Hospital Regional de Biguaçu, na Grande Florianópolis. Ela começou a apresentar sintomas no dia 26 de março, data em que foi encaminhada à unidade de saúde. Ela teve um quadro de pneumonia grave e morreu no dia 2 de abril. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3cfkluP - PMI/Divulgação/ND

Uma idosa, 87 anos, morreu no dia 2 abril no Hospital da Unimed, na Grande Florianópolis. Ela residia em uma casa de repouso em São José. O caso foi o primeiro com uma vítima fatal na Capital catarinense. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/34yJqhI">https://bit.ly/34yJqhI</a> - Reprodução/Unimed Florianópolis
181 184

Uma idosa, 87 anos, morreu no dia 2 abril no Hospital da Unimed, na Grande Florianópolis. Ela residia em uma casa de repouso em São José. O caso foi o primeiro com uma vítima fatal na Capital catarinense. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/34yJqhI - Reprodução/Unimed Florianópolis

O empresário Evaldo Stopassoli, de 73 anos, era diretor-proprietário das rádios Araranguá e Transamérica, em Araranguá. Ele passou dez dias internado por coronavírus e morreu na madrugada do dia 1. O seu teste deu negativo para Covid-19, mas a contraprova confirmou a infecção. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/3a5h3c9">https://bit.ly/3a5h3c9</a> - Reprodução/ND
182 184

O empresário Evaldo Stopassoli, de 73 anos, era diretor-proprietário das rádios Araranguá e Transamérica, em Araranguá. Ele passou dez dias internado por coronavírus e morreu na madrugada do dia 1. O seu teste deu negativo para Covid-19, mas a contraprova confirmou a infecção. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/3a5h3c9 - Reprodução/ND

Mário Borba, 68 anos, foi a segunda vítima por coronavírus em Santa Catarina. O sócio conselheiro da Krona Tubos e Conexões, Mário Borba, de 68 anos, morreu após seis dias internado na UTI de um hospital particular de Joinville. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2VBEu7J">https://bit.ly/2VBEu7J</a> - Divulgação/ND
183 184

Mário Borba, 68 anos, foi a segunda vítima por coronavírus em Santa Catarina. O sócio conselheiro da Krona Tubos e Conexões, Mário Borba, de 68 anos, morreu após seis dias internado na UTI de um hospital particular de Joinville. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2VBEu7J - Divulgação/ND

Harry Klueger, morador de Porto Belo, foi a primeira vítima de coronavírus em Santa Catarina, no último dia 26. Morador de Porto Belo, o homem ficou viúvo no ano passado e devido a saúde debilitada, estava sendo cuidado pelos filhos em sua casa. Confira a reportagem completa: <a href="https://bit.ly/2RChAeW">https://bit.ly/2RChAeW</a> - Google Street View/Reprodução/ND
184 184

Harry Klueger, morador de Porto Belo, foi a primeira vítima de coronavírus em Santa Catarina, no último dia 26. Morador de Porto Belo, o homem ficou viúvo no ano passado e devido a saúde debilitada, estava sendo cuidado pelos filhos em sua casa. Confira a reportagem completa: https://bit.ly/2RChAeW - Google Street View/Reprodução/ND

+

Saúde