Florianópolis chega a 1.103 casos ativos de Covid-19 com UTIs lotadas; veja por bairros

Em estado gravíssimo na pandemia, Grande Florianópolis tem 93% dos leitos de UTI ocupados; prefeitos devem discutir restrições nesta segunda-feira

A Grande Florianópolis tem 93% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adultos ocupados neste domingo (8). Dos 193 totais, 155 estão ocupados e 26 indisponíveis. Restam, assim, apenas 12 vagas para novas internações.

Grande Florianópolis tem UTIs lotadas e dois hospitais com 100% da ocupação  – Foto: Divulgação/NDGrande Florianópolis tem UTIs lotadas e dois hospitais com 100% da ocupação  – Foto: Divulgação/ND

Os dados são do Covidômetro, plataforma de informações sobre a Covid-19 da prefeitura de Florianópolis, e foram atualizados na manhã deste domingo.

A ocupação também é alta nos leitos de UTI neonatal: 85%. A situação é mais tranquila na ala pediátrica, que tem 30% de ocupação.

A região é a única classificada em risco gravíssimo na matriz de risco potencial da Covid-19. A avaliação considera itens como evento sentinela, monitoramento, transmissibilidade e a capacidade de atenção.

A Grande Florianópolis está em alerta em todos os itens considerados pela matriz, o que indica que a pandemia está em expansão.

Hospitais com 100% de ocupação

O governo do Estado também disponibiliza dados sobre a ocupação dos hospitais da Grande Florianópolis. O Painel de Leitos SUS, no entanto, apresenta dados da noite de sábado (7).

De acordo com a atualização, sete hospitais estão com a ocupação das UTIs acima dos 80%. No Hospital Regional de Biguaçu 100% dos leitos estão ocupados. Não há informações sobre o número de pacientes com a Covid-19 internados na unidade.

A Maternidade Carmela Dutra também estava com 100% das UTIs ocupadas. O hospital tem 10 leitos e trata um paciente com a Covid-19.

No Hospital Regional de São José restavam apenas cinco leitos para novas internações. Dos 38 totais, 33 estavam indisponíveis, sendo três ocupados por pacientes com a Covid-19.

Referência no tratamento da doença na região, o Hospital Florianópolis tinha 24 pacientes com o vírus internados. A taxa de ocupação chegou a 83%.

Reunião nesta segunda

Os prefeitos da Grande Florianópolis tem se reunido semanalmente para discutir o aumento do contágio e as medidas de combate à pandemia.

Segundo a secretaria de saúde da Capital, os encontros acontecem às segundas-feiras, mas os administradores mantêm contato diariamente por aplicativos de mensagem.

Novas restrições, se anunciadas, devem ser feitas em conjunto entre as prefeituras da região.

Apenas um bairro não tem casos ativos

Em Florianópolis, apenas a Costa da Lagoa não tem casos ativos da Covid-19 entre seus moradores. Os bairros com mais casos são o Centro, Saco Grande, Itacorubi, Trindade, Ingleses e Agronômica.

A situação por bairro é atualizada diariamente pela Vigilância Epidemiológica da Capital. A plataforma informa ainda que há 1.103 casos ativos no município. Ao todo, 21.380 pessoas foram infectadas em Florianópolis e 177 não resistiram.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...