Florianópolis intensifica vacinação para o vírus influenza

Profissionais com 40 anos ou mais serão vacinados sábado e domingo na capital, durante a semana, idosos acima dos 75, gestantes, puérperas, crianças e acamados

O frio chegou em Florianópolis, com termômetros na casa dos 20º C na última semana. Com isso, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, quer intensificar a vacinação da influenza em maio, segundo mês de vacinação do vírus da gripe.

Dose da vacina contra o vírus influenza, da gripe – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom SCDose da vacina contra o vírus influenza, da gripe – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom SC

No estado, fazem parte dos grupos prioritários 2,7 milhões de pessoas e a meta é vacinar 90% desse público. A imunização da gripe, entretanto, está lenta. A primeira fase da campanha terminou com 10,5% do público-alvo vacinado em Santa Catarina.

Ano passado, quando o novo coronavírus também representava a maior preocupação, 69,9 mil pessoas foram vacinadas em Florianópolis para a influenza. Neste final de semana, para intensificar a vacinação contra o vírus da gripe, a Prefeitura definiu os professores de escolas públicas e privadas como público-alvo.

Vacinação da influenza para professores

No sábado (15) e no domingo (16) terão prioridade os professores com 40 anos ou mais. Eles serão vacinados no Floripa Shopping, das 9h às 16h.

O secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, disse que neste momento de pandemia da Covid-19, é ainda mais importante que a população aproveite a oferta de vacinas da influenza e busque a imunização da gripe.

“Quem se vacina contra a influenza, previne complicações decorrentes da doença, mortes e sobrecarga sobre os serviços de saúde. Outra questão é que os sintomas podem se confundir com os da Covid-19, então, a imunização é imprescindível”, reforça o secretário.

Secretário municipal de Saúde ressalta a importância da vacinação para a gripe no contexto da pandemia – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom SCSecretário municipal de Saúde ressalta a importância da vacinação para a gripe no contexto da pandemia – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom SC

O imunizante protege a população de três subtipos do vírus: influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B. No local da vacinação dos professores – o Floripa Shopping – os profissionais da educação devem, primeiramente, retirar uma senha no piso L3. Não é preciso fazer o agendamento prévio, como ocorreu ano passado.

Em 2021, basta se deslocar até o ponto de vacinação para receber a vacina da influenza. Os professores devem levar contracheque dos últimos três meses e documento com foto. O acesso será autorizado antes mesmo da abertura do shopping, devendo ser feito pelo estacionamento ou portaria da Rodovia Virgílio Várzea.

A 23ª campanha de vacinação contra a influenza em todos os municípios catarinenses foi iniciada em 12 de abril e segue até 9 de julho. Devido à pandemia, não haverá o Dia D, tradicional mobilização nacional para a vacinação. As prefeituras estão com autonomia para definir seus calendários, conforme a realidade local.

Vacinação de idosos

A Prefeitura de Florianópolis classifica a vacinação da influenza como uma grande operação. Depois dos professores, no sábado e domingo, no início da semana, será retomada a vacinação dos idosos. Na segunda-feira (17), serão vacinados aqueles com 75 anos ou mais. Na terça-feira (18), é a vez dos idosos com 70 anos ou mais.

Ponto de vacinação para influenza no caso dos idososCentro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, será um dos pontos de vacinação na capital – Foto: Eduardo Valente/Arquivo/ND

Nos dois casos, a vacinação será realizada no sistema drive-thru. A ação será das 9h às 16h em diferentes pontos: no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, no Centro de Eventos da UFSC, na Trindade, na Beira-mar Continental, região central da cidade, e no Antigo Aeroporto, no Carianos.

No decorrer da semana, na quarta-feira (19), quinta-feira (20) e sexta-feira (21), a vacinação da influenza será ofertada a gestantes, crianças e puérperas nos Centros de Saúde de Florianópolis. Pessoas acamadas serão vacinadas por meio de visita domiciliar.

A Prefeitura ainda não definiu o formato e o método, mas a vacinação da influenza vai seguir nas próximas semanas. O objetivo da Prefeitura também é alcançar 90% do seu público-alvo.

Vacina da Covid-19 e da influenza

A Prefeitura de Florianópolis iniciou a vacinação da influenza em abril, mas, desde janeiro, quando começou a receber as primeiras doses, está aplicando as vacinas da Covid-19. Até a última sexta-feira (14), cerca de 127 mil pessoas haviam tomado a primeira dose e 65 mil a segunda dose das vacinas da covid.

As duas vacinações passam a ser realizadas em paralelo, mas é preciso ficar atento ao intervalo de aplicação entre cada imunizante. Para não prejudicar o efeito das vacinas, os especialistas recomendam que seja respeitado um intervalo de 14 dias entre um imunizante e outro.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde