Florianópolis tem quase 300 servidores afastados por causa da Covid-19

Afastamento acontece em momento de aumento de infecções ativas que passaram de 1.110 para 5.419 em uma semana

Quase 300 profissionais que atuam na área da saúde em Florianópolis estão afastados por causa da Covid-19. Entre eles, estão pessoas de vários setores com suspeita e confirmação da infecção. Os dados são da prefeitura, que atua na contratação de profissionais temporários.

profissional de saúde atende em drive-thruDa vacinação ao tratamento, profissionais de saúde atuam na linha de frente de combate à Covid-19 – Foto: Flavio Tin/ND

Os afastamentos acontecem durante alta na procura por atendimento na Capital, com pacientes apresentando sintomas respiratórios derivados da Covid-19 e da Influenza. Na última quinta-feira (6), eram 1.110 casos ativos do coronavírus. Hoje, uma semana depois, são 5.419.

No período, também aumentou o número de leitos de UTI Covid ocupados em Florianópolis, que passou de 146 para 156, com taxa de ocupação em 81,85%. Os dados são do Covidômetro.

Contratações de emergência

Entre profissionais afastados e atuantes, o município conta com um total de 2.730 servidores. Na semana passada foram anunciadas a contratação de 130 novos profissionais de diversas áreas. Nesta semana, mais 150 foram convocados para atender no município.

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros são chamados através de editais abertos anteriormente, em que a prefeitura convoca conforme a necessidade. Até o momento, apenas 44 das vagas abertas foram preenchidas.

Entre os cargos convocados estão auxiliares administrativos (38), auxiliares de saúde bucal (2), enfermeiros (27), médicos sem especialidade (38), médicos pediatra (4), motorista do SAMU (1), odontólogo (1) e técnicos de enfermagem (147).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...