Com projeção de 7 mil casos ativos, Florianópolis vai ampliar testagem da Covid-19

Prefeitura anunciou que capacidade diária de testagem deve ser ampliada de 800 para 1 mil testes diários; Secretaria de Saúde nega testes represados

Em um vídeo publicado nas redes sociais na quarta-feira (28), o prefeito Gean Loureiro (DEM) anunciou a contratação de um laboratório particular para ampliação dos testes da Covid-19.

Atualmente, segundo Gean, são realizados em média 800 testes por dia. Com o serviço privado, a capacidade diária seria ampliada para 1 mil testagens.

Florianópolis vai ampliar capacidade de testagem da Covid-19 – Foto: PMB/Divulgação

Os testes feitos pelo laboratório particular são de coletas domiciliares, contratados para pessoas com dificuldade de locomoção e outros casos específicos. É necessário agendamento para a realização do exame.

A Capital tem 1.179 infectados em fase ativa de transmissão do vírus. Contudo, uma estimativa feita pela própria prefeitura indica que o número de pacientes contaminados ativos pode passar de 7 mil. O cálculo é feito com base em um modelo matemático.

80 mil testes rápidos

Em abril, a prefeitura montou um esquema de testagem drive-thru no Titri (Terminal de Integração da Trindade). A testagem era feita em pessoas com sintomas respiratórios a partir do sétimo dia de infecção e que tivessem sido encaminhadas por meio da Vigilância Epidemiológica.

Com o forte esquema de testagem e acompanhamento dos casos, a Capital chegou a ficar 31 dias sem registrar mortes pela doença. Com a alta nos casos, a reportagem no ND+ questionou a prefeitura se há algum plano para novas testagens no modelo já adotado.

Testes eram realizados em pacientes encaminhados pela Vigilância Epidemiológica – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND

Segundo a Secretaria de Saúde, a ideia é ampliar as equipes dos centros de testagem exclusivos para o novo coronavírus e a oferta de coletas. Atualmente, quatro centros operam em diferentes regiões do município.

A compra de mais 80 mil testes rápidos está em etapa final no processo de aquisição. A Secretaria afirma que não há falta do insumo e a aquisição depende da situação epidemiológica enfrentada. Ao todo, Florianópolis tem 18.367 casos confirmados.

14 mil casos em análise

A plataforma da GVE (Gerência de Vigilância Epidemiológica) sobre a Covid-19 em Florianópolis, indica que 14.513 casos suspeitos estão em análise. O alto número poderia apontar uma represagem dos testes, algo negado pela Secretaria de Saúde.

A explicação da pasta é que os dados registrados como “em análise”, em sua grande maioria não são necessariamente de pacientes com exames ainda não analisados, e sim, descartados.

O trabalho é feito com cruzamento de banco de dados, onde é averiguada duplicidade de cadastro. Esse problema pode ser causado por preenchimento de prontuários com nomes diferentes e abreviações ou quando o mesmo paciente procura o serviço público e o privado. Esse trabalho exige uma análise adicional.

A prioridade da Vigilância Epidemiológica, segundo a Secretaria, é a atualização do banco de dados de casos positivos, pois estes demandam ações de investigação e de rastreamento de contatos mais rápidas. A Secretaria afirma que não há testes da Covid-19 represados.

Como são feitos os testes?

Os testes da Covid-19 em Florianópolis são feitos dependendo do período de contaminação do paciente. Tudo depende do último dia de contato com o caso positivo, ou dias dos sintomas e quais são eles. Esse procedimento é adotado para que não haja um “falso negativo”.

Em pessoas que tiveram contato com casos confirmados é feito o teste RT-PCR. A coleta é realizada de cinco a 12 dias após o último contato em período de transmissibilidade. Já o teste rápido é feito a partir de 14 dias do último contato.

Pacientes que apresentam sintomas da Covid-19, mas não sabem como foram infectados, devem fazer o teste RT-PCR de três a sete dias da manifestação da doença. A partir do décimo dia a recomendação é que seja feito o teste rápido.

O teste rápido pode ser feito nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), e o teste do tipo PCR é feito nos Centros de testagem ou em coleta domiciliar.  Para orientações, a indicação é ligar para o Alô Saúde (0800 333 3233).

Lacen tem defasagem de 1 mil testes

Laboratório público responsável pelas testagens da Covid-19, o Lacen tem nesta quinta-feira (29) 1.684 testes aguardando resultado.  O número é menor se comparado a julho quando 11,4 mil ficaram à espera de resultados.

Desde o início da pandemia, o Lacen realizou 415 mil testes do tipo RT-PCR e 339 mil testes rápidos.

Cerca de 54 mil testes de pacientes da Grande Florianópolis foram feitos pelo Lacen.  Até a tarde desta quinta, apenas 24 exames PCR de moradores da região aguardavam liberação do laboratório.

+

Saúde