Focos do mosquito da dengue crescem 146% em Blumenau; veja bairros infestados

Mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya foi identificado em maior quantidade em 11 bairros da cidade; fiscalização pede a colaboração da comunidade

Blumenau registrou até esta segunda-feira (5), 1.253 focos positivos do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue, do zika e do chikungunya, somente este ano.

O número é 146% maior que no mesmo período de 2020, quando a cidade tinha 509 focos do mosquito. Se comparados com o ano todo os números são ainda mais alarmantes, já que, de janeiro a dezembro de 2020, foram encontrados 1.362 focos do mosquito na cidade.

Número de focos positivos da dengue em 2021 é 146% maior que o mesmo período de 2020 – Foto: Freepik/ReproduçãoNúmero de focos positivos da dengue em 2021 é 146% maior que o mesmo período de 2020 – Foto: Freepik/Reprodução

Os agentes de endemias da Secretaria de Saúde monitoram regularmente a situação de 1.600 armadilhas espalhadas por todo o perímetro urbano de Blumenau. Além disso, os servidores atuam diariamente fazendo visitas de orientação nas casas das regiões que apresentam número de focos elevado.

Atualmente. a cidade tem 11 bairros infestados pelo mosquito:

  • Água Verde
  • Centro
  • Fortaleza
  • Jardim Blumenau
  • Itoupavazinha
  • Itoupava Norte
  • Itoupava Seca
  • Tribess
  • Velha
  • Victor Konder
  • Vila Nova

Eleandra Fátima Santos Casani, coordenadora de Prevenção e Combate à Dengue, atribui o aumento no número de casos à desatenção e falta de conscientização da população. “É aquela manutenção periódica que as pessoas acabam esquecendo de fazer e isso faz com que o mosquito se prolifere muito rápido”, afirma.

Ainda de acordo com a coordenadora, o ovo do mosquito sobrevive até 1 ano e 2 meses nos reservatórios. Por isso, elas destaca a importância da vistoria e da limpeza nas residências para eliminar qualquer local que possa servir como criadouro.

“Estamos fazendo todas as ações preconizadas pelo Ministério da Saúde para minimizar a situação, mas se a população não nos ajudar, nos auxiliar, essa é uma guerra praticamente impossível de vencer”, relata.

Dicas e cuidados para evitar a proliferação do Aedes aegypti:

  • Elimine água parada de todos os recipientes
  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda
  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo
  • Mantenha lixeiras tampadas
  • Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água
  • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água
  • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana
  • Mantenha ralos fechados e desentupidos
  • Lave recipientes com depósito de água, como potes de comida e água dos animais, com escova ou esponja e detergente, no mínimo uma vez por semana
  • Se for necessário que o recipiente fique com água, como no caso de ralos, utilize hipoclorito
  • Retire a água acumulada em lajes
  • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados
  • Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário
  • Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde