Funcionários do Samu de Joinville encerram greve após duas semanas

Apesar disso, profissionais continuam em estado de greve a fim de que suas pautas sejam atendidas pela empresa administradora e pelo governo do Estado

Após duas semanas, os funcionários do Samu de Joinville encerraram a greve iniciada no dia 21 de dezembro. A decisão ocorreu após assembleia geral do Sindicato dos Empregados de Saúde de Joinville e Região realizada na noite de segunda-feira (4).

Profissionais do Samu fizeram manifestação em frente à unidade no dia 21 de dezembro- Foto: Thiago Bonin/NDTVProfissionais do Samu fizeram manifestação em frente à unidade no dia 21 de dezembro- Foto: Thiago Bonin/NDTV

Na reunião, os profissionais decidiram encerrar a greve, já que a principal reivindicação, que era o pagamento integral do 13º salário, foi atendida pela OZZ Saúde, empresa que administra o serviço, após acordo com o governo de Santa Catarina. Anteriormente, o pagamento desse, que é um direito trabalhista, seria feito em seis parcelas.

Apesar disso, os funcionários se mantêm em estado de greve até que uma reunião entre o sindicato, a empresa e o governo seja realizada, o que está previsto para acontecer ainda na primeira quinzena deste mês.

Os profissionais do Samu querem discutir outras demandas, como o pagamento das férias anuais, atrasadas há três anos, a melhoria das condições de trabalho, o reajuste salarial e a realização de treinamentos.

A greve contou com a participação de cerca de 50 funcionários, a maioria deles da central de regulagem, setor responsável por repassar as demandas da comunidade às equipes disponíveis para atendimento.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde