Gabigol admite erro após ser flagrado em cassino em SP

"Faltou sensibilidade da minha parte", disse o jogador que é atacante do Flamengo. "Era meu último dia de férias, e estava feliz de estar com meus amigos", afirmou

O atacante Gabigol (Gabriel Barbosa), do Flamengo, admitiu neste domingo (14) ter errado ao comparecer a um cassino em São Paulo, nesta madrugada, em meio ao aumento do número de mortes por Covid-19 no Brasil e durante o período mais rígido nas restrições impostas pelo governo do Estado.

Polícia descobre cassino clandestino na zona sul de SP com 200 pessoas em meio à pandemia – Foto: R7/Divulgação/Polícia de SPPolícia descobre cassino clandestino na zona sul de SP com 200 pessoas em meio à pandemia – Foto: R7/Divulgação/Polícia de SP

“Não tenho costume de ir a cassino, a única coisa que eu jogo é videogame. Estava com meus amigos, fomos comer. Quando estava indo embora, a polícia chegou mandando todo mundo ir para o chão. Faltou sensibilidade da minha parte”, afirmou o jogador.

“Era meu último dia de férias, e estava feliz de estar com meus amigos. Faltou sensibilidade. Mas usei máscara, álcool gel… Quando percebi que tinha um pouquinho mais de gente, estava indo embora”, declarou o atleta, após ser flagrado num cassino ao longo de cerca de 200 pessoas.

Além de funcionar de maneira ilegal, o cassino desrespeitou o decreto estadual que proíbe festas e aglomerações durante a pandemia de covid-19. O estado de São Paulo regrediu à fase vermelha da quarentena, a mais restritiva, desde o último dia 6 de março para tentar frear o avanço da doença.

O episódio ocorre na véspera da reapresentação dos principais jogadores do Flamengo, que ganharam um período de descanso após a conquista do Campeonato Brasileiro.

Nesta segunda-feira (15), Gabriel e outros nomes importantes do elenco, como Bruno Henrique e Arrascaeta, são aguardados no Ninho do Urubu para a retomada dos treinos.

+

Saúde