Ginástica laboral: A importância da prática para os colaboradores e para a empresa

Benefícios das aulas de ginástica laboral vão desde os resultados positivos no trabalho até a melhora no relacionamento entre colegas e o bem-estar dos colaboradores

Ginástica laboral traz benefícios para todas as equipes – Foto: Divulgação

O trabalho de forma ininterrupta gera consequências físicas e mentais. O excesso de trabalho, a postura inadequada e repetições constantes do mesmo movimento podem acarretar patologias e dores físicas.

Com a pandemia, também surgiram desafios na forma de trabalhar, seja pela casa que virou escritório, a falta de assento adequado ou de exercícios físicos, que podem intensificar alguns problemas.

Para ajudar a evitar que isso aconteça, a educadora física na área da Atenção Integral à Saúde (AIS) da Qualirede, e responsável pelas aulas de Ginástica Laboral em grupo, Milene Martinez, aponta a ginástica laboral como ferramenta essencial para um dia a dia mais saudável. A prática da ginástica laboral online é mais uma das ações que a Qualirede realizou nesse período da pandemia.

“Quando o colaborador trabalha de forma efetiva, sem dor ou qualquer outro problema de saúde, e tem uma empresa que se preocupa com seu bem-estar, ele se sente mais motivado e disposto a produzir e entregar resultados. Por isso, a Qualirede, empresa especialista em gestão de saúde, incentiva a prática laboral, visando o bem-estar de todos os seus colaboradores”, comenta.

A importância da ginástica laboral

A ginástica laboral pode ser definida como um programa de recuperação e manutenção da qualidade de vida e de promoção do lazer, aplicada no ambiente de trabalho. Segundo Milene, a prática contribui para a prevenção das chamadas doenças do trabalho, promovendo o bem-estar e melhorando as relações.

“Quando não prestamos atenção ao nosso corpo, podem surgir dores como cefaleia, dores no pescoço e dores nas costas. Mas o maior problema podem ser as ‘dores’ emocionais, como a irritabilidade, o estresse e a ansiedade”, afirma.

Confira os benefícios

Fisiológicos: Promove a sensação de disposição e bem-estar para o trabalho; aumenta a circulação sanguínea, melhorando a oxigenação de músculos e tendões; combate e previne doenças profissionais, sedentarismo, estresse, depressão e ansiedade; melhora a flexibilidade, mobilidade, coordenação e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura.

Psicológicos: Reforça a autoestima e melhora a autoimagem.

Sociais: Desperta o surgimento de novas lideranças; favorece o contato pessoal; promove a integração social; favorece o trabalho em equipe; melhora as relações interpessoais.

Empresariais: Propicia maior produtividade por parte do trabalhador; diminui o número de queixas, afastamento médico, acidentes e lesões; reduz os gastos com afastamentos e substituições de pessoal.

Tipos de ginástica laboral

A Ginástica Laboral tem um tempo mínimo de cinco minutos e máximo de 15 minutos, dependendo do momento e finalidade em que ela é realizada.

Preparatória – de 10 a 15 min: Realizada no início do trabalho, para preparar as articulações para as atividades laborais;

Compensatória – de 5 a 8 min: Realizada durante a jornada de trabalho, visando a compensação dos esforços repetitivos no trabalho;

Relaxamento – de 10 a 12 min: Realizada no fim do expediente para reduzir a tensão muscular do dia de trabalho.

Ginástica laboral para promover relacionamento entre colaboradores

A ginástica laboral também é um meio de promover o relacionamento entre os colaboradores, ainda que a distância, nesse período de pandemia.

“Engajando o colaborador e ele percebendo os benefícios, traz sua equipe inteira para a prática. Dessa forma, há uma interação entre os colegas, que mesmo a distância, têm buscado incentivar uns aos outros”, afirma Milene.

Com a pandemia, as práticas passaram a ser realizadas com vídeos gravados, o que não teve muita adesão. Agora, elas estão sendo realizadas de forma online, para gerar mais participação entre os funcionários. A educadora física também explica que a participação depende da aula e de como o professor deixa a prática interativa e atrativa.

“Mesmo sem a interação presencial, os colaboradores preferem realizar as aulas online, junto com o profissional e com os colegas. A participação em conjunto cria um relacionamento positivo entre eles, e colabora neste período de pandemia em que muitos colegas de profissão não estão mais convivendo diariamente”, conclui Milene.

Atualmente, a ginástica laboral da Qualirede conta com a participação de cerca de 40 colaboradores, realizada todas as terças-feiras, das 16h30 às 16h50.

+

Saúde é tudo