Governo de SC lança editais para substituir empresa investigada na operação Alcatraz

Empresa Qualirede, responsável pela gestão do SC Saúde, foi alvo da segunda fase da operação Alcatraz, denominada Hemorragia

O governo de Santa Catarina publicou três editais no DOE (Diário Oficial) desta quinta-feira (27) para a contratação de empresas que substituirão a Qualirede, empresa que faz a gestão do SC Saúde, Plano de Saúde que atende cerca de 210 mil servidores estaduais.

Governo lança editais para contratar empresas para gestão do plano SC Saúde, que atende os servidores estaduais – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Arquivo/Secom/NDGoverno lança editais para contratar empresas para gestão do plano SC Saúde, que atende os servidores estaduais – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Arquivo/Secom/ND

A empresa foi alvo da segunda fase da Operação Alcatraz, denominada Hemorragia.

O contrato vigente será desmembrado em três processos licitatórios. A expectativa de economia anual é de R$ 25 milhões.

“Para acelerar a gestão, promover mais transparência pública e atender as recomendações técnicas oriundas de um processo de consultoria interna, o atual contrato foi desmembrado em três editais, abrangendo três áreas distintas de atuação”, explica o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

Um edital prevê a contratação de sistemas de gestão tecnológica; outro a contratação de empresa para prestação de serviços de regulação, auditoria, controle de serviço médico-hospitalar e cálculo atuarial; e um último edital se refere à contratação de serviços especializados em atendimento aos segurados e rede credenciada, de forma presencial e via atendimento remoto.

Outro benefício trazido pelo desmembramento do atual contrato é a economicidade aos cofres públicos, gerada pelo aumento da competitividade entre as empresas participantes dos certames.

Conforme o governo, a divisão dos serviços tem como objetivo propiciar maior competitividade e, com isso, maior economia para o SC Saúde.

Após a finalização dos processos licitatórios, as empresas terão 80 dias para fazerem a adaptação e migração das informações dos sistemas atuais. Todos os processos estão sendo executados de forma a não prejudicar o atendimento aos segurados.

Qualirede afasta diretores presos durante operação

A Qualirede decidiu pelo afastamento dos integrantes da diretoria presos, no dia 19 de janeiro, na Operação Hemorragia, da Polícia Federal e da Receita Federal, que investiga supostas irregularidades em contratos firmados com o governo de Santa Catarina.

Com a decisão, a executiva Carolina Leticia Bairrão deixa a área de regulação e custos assistenciais para assumir as funções de CEO da empresa. Segundo a empresa, a decisão segue sua política de integridade e transparência com o mercado.

De acordo com a empresa, existe uma total convicção da correção de sua conduta com todos os entes públicos e, desde que tomou conhecimento das investigações, está colaborando com as autoridades, além de agilizar as providências cabíveis para o esclarecimento dos fatos no decorrer do processo.

“A decisão também permitirá que a diretoria afastada se dedique integralmente à defesa”, informou.

+

Saúde