Governo federal extingue Secretaria de combate à Covid-19 em 22 de maio

Pasta foi criada para coordenar medidas de combate à pandemia e será extinta junto ao encerramento de emergência em saúde pública

A partir do dia 22 de maio, a Secovid (Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19) será extinta. A data também marca o fim da situação de emergência em saúde pública, assinada pelo Ministério da Saúde em 22 de abril.

Marcelo Queiroga anunciou a criação da Secovid como uma das primeiras medidas ao assumir como ministro- Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação/NDMarcelo Queiroga anunciou a criação da Secovid como uma das primeiras medidas ao assumir como ministro- Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação/ND

O decreto que criou a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro em maio de 2021.

Segundo informações do portal R7, no documento da assinatura dizia que a função era “representar o ministério na coordenação das medidas a serem executadas durante a emergência em saúde pública em decorrência da pandemia do novo coronavírus”.

A medida de criação da Secretaria foi uma das primeiras medidas tomadas por Queiroga ao assumir o cargo, um mês antes do lançamento da Secovid. Na data da criação, o país tinha cerca de 300 mil mortos pela doença.

Ainda segundo o portal, Queiroga afirma que o encerramento não muda as políticas públicas de saúde no país.

Rodrigo Cruz, agora ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde, informou que o fim da emergência em saúde pública não traz alterações para a transferência de recursos da União para os Estados.

+

Saúde

Loading...