Grande Florianópolis atinge 100% de ocupação e não tem leitos de UTI Adulto disponíveis

Tanto os leitos gerais, quanto os leitos para tratamento da Covid-19 estão cheios; ao todo, 12 hospitais da região atingiram a capacidade máxima de atendimento

Não há mais leitos de UTI Adulto disponíveis pelo SUS na Grande Florianópolis. Os dados do covidômetro da Prefeitura Municipal, atualizados na manhã desta quinta-feira (25), apontam 100% de taxa de ocupação, ou seja, todos os 232 leitos que a região dispõe estão ocupados.

Leitos de UTI Adulto atingem 100% de ocupação na Grande Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/NDLeitos de UTI Adulto atingem 100% de ocupação na Grande Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/ND

Tanto os leitos gerais, quanto os leitos para tratamento da Covid-19 estão cheios. Ao todo, 12 hospitais da região atingiram a capacidade máxima de atendimento.

As informações divulgadas pelo painel são baseadas no Relatório Estadual que é o responsável pela regulação dos leitos do SUS. Segundo o covidômetro, 109 pacientes, moradores de Florianópolis, estão na UTI por Covid-19.

Por outro lado, há 75 pessoas na fila de espera por um leito de UTI em função da Covid-19 na Grande Florianópolis, segundo monitoramento do Governo do Estado, divulgado no boletim desta quarta-feira (23).

O mesmo monitoramento aponta que foram confirmados 155.374 casos da Covid-19 na região, desde o início da pandemia, sendo que 147.211 pessoas se recuperaram da doença. A Grande Florianópolis já registrou 1.634 mortes causadas pelo vírus e há 6.529 casos ativos.

Dados do covidômetro – Foto: Covidômetro/Reprodução/NDDados do covidômetro – Foto: Covidômetro/Reprodução/ND

Florianópolis lidera casos ativos e mortes na região

Florianópolis é a cidade da região com mais casos ativos, 3.068, segundo dados do governo do Estado. Em seguida vem o município de Palhoça, com 1.162, São José, com 960, e Biguaçu, com 420.

Desde que a pandemia começou, 678 pessoas perderam a vida para a doença em Florianópolis.

Menos restrições

Mesmo diante da falta de leitos e com mais de 70 pessoas na fila de espera, os prefeitos da região definiram, em reunião virtual, que seus municípios vão acompanhar o decreto do governo do Estado, que entrou em vigor na última semana.

Na Grande Florianópolis, as medidas do decreto estadual nº 1.218, que regula praticamente todos os serviços públicos, privados e o lazer no Estado, passaram a valer na terça-feira (23).

Durante a noite de terça, o decreto estadual sofreu uma alteração, passando a permitir o funcionamento do comércio de rua das 8h às 20h, duas horas a mais que na versão anterior do texto.

Nesta quarta-feira (24), o governador Carlos Moisés se reuniu com o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília, e reforçou as demandas de Santa Catarina para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Os principais pleitos foram o envio de equipamentos, como respiradores e monitores multiparâmetros, para a ativação de novos leitos de UTI, a disponibilização de medicamentos para o chamado kit intubação e um reforço de 61,9 mil doses extras de vacinas para finalizar a imunização dos trabalhadores de saúde.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde