Grande Florianópolis quer antecipar imunização de professores: ‘tem vacina esperando’

Nesta semana, o governador Carlos Moisés divulgou que a vacinação dos profissionais de educação começaria em 31 de maio

Detalhamentos sobre a  vacinação de professores na Grande Florianópolis pautaram a reunião da CIR (Comissão Intergestores Regional), realizada na manhã desta quarta-feira (18), na Capital.

Prefeituras querem antecipar vacinação de professoresPrefeituras querem antecipar vacinação de professores – Foto: João Goés/Arquivo/ND

A proposta de antecipação da imunização do grupo foi levantada porque, segundo os secretários, há doses sobrando nos municípios. Nesta semana, o governador Carlos Moisés (PSL) anunciou que a campanha se estenderia aos profissionais da educação apenas em 31 de maio.

“A vacinação de comorbidades está muito devagar, o número está muito abaixo”, informou  o secretário de Saúde de Florianópolis, Carlos Alberto Justo da Silva. “Se tem vacina esperando, nós queremos começar a avançar”, completou.

A ideia foi acordada entre as prefeituras de Florianópolis, São José, Biguaçu e Palhoça e agora segue para a próxima reunião da CIR (Comissão Intergestores Regional), que deve acontecer nesta quinta-feira (20).

Também estiveram presentes no encontro o secretário adjunto da SES (Secretário de Estado da Saúde) e técnicos das pastas.

Nesta terça-feira (18), o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), já havia sinalizado o interesse de antecipar a vacinação dos educadores:

Cirurgias eletivas

Com a retomada das cirurgias eletivas de média e alta complexidade no Estado, na quinta-feira (13), os secretários devem verificar agora “como será a chamada e o encaminhamento” em cada hospital, informou Carlos Alberto Justo da Silva.

Cirurgias eletivas foram permitidas pelo EstadoCirurgias eletivas foram permitidas pelo Estado – Foto: HRAV/Arquivo/ND

A ideia é agilizar ao máximo a retomada dos procedimentos na região. “Estamos voltando a uma normalidade de atendimento”. As pastas devem, agora, definir com o Estado quais cirurgias terão prioridade na fila de espera.

A portaria estadual da última semana abrange unidades hospitalares próprias da SES sob administração direta, unidades hospitalares administradas por ordens de serviço, bem como unidades hospitalares filantrópicas contratualizadas, unidades sob gestão municipal ou federal e as unidades privadas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...