Hospital Baía Sul: risco de colapso “é real e iminente”

Hospital particular de Florianópolis divulgou ainda que ampliação de equipes, equipamentos e leitos são insuficientes para atender demanda

O hospital particular Baía Sul, sediado em Florianópolis, divulgou nota na tarde desta quinta-feira (25) comunicando que  os próximos dias “serão de extremo risco e a probabilidade de desassistência é real e iminente”.

Segundo a nota, o hospital acionou protocolos de contingência extremos, mas mesmo com ampliação de equipes e equipamentos, áreas de internação e leitos de UTIs, a unidade não está conseguindo atender a demanda e opera neste momento em seu limite de capacidade.

Hospital Baía Sul acionou protocolos de contingência extremos, mas não suporta a demanda – Foto: Divulgação/ND

Desde março de 2020, o hospital já confirmou 6.280 casos de Covid-19. Desses, 48 estão internados e 75 vieram a óbito. Só no mês de fevereiro, 509 novos casos foram registrados pelo hospital.

Santa Catarina passa pelo momento mais crítico desde o início da pandemia da Covid-19 no Estado. Com hospitais lotados e com poucos leitos de UTIs disponíveis, o Estado decretou colapso no sistema de saúde, nesta quinta-feira (25).

Confira a nota na íntegra:

“Santa Catarina vive o momento mais crítico desde o início da pandemia do novo coronavírus. A situação pressiona o sistema de saúde e leva ao limite a capacidade instalada dos hospitais da Grande Florianópolis.

O Hospital Baía Sul precisou acionar protocolos de contingência extremos, que foram detalhadamente planejados ao longo dos últimos 12 meses. Nos últimos dias, foram ampliadas áreas de internação, incluindo leitos de UTI, e foram redimensionados suprimentos, equipamentos e equipes. Porém, apesar de todo o esforço, a demanda por atendimento médico e por internação não para de crescer, colocando em risco a assistência integral a todos que necessitam de atendimento.

A Unidade de Pronto Atendimento do Hospital também está sofrendo com a alta na demanda e opera utilizando todo o seu limite de capacidade.

Diante desse cenário, o Hospital Baía Sul alerta que os próximos dias serão de extremo risco e a probabilidade de desassistência é real e iminente.

O Hospital Baía Sul não mede esforços para garantir um atendimento de excelência aos seus pacientes e está trabalhando arduamente para manter essa condição”. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde