Hospital de Concórdia volta a oferecer 16 leitos de UTI Covid

O número de leitos havia sido reduzido de 16 para 10; Ministério Púlico ajuizou ação civil pública obrigando a reabertura

Os seis leitos de UTI Covid que haviam sido transformados em leitos de enfermaria para atendimento de demandas de outras enfermidades no Hospital São Francisco, de Concórdia, no Alto Uruguai catarinense, voltam a funcionar a partir desta sexta-feira (18). Desta forma, o hospital terá 16 leitos de UTI Covid.

Hospital volta a atender com 16 leitos de UTI Covid – Foto: Willian Ricardo/NDHospital volta a atender com 16 leitos de UTI Covid – Foto: Willian Ricardo/ND

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital na tarde desta quinta-feira (17). Segundo nota enviada à imprensa, quando a unidade de saúde anunciou a transformação de seis leitos de UTI Covid em leitos de enfermaria, garantiu às autoridades de saúde que se o quadro da pandemia se agravasse, retomaria a oferta de leitos de UTI Covid.

“Observando o crescimento da pandemia em outras regiões do Estado, circunstância que exerce forte pressão sobre a demanda de leitos de UTI disponíveis e o nosso compromisso de atender a todos o hospital comunica à comunidade que a partir das 7h do dia 18 de maio voltará a oferecer a regulação SUS, 16 leitos de UTI para pacientes suspeitos ou confirmados com diagnóstico de Covid-19”, se manifestou o hospital em nota.

MP ajuizou ação

Nesta semana o Ministério Público de Concórdia havia ajuizado uma ação civil pública obrigando o Hospital São Francisco para reabrir os leitos de UTI Covid-19. Segundo o promotor de justiça Marcos de Martino, o hospital teria desabilitado os leitos sem a concordância do Estado e do município.

A ação tinha o prazo de 48 horas para que os leitos de UTI conveniados pelo SUS voltassem a funcionar, bem como que o hospital não reduza novamente nenhum leito SUS sem a devida autorização dos órgãos regulatórios.

A ação, de acordo com o promotor, afirmou a necessidade de que os leitos de UTI covid credenciados pelo SUS e até pouco tempo disponibilizados continuem a ser oferecidos pelo Hospital São Francisco, para evitar o retrocesso no combate à pandemia e a proteger a população de Concórdia de tomadas de decisão unilaterais do hospital, sem a devida autorização dos gestores do SUS.

“Diante da falta de leitos de UTI no estado é preciso proteger a vida e a saúde da população, evitando-se retrocessos no combate à pandemia”, salientou o promotor.

Porém, segundo nota do hospital, a estratégia adotada se revelou acertada, uma vez que desde então o número de pacientes com Covid-19 internados reduziu cerca de 35%, o que faz com que a estrutura atual à disposição do enfrentamento da pandemia seja superior à demanda da AMAUC (Associação dos Municípios do Alto Uruguai), tanto que o hospital já está recebendo pacientes de outras regiões na atual UTI Covid.

“É vital que os municípios façam aporte de recursos humanos regulares que permitam a manutenção do funcionamento destes leitos e das demais estruturas Covid, conforme expediente enviado no dia 15 de junho ao prefeito de Concórdia”, se posicionou o hospital em nota.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...