Hospital declara idosa morta por Covid-19, mas ela reaparece em asilo

Família de Rogelia Blanco, 85 anos, sepultou a mulher que estava internada ao lado da idosa

Um erro de informação provocou uma grande confusão com a declaração da morte de uma idosa por Covid-19. No início de janeiro de 2021, Rogelia Blanco, 85 anos, foi internada por Covid-19 após ser infectada em um asilo na Galiza, cidade da Espanha. Com informações do Ricmais.

Idosa chegou a ser velada e enterrada pela família de lei – Foto: Carlos Damião/Arquivo/NDIdosa chegou a ser velada e enterrada pela família de lei – Foto: Carlos Damião/Arquivo/ND

Pela necessidade do distanciamento social e sem a possibilidade de ter um acompanhante, a idosa foi declara morta pelo hospital. O asilo foi comunicado pelo hospital do óbito e avisou a família no dia 13. O velório e o sepultamento foram realizados pelos familiares com o caixão lacrado, o que impediu a identificação.

Dez dias depois, aconteceu uma reviravolta. Rogelia voltou ao asilo, no último sábado (23) como mais uma sobrevivente da pandemia. A direção do hospital declarou que houve uma confusão na identificação, porque quem morreu foi uma mulher que estava internada ao lado da idosa. A família não confirmou o interesse de processar a unidade hospitalar.

+

Saúde