HRO nega possibilidade de mortes de pacientes por falta de oxigênio e leitos

O maior hospital do Oeste de Santa Catarina, localizado em Chapecó, diz que o abastecimento de oxigênio está normal e terá ampliação de leitos de UTI Covid-19

A direção do HRO (Hospital Regional do Oeste), maior hospital do Oeste de Santa Catarina, localizado em Chapecó, esclareceu por meio de nota à imprensa que são completamente inverídicas as informações veiculadas por meio de áudio, em alguns grupos de WhatsApp.

Hospital é o maior do Oeste de Santa Catarina – Foto: Divulgação HRO/NDHospital é o maior do Oeste de Santa Catarina – Foto: Divulgação HRO/ND

O áudio de autoria de um suposto Dr. Kleber, fala sobre a possibilidade de morte de pacientes de Covid-19, nos próximos 15 ou 20 dias, por falta de oxigênio, leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e na impossibilidade de transferências para outras regiões ou Estados.

Abastecimento de oxigênio está normal

A direção do hospital informou que o abastecimento de oxigênio está normalizado (NF Anexa), a ampliação da oferta de leitos de UTI está sendo gestionada entre a instituição, o município de Chapecó e o Governo de Santa Catarina, conforme amplamente noticiado nos últimos dias.

“Quanto à transferência de pacientes, cabe ao Sistema de Regulação da Secretaria de Estado de Saúde administrar e definir os encaminhamentos, ressaltando-se que, por conta disso, o HRO já recebeu pacientes de outras regiões de SC”, esclareceu o HRO em nota à imprensa.

Por fim, a direção do HRO, advertiu que provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto, configura crime e os responsáveis poderão responder criminalmente

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde