Idosos recebem terceira dose da vacina em Florianópolis

Desde a última segunda-feira (13) que a Capital catarinense iniciou a aplicação do reforço. É destinado a pessoas de 84 anos e mais que tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses

“Quero voltar para o bailão!”. A frase é da sorridente Aldaci da Luz, 93 anos, momentos antes de tomar a dose de reforço da vacina contra o Coronavírus no drive-thru no bolsão da Beira-mar Continental. Ela é uma das 604 pessoas que já receberam, até esta quinta-feira (16), a terceira dose da vacina em Florianópolis. Desde a última segunda-feira (13) que a Capital catarinense iniciou a aplicação do reforço.

Ilma Maria, 87 anos, foi uma das pessoas que receberam a terceira dose em Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/NDIlma Maria, 87 anos, foi uma das pessoas que receberam a terceira dose em Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/ND

Nesta quinta-feira, a prefeitura de Florianópolis começou a aplicação de dose de reforço em pessoas de 84 anos e mais que tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses. A vacinação acontece em drive-tru e pontos fixos.

O município já iniciou a aplicação da dose de reforço em idosos acolhidos em instituições de longa permanência. O reforço também acontece em pessoas idosas de 90 anos ou mais em casa e nas de 85 a 89 anos com restrição de mobilidade.

Servidores da saúde que realizavam o trabalho na Beira-mar Continental disseram que a procura dos idosos pela terceira dose estava abaixo do esperado. Relatos são de que pela manhã nenhuma pessoa do grupo prioritário teria ido ao ponto de vacinação. No período da tarde a quantidade foi bem abaixo do esperado.

Aldaci da Luz, 93 anos, recebeu a dose de reforço e disse que agora “vai para o bailão” – Foto: Leo Munhoz/NDAldaci da Luz, 93 anos, recebeu a dose de reforço e disse que agora “vai para o bailão” – Foto: Leo Munhoz/ND

“Vi na televisão que estava dando a terceira dose e já quis vim”, contou Aldaci, reforçando que apesar da idade, sempre se manteve atenta ao calendário de vacinação. “Não esqueço das coisas não meu querido”, disse ela com sorriso no rosto. Ela recebeu as duas primeiras doses em casa, por se encontrar em estado pós-cirúrgico.

Aldaci lembrou que desde o início da pandemia seguiu as medidas sanitárias e, por isso, ficou “longe” da Covid e o momento agora, com a dose de reforço é “se distrair um pouco”. “Agora vou para o bailão”, brincou ela.

Aos 90 anos, Olga Ventura foi outra que recebeu a dose de reforço – Foto: Leo Munhoz/NDAos 90 anos, Olga Ventura foi outra que recebeu a dose de reforço – Foto: Leo Munhoz/ND

Olga Ventura, 90 anos, foi outra que esteve no ponto de vacinação na Beira-mar Continental, para receber a terceira dose. Também atenta com o calendário das vacinas chamou a filha para levá-la. “Ela já tinha me avisado e vim tomar a vacina”, disse ao lembrar que por se cuidar passou imune às doenças virais. “Nem gripe peguei nesse tempo todo”, comemorou.

De acordo com o ministério da Saúde, o reforço vale para quem tomou qualquer vacina contra a Covid-19 no Brasil e a vacinação é realizada, preferencialmente, com uma dose da Pfizer/BioNTech. Na falta desse imunizante, a alternativa deverá ser feita com as vacinas de vetor viral, Janssen ou Astazeneca.

Confira o cronograma de vacinação:

Florianópolis:

  • Pontos fixos:
    – Estádio Orlando Scarpelli;
    – Sead/UFSC próximo ao Hippo;
    – Centro de Eventos da UFSC;
    – Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira;
    – Antigo Aeroporto.
  • Drive-thru:
    – Beira mar Continental;
    – Centro de Eventos UFSC;
    – Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira;
    – Antigo Aeroporto.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...