Imóveis têm ligações clandestinas de esgoto lacradas em Ingleses, no Norte da Ilha

Operações também foram realizadas pela Prefeitura de Florianópolis e Casan, nesta semana, em bairros do Sul da Ilha, como a Costeira do Pirajubaé, e no Sambaqui

Dois imóveis tiveram três ligações irregulares de esgoto lacradas nesta semana em Ingleses, no Norte da Ilha. As irregularidades foram constatadas durante blitz realizada pela Prefeitura de Florianópolis e Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento).

Força-tarefa foi realizada nesta semana em Ingleses, no Norte da Ilha – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/NDForça-tarefa foi realizada nesta semana em Ingleses, no Norte da Ilha – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/ND

De acordo com as equipes do município, dois lacres foram realizados em uma só propriedade, onde, além da residência, funciona também um mercado, localizada na Servidão Marinho João do Rego.

O terceiro foi feito em um condomínio na servidão Mercedes Maria Luiza, que apresentava o esgoto da pia de cozinha conectado à rede de drenagem pluvial. A Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) notificará o proprietário desta última localidade.

Ainda durante a operação, ocorrida na última quinta-feira (28), testes realizados em um prédio de 12 apartamentos, também situado na servidão Marinho João do Rego, apontaram retenção de esgoto em caixas de passagem.

Com o resultado, a Vigilância Sanitária da Capital requereu ao responsável apresentação de Habite-se e projeto hidrossanitário, limpeza das caixas com esgoto e adequação das caixas de gordura, tendo 15 dias para concluir a regularização do imóvel.

Ações contínuas em toda a cidade

Segundo Laudelino Bastos e Silva, superintendente de Saneamento e Habitação da Prefeitura da Capital, durante a ação, foram flagrados dois casos de extravasamento de fossa a céu aberto – um na rua, outro no terreno do vizinho – em condomínios residenciais na estrada Dário Manoel Cardoso e na travessa Nildo Neponoceno Fernandes.

Operação vistoriou e testou comércios, casas e condomínios na região – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/NDOperação vistoriou e testou comércios, casas e condomínios na região – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/ND

“A Vigilância Sanitária concedeu prazo de três dias para os imóveis corrigirem as irregularidades ali no local. Nossas ações de fiscalização são contínuas, tivemos quatro semanas de ações em janeiro e o trabalho vai permanecer desta forma no próximo mês, em todas as regiões da cidade”, afirma.

Ainda de acordo com o município, outros dois  condomínios localizados na Servidão Capivari e na Av. Lions Internacional, em Ingleses já haviam sido notificados na quarta-feira (27).

Operações no Sul da Ilha e Sambaqui

Bairros do Sul da Ilha, além do Sambaqui, no Norte, também receberam, nos dois primeiros dias desta semana, operações da blitz sanear – formada por fiscais e técnicos da Vigilância Sanitária, Floram, Casan, Secretaria de Infraestrutura e EchoaEngenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede.

Na Costeira do Pirajubaé, a Vigilância Sanitária da Capital notificou quatro proprietários. Três imóveis na Rua Abrahão Vieira Carneiro – um conjunto de quitinetes, um terreno multifamiliar e uma casa – foram flagrados em irregularidade: o primeiro com fossa extravasando na rua e os dois últimos com esgoto conectado à rede de drenagem pluvial.

Um supermercado com estação própria de tratamento no Morro das Pedras, mais ao Sul, também foi notificado por não apresentar a Licença Ambiental de Operação (LAO).

Já em Sambaqui, na primeira operação da semana, condomínio na Rod. Rafael da Rocha Pires fiscalizado pela força-tarefa terá de apresentar à Floram análise de água da estação de tratamento particular para comprovar que o esgoto está sendo tratado de maneira adequada.

Blitz sanear realizou mais de 110 ações semanais desde outubro de 2018 – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/NDBlitz sanear realizou mais de 110 ações semanais desde outubro de 2018 – Foto: Diego Berselli/Floripa Se Liga Na Rede/PMF/Divulgação/ND

Força-tarefa para as fiscalizações

A Blitz Sanear é uma força-tarefa da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da Casan, realizada por meio do Grupo Sanear Floripa, com o objetivo de fiscalizar ligações irregulares de esgoto que causem prejuízos ao meio ambiente e à saúde pública.

Com mais de 110 ações semanais realizadas desde outubro de 2018, a Blitz Sanear já inspecionou residências, imóveis comerciais, shopping centers, hotéis, restaurantes, pousadas, condomínios e edifícios em mais de 30 localidades de Florianópolis. Na semana passada, o grupo fez operações nos bairros Centro, Córrego Grande, Rio Vermelho e Santinho.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo

+

Prefeitura de Florianópolis