Inês Mota Prá

- +

♦ 92 anos
♦ 30/03/2020
♦ Pedras Grandes

Inês Mota Prá – Foto: Ademir de Prá/Divulgação/NDInês Mota Prá – Foto: Ademir de Prá/Divulgação/ND

Inês Mota Prá viveu com Aldo de Prá por 68 anos, em Pedras Grandes, no Sul de Santa Catarina. Com 90 e 92 anos, tinham um sítio no bairro Azambuja, onde ele era agricultor e ela cuidava da casa. Da união, nasceram dez filhos.

Pai passou doze dias internado

Também apresentando os sintomas, o pai foi internado dois dias depois de perder a esposa, no Hospital São Sebastião, em Treze de Maio. Lá, os médicos começaram a ministrar o tratamento com hidroxicloroquina, adquirida pelo filho nas farmácias da cidade uma vez que o hospital não tinha o medicamento.

No dia 8 ele foi transferido, através de uma ambulância, para o hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, onde o hospital continuou o tratamento com o medicamento, com remédios da própria instituição. A alta veio no dia 12. Agora, Aldo continua o tratamento em casa, utilizando luva e máscara.

Durante este tempo, o pai teve que interromper o uso de antibióticos para os tratamentos contra o câncer de próstata e intestino que ele sofre.

“É muito importante que as pessoas se cuidem. Muita gente leva na brincadeira, mas na hora que a Covid-19 entra no corpo, a contaminação é muito rápida” conta Ademir.

Envie uma lembrança

Se você perdeu um parente ou amigo para a Covid-19, envie a sua homenagem para ser eternizada no memorial online do nd+.

Depoimento, fotos e vídeos devem ser encaminhados ao email redacao@ndmais.com.br com o assunto “Memorial Covid-19”.

Os relatos serão publicados após contato da reportagem.