‘Não temos nada para comemorar’, diz infectologista sobre vacinação contra Covid no Brasil

O SC no Ar desta terça-feira (27) recebeu o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri, que analisou o avanço da imunização no país

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, o SC no Ar convidou o infectologista e diretor da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), Renato Kfouri, para fazer um balanço da imunização no país. No programa desta terça-feira (27), ele analisou os primeiros seis meses da campanha de vacinação.

“Nós podemos dividir esse primeiro semestre em dois trimestres, onde nós tivemos um primeiro trimestre praticamente sem vacinas e um segundo trimestre onde avançamos bastante na imunização de uma parte significativa da população. Cerca de metade dos brasileiros já têm ao menos uma dose e cerca de um quarto dos brasileiros ou um pouco menos têm duas doses ou a dose única. É pouco, especialmente no primeiro trimestre, onde tivemos o pior momento da nossa pandemia”, disse Kfouri.

‘Não temos nada para comemorar’, diz infectologista sobre vacinação contra Covid-19 no Brasil – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil‘Não temos nada para comemorar’, diz infectologista sobre vacinação contra Covid-19 no Brasil – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O infectologista destacou a circulação da variante P1 no primeiro trimestre, “que fez mais da metade das nossas vítimas de toda a pandemia, aconteceu nos primeiros meses deste ano. Nós coincidimos uma não vacinação nos primeiros quatro meses do ano com a pior onda, o que culminou infelizmente nessa trágica marca de mais de 550 mil mortos até agora. Então, não se pode comemorar. Não temos nada para comemorar quando nós temos esses números”.

Confira o balanço completo feito pelo infectologista na entrevista.

+

SC no ar – Entrevistas

Loading...