Instituto Albert Einstein fará testes da vacina Covaxin no Brasil

Início dos estudos com o imunizantes está previsto para março com duração de 45 a 90 dias e duas doses da vacina

O Instituto Israelita Albert Einstein anunciou que aplicará testes da vacina indiana Covaxin em São Paulo. O imunizante é desenvolvido pelo laboratório Bharat Biotech.

O instituto informou que os testes no Brasil têm início previsto para o mês de março, com duração de 45 a 90 dias e aplicação de duas doses da vacina.

Vacina Covaxin passará a ser testada no Brasil em março – Foto: Bharat Biontech/DivulgaçãoVacina Covaxin passará a ser testada no Brasil em março – Foto: Bharat Biontech/Divulgação

O anúncio foi feito na quarta-feira (3), mesma data em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) flexibilizou as regras para o uso emergencial de imunizantes no Brasil.

Agora, não é mais obrigatório que as indústrias interessadas tenham iniciado a terceira fase de teses da vacina em território brasileiro para fazer o pedido.

No entanto, os laboratórios deverão entregar toda a documentação de desenvolvimento do imunizante para o registro completo no futuro.

Em janeiro, a Associação Brasileira das Clínicas de Vacina (Abcvac) fechou um acordo para comprar 5 milhões de doses da vacina indiana. A Abcvac representa 200 clínicas privadas de vacinação. Cada uma delas poderá comprar, no mínimo, 2 mil doses e, no máximo, 400 mil.

Na Índia, os testes da Covaxin já chegaram à fase 3. Não há registros de efeitos colaterais graves nos participantes do estudo. De acordo com o laboratório, 25,8 mil voluntários participaram dos testes. A previsão é de que os resultados da última fase na Índia sejam divulgados ainda em fevereiro.

Em janeiro, o país asiático aprovou o uso emergencial da Covaxin e da vacina desenvolvida pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford.

+

Saúde

Loading...