Itajaí terá que explicar ao TCE sobre a distribuição de ivermectina

A prefeitura tem prazo de cinco dias para repassar as explicações; a cidade contabiliza 50 óbitos e 2.194 casos confirmados da Covid-19

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) solicitou nesta quinta-feira (9) que a prefeitura de Itajaí repasse informações sobre a distribuição da ivermectina no prazo de cinco dias.  A entrega do medicamento para a população começou no dia 7 de julho. Ainda não há comprovação concreta sobre os benefícios do medicamento contra o novo coronavírus.

Medicamento começou a ser entregue no dia 7 de julho – Foto: Jader Liberal/Divulgação/ND

No documento assinado pelo Diretor De Contas de Gestão, Sidney Antonio Tavares Junior, o TCE solicita que seja explicado o processo completo de compra e aquisição do medicamento.

Assim como protocolos de autoridades médicas e sanitárias no qual o órgão considerou para que fosse distribuído o medicamento à população do município do Vale do Itajaí.

Além disso, o Tribunal quer saber detalhes dos critérios e procedimentos utilizados para a distribuição do medicamento e documentos relacionados à despesas e comprovantes de pagamentos.

Contraponto

Em nota, a prefeitura de Itajaí ratificou que já recebeu o pedido das informações realizadas pelo TCE e também sobre o prazo para o envio dos documentos.

Confira a nota na íntegra:

O Município de Itajaí informa que recebeu hoje o pedido de informações do Tribunal de Contas do Estado e tem o prazo de cinco dias para se manifestar ao órgão, quando prestará todos os esclarecimentos solicitados. O Município ainda reforça que está à completa disposição das autoridades para elucidar quaisquer questionamentos, bem como garantir a total transparência de suas ações.

Casos na cidade

De acordo com prefeitura, desde o começo da pandemia, a cidade contabiliza 50 óbitos e 2.194 casos positivos. Deste total, 2.003 estão recuperadas.

+

Saúde