“Jamais imaginávamos”: Covid-19 abrevia vida de agricultor de Canoinhas

Delbi da Silveira morreu um ano antes de se aposentar e cerca de um mês antes de completar seis décadas de vida; ele é a 12ª vítima da Covid-19 em Canoinhas

Delbi da Silveira, 59 anos, morreu um ano antes de se aposentar e cerca de um mês antes de completar seis décadas de vida. O plano era deixar de lado a rotina de pesada de trabalho como agricultor e aproveitar a vida tranquila ali mesmo em Canoinhas, cidade onde nasceu, cresceu, casou, e se tornou pai de seis filhos e avô de cinco netos.

“Jamais imaginávamos que iria acontecer com a nossa família”, conta Elaine Silveira, que organiza a missa de 7º dia do pai para este sábado (21), às 10h, na Igreja de São Miguel, bairro Rio da Areia do Meio.

“Jamais imaginávamos”: Covid-19 abrevia vida de agricultor de Canoinhas – Foto: Reprodução/ND“Jamais imaginávamos”: Covid-19 abrevia vida de agricultor de Canoinhas – Foto: Reprodução/ND

Acordava com o céu ainda escuro, às 4h da manhã. Meia hora mais tarde, já estava na roça ao lado da esposa Maria Derli, 58 anos, cultivando o que era o sustento da família. A rotina de lida com a terra não era nova. Trabalhava na agricultura desde os 10 anos.

Aproveitava os finais de semana para tomar cerveja e curtir a companhia da família em casa. A residência, construída por ele após o casamento com Maria, registrou a passagem do tempo de sua vida.

Depois dos seis filhos já adultos se mudarem, o local passou a ser moradia apenas do casal, pelo menos durante os cinco dias úteis da semana.

Elaine Silveira, de 22 anos, percorria os 30 km que separam o Centro de Canoinhas e o interior todos os finais de semana. A casa cheia era a alegria de Delbi, que sempre oferecia banquetes. Não gostava de economia com a comida e tinha prazer em agradar todos à sua volta.

12ª vítima em Canoinhas

Delbi é a 12ª vítima da Covid-19 em Canoinhas, município do Planalto Norte. A família não sabe como ele contraiu a doença. Uma das filhas do agricultor, que trabalha no comércio, também apresentou sintomas da Covid-19, mas se recuperou.

Delbi (centro) ao lado dos seis filhos e da esposa Maria – Foto: Reprodução/NDDelbi (centro) ao lado dos seis filhos e da esposa Maria – Foto: Reprodução/ND

Mesmo com pressão alta, Delbi era saudável, conta a família. O agricultor começou a apresentar sintomas em 17 de outubro e procurou atendimento na unidade de saúde local.

Enquanto aguardava o resultado do exame, que levou cinco dias para sair, teve de ser internado. O comprometimento dos pulmões já era grave.

O homem cheio de vida e alegre passou a ter medo. Viu e conversou com a família através de um vidro todos os dias até ser intubado. Foram 16 dias nessa condição.

As notícias sobre patriarca da família Silveira chegavam diariamente. “Um dia melhorava, no outro piorava”, conta Elaine. Ele morreu na segunda-feira (16).

Por conta da pandemia, o velório de Delbi foi de caixão lacrado e durou 30 minutos. Sem poder ver ou se despedir do pai, Elaine ainda tem dificuldade de assimilar o que aconteceu. “A sensação é de que ele ainda está internado no hospital”, diz.

Nesta sexta-feira (20) foram confirmados oito novos casos em Canoinhas. Ao todo, 890 foram confirmados e 29 estão ativos, quando o paciente pode transmitir o vírus.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...