Vacinação: Professor é o primeiro idoso a ser imunizado em Joinville

Paulo Roland Unger, de 89 anos, foi o primeiro a ser imunizado na tarde desta quinta-feira (21)

A emoção marcou o início da vacinação de idosos em Joinville, no Norte do Estado nesta quinta-feira (21). Em meio a aplausos, três idosos, que vivem no Residencial Bethesda, receberam as primeiras doses nesta tarde.

Professor de 89 anos foi o primeiro idoso a receber a vacina contra Covid-19 em Joinville – Foto: Juan Todescatt/NDTVProfessor de 89 anos foi o primeiro idoso a receber a vacina contra Covid-19 em Joinville – Foto: Juan Todescatt/NDTV

O primeiro a se posicionar para receber a vacina foi o professor Paulo Roland Unger, de 89 anos. Ele, que já atuou como cirurgião dentista e caiu quatro vezes de avião, não escondeu a emoção durante o ato.

Além dele, outros dois idosos foram vacinados durante o ato: Isolde Laura Scholz, de 103 anos, que recebeu a vacina contra Covid-19 ao lado da filha, e Otto Eduardo Kuhr, de 99.

Veja o momento das vacinações:

Técnica de enfermagem que atua há 23 anos na instituição também foi vacinada

A primeira funcionária vacinada da instituição foi a técnica de enfermagem Cecília Rocha de Lima. Ela, que atua há 23 anos, diz que manter o distanciamento entre os idosos é um dos momentos mais difíceis da pandemia.

Cecília Rocha de Lima foi a primeira funcionária da instituição a receber a vacina – Foto: Juan Todescatt/NDTVCecília Rocha de Lima foi a primeira funcionária da instituição a receber a vacina – Foto: Juan Todescatt/NDTV

“Os idosos querem ficar pegando na gente, pedem um abraço, mas não podemos e temos que recusar. Isso mexe bastante com a gente. É muito complicado”, pontua.

Antes de receber a dose, a técnica de enfermagem apresentava uma grande ansiedade. “No início eu achei que não iria gostar de tomar a vacina, mas depois, pensando melhor, que seja para o bem. Eu espero que a gente consiga eliminar essa doença e que a gente possa viver a vida normal como antes”, diz.

O secretário de saúde, Jean Rodrigues, ressalta que a estimativa é de que as doses direcionadas para esse público sejam suficientes para imunizar as instituições cadastradas, mas diz, ainda, que caso a demanda aumente, nas próximas remessas o município solicite a ampliação no número de vacinas para cobrir esse público.

Hoje, são mais de 800 doses para aplicação em idosos institucionalizados. O secretário lembra, ainda, que os idosos receberão as vacinas nos locais em que estão hospedados.

“As equipes de saúde é que farão essa aplicação. Não há necessidade de agendamento ou deslocamento, nós vamos até eles. Nossa perspectiva é que essa aplicação dure uma semana, lembrando que serão imunizados os moradores e os profissionais que atuam nessas casas”, salienta.

O município afirma que ainda não há perspectiva para receber o segundo lote da vacina, mas o secretário destaca que há doses suficientes reservadas com o Estado para fechar o processo de imunização desse primeiro lote.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde