Joinville tem UTI lotada em 100% e SC chega a 74,8% de ocupação

Cidade do Norte catarinense também segue como epicentro da doença, com maior número de casos e de mortes; Hospital de São José (também em Joinville) abriu quatro novos leitos

A cidade de Joinville, no Norte de Santa Catarina, atingiu 100% da ocupação de leitos adultos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), enquanto a ocupação dos leitos em todo o Estado está em 74,8%. As informações são do boletim epidemiológico divulgado pelo governo do Estado na terça-feira (18).

Hospital Bethesda figurou como um dos que atingiu grau de superlotação mais vezes, ofertando – UTI coronavírus – Foto: Jonathan Batista/divulgação NDHospital Bethesda figurou como um dos que atingiu grau de superlotação mais vezes, ofertando – UTI coronavírus – Foto: Jonathan Batista/divulgação ND

E dos 1.482 leitos ativos em Santa Catarina, 1.109 estão ocupados, sendo 492 por pacientes da Covid-19, e 635 por pacientes com outras enfermidades, deixando 367 leitos livres.

Ambos os índices desconsideram as taxas da rede privada, contabilizando somente o SUS (Sistema Único de Saúde). Atualmente são 92 pessoas internadas na rede privada com suspeita ou confirmação da Covid-19.

Na rede pública, 260, a maioria dos pacientes, necessita de ventilação mecânica, uma taxa que se assemelha a da privada, onde 55 dos 92 internados precisam de respiradores.

Em termos regionais, o Planalto Norte e Nordeste registra a maior ocupação, com 85% de índice, enquanto as outras regiões seguem panoramas mais brandos.

Ocupação de UTI por região:

  • Grande Florianópolis: 62%
  • Foz do Rio Itajaí: 81%
  • Grande Oeste: 78%
  • Meio-Oeste e Serra Catarinense: 80%
  • Planalto Norte e Nordeste: 85%
  • Sul: 74%
  • Vale do Itajaí: 69%

Como citado, o sistema público de saúde de Joinville enfrenta um colapso, com todos os hospitais com leitos adultos lotados, deixando somente o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante, que tem leitos neonatal e pediátrico, disponíveis.

A cidade também é o epicentro da Covid-19, somando o maior número de casos confirmados e de mortes em todo o Estado, com 10 mil e 214, respectivamente.

Os hospitais lotados em 100% são:

  • Hospital Municipal São José, Joinville
  • Hospital Bethesda, Joinville
  • Maternidade Darcy Vargas, Joinville
  • Hospital Regional Hans Dieter, Joinville
  • Hospital Municipal Ruth Cardoso, Balneário Camboriú
  • Hospital Santa Terezinha, Braço do Norte

Além disso, outras cinco unidades seguem com ocupação em 90% ou maior, e a maior parte dos hospitais do Estado está lotada em 70% ou mais.

Quatro leitos foram abertos em São José nesta terça (18), o que deve manter uma ocupação um pouco menor no hospital, que agora conta com 70 leitos de UTI.

Segundo declaração do Secretário de Saúde, André Motta, todos os 787 leitos abertos para tratar a Covid-19 devem seguir na rede pública do Estado mesmo após a pandemia.

A superlotação é um fenômeno que ocorre dado o contexto de casos da Covid-19 e ocorrências e enfermidades já comuns, que são a maioria dos internados em todas as regiões de Santa Catarina. Porém, os leitos especiais para a Covid-19 também estão lotados em alguns casos.

Os hospitais que estão somente com leitos Covid-19 lotados são:

  • Hospital e Maternidade Jaraguá, Jaraguá do Sul
  • Hospital Helio Anjo Ortiz, Curitibanos
  • Hospital São Brás, Porto União
  • Hospital São Donato, Içara

SC tem 124 mil no total, com 90% de recuperados

Santa Catarina também teve uma alta de 2.647 casos da Covid-19 nas últimas 24h, somando um total de 124.313, sendo que destes, 112.349 (90%) estão recuperados.

Assim, ainda são 10.081 casos ativos, ou seja, de catarinenses que testaram positivo e ainda estão com sintomas ou não tivera recuperação confirmada.

Foram 1.883 mortes desde o início da pandemia, com inclusão de 44 na última atualização epidemiológica. De todos os infectados, 1,51% faleceram, um índice que estava abaixo desse número desde o dia 3 de junho.

A cidade de Blumenau chegou na marca de 100 mortos segundo a última atualização municipal, enquanto o painel do Governo do Estado aponta 99, figurando como 3ª cidade com mais vítimas. Na frente, Itajaí (137) e Joinville (214).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...