José Carlos de Souza

- +

♦ 76 anos
♦ 20/08/2020
♦ Biguaçu

José Carlos de Souza – Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação/ND

“Ao José Carlos, muitas felicidades no seu casamento com a Ana, do amigo Edson Pelé” escreveu o próprio Pelé, durante o ano de 1973, em uma camiseta da seleção. Ele a entregou em mãos a José Carlos, que a conservou até o dia da sua partida.

“Foi um presente de casamento. A minha mãe tinha um conhecido que trabalhava na televisão, e pediu para ele fazer o contato com o jogador, dizendo que o meu pai ia casar e era apaixonado por futebol. Daí o Pelé topou”, conta a filha Andréa Rezende de Souza.

A foto compartilhada pela filha Andréa Rezende de Souza evidencia dois traços marcantes do “seu Zé”: a paixão pelo futebol e a emotividade. “O pai era uma pessoa muito carinhosa e se emocionava fácil. Até quando éramos promovidos ele se emocionava. Era uma manteiga derretida” lembra a filha, com carinho.

Durante sua trajetória, José trabalhou como motorista de carro-forte e ônibus. Nasceu em Anitápolis e viveu por um tempo em São Paulo. Lá, além de conhecer o Pelé, ele casou com sua companheira de vida, Ana Maria.

Depois veio para Biguaçu. Ali era feliz com os gestos de carinho da família, composta por seis filhos, cinco netos e a esposa. Ele abria o sorriso sempre que era surpreendido com um bolo, uma cuca, ou churrasco preparados pelos familiares.

Os gestos também eram retribuídos, pois ele sempre estava disposto a cuidar dos netos e resgatar os filhos em meios aos temporais. Em dia de jogo dividia a paixão entre o Flamengo e o Figueirense. Quando este fazia gol, ele corria para janela gritar, feliz.

José Carlos foi internado no dia 5 de agosto, em razão da infecção por Covid-19. Ele foi levado ao Hospital de Florianópolis. No dia 20 de agosto ele não resistiu.

Ele deixa os filhos Marcos, de 45 anos, Luciano, 41, Flávia, 40, Claúdio, 35, Andrea, 33, Priscila, 31. Também deixa cinco netos e a esposa Ana Maria, de 74 anos. E muitos vizinhos que lamentaram profundamente sua partida.

Envie uma lembrança

Se você perdeu um parente ou amigo para a Covid-19, envie a sua homenagem para ser eternizada no memorial online do nd+.

Depoimento, fotos e vídeos devem ser encaminhados ao email redacao@ndmais.com.br com o assunto “Memorial Covid-19”.

Os relatos serão publicados após contato da reportagem.