VÍDEO: Atropelada em Florianópolis no primeiro dia do ano, jovem deixa hospital

Rebeca Sayuri, de 15 anos, recebeu alta na manhã desta terça-feira (9), após ficar 39 dias internada; veja como foi a saída dela

Após 39 dias internada, a jovem Rebeca Sayuri, de 15 anos, atropelada por uma Land Rover no primeiro dia do ano, no bairro Ingleses, no Norte da Ilha, deixou o hospital Governador Celso Ramos, no Centro da Capital, na manhã desta terça-feira (9).

Rebeca Sayuri, advogado e mãe posam para fotoRebeca Sayuri seguirá com fisioterapia e antibióticos em casa após ficar 39 dias internada – Foto: Jornal Conexão Comunidade

De acordo com o advogado da família, Tiago Souza, depois de ficar vários dias em coma induzido, Rebeca apresenta boa recuperação. Ela realizou uma cirurgia para recuperar os movimentos de uma das mãos e seguirá com a fisioterapia em casa.

Rebeca ainda trata uma bactéria pulmonar e toma antibióticos por conta da retirada do baço.

“Ela está bem. Vamos observar para ser se há alguma rejeição dos pinos que foram colocados para ver se há uma lesão permanente, mas aparentemente não. Ela saiu caminhando do hospital”, afirmou o advogado.

Veja o momento em que Rebeca deixa o hospital:

Relembre o caso

Uma família transitava no bairro dos Ingleses, quando foi surpreendida por uma Land Rover que invadiu a calçada. A filha do casal, Rebeca, de 15 anos, foi atingida em cheio pelo carro junto ao muro de vidro que pertence a estrutura de um prédio residencial. A adolescente ficou presa sob uma das rodas do veículo e teve múltiplas fraturas constatadas.

Ela recebeu os primeiros socorros por populares que presenciaram o acidente e salva-vidas que se deslocaram da praia, a poucos metros do local da batida.

Logo em seguida, as equipes do Corpo de Bombeiros e da PM (Polícia Militar) assumiram a ocorrência. Eles precisaram remover uma roda que estava sobre a perna da vítima.

A adolescente foi encaminhada pelo Helicóptero Águia da PM até o Hospital Celso Ramos. De acordo com os oficiais e testemunhas, apesar da gravidade do choque, a vítima estava acordada durante o atendimento.

Conforme explica o Tenente Coronel Leandro Amorim, responsável pela aeronave Águia, a jovem estava com fraturas graves que exigiram procedimentos avançados da equipe de resgate.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde