João Paulo Messer

Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Legado da Covid-19, Criciúma pode ganhar um novo hospital

Cidade passaria a contar com o quinto hospital, sendo três deles com atendimento pelo SUS.

O prefeito Clésio Salvaro começa na semana que vem o movimento para a transformação do atual centro de recuperação da Covid-19, antigo Hospital Psiquiátrico do Rio Maina, em novo hospital público. O local foi recuperado pelo município e transformado para atender a demanda gerada pelas internações ou recuperação de pessoas com o coronavírus. Isso concretizado eleva a cidade para três hospitais para atendimento pelo SUS e dois exclusivos para pacientes particulares e planos de saúde.

Estrutura do hospital tem 10 leitos de UTI e necessita de um Centro Cirúrgico. – Foto: SECOM PM Criciúma.Estrutura do hospital tem 10 leitos de UTI e necessita de um Centro Cirúrgico. – Foto: SECOM PM Criciúma.

A estrutura localizada no distrito urbano do Rio Maina foi por 52 anos um hospital psiquiátrico, cujas atividades encerraram em 2018, quando os atendimentos eram apenas particulares. Declarado bem de utilidade pública, o local foi reformado com recursos do município e principalmente doações de empresas privadas.

Atualmente o local tem 10 leitos de UTI instalados pelo governo do Estado e cem leitos utilizados parte como centro de recuperação e outros para internação por Covid-19. O planejamento do governo municipal é reivindicar junto ao governo estadual a instalação de um centro cirúrgico. Além disso seria necessário que o Estado assuma parte dos custos, o que já teria sido encaminhado com o governador Carlos Moises, sem que haja resposta de confirmação.

Atualmente o principal centro hospitalar público de Criciúma é o Hospital São José detentor da maioria dos atendimentos pelo SUS, inclusive em alta complexidade. Além disso a cidade tem o Hospital Materno Infantil Santa Catarina administrado por uma Organização de Saúde, mas mantido com recursos do município e do Estado. Os hospitais da Unimed e Hospital São João Batista são administrados pela cooperativa médica e atendem particular ou planos de saúde. O Hospital do Rio Maina seria o quinto na cidade.