Liberação da vacina: reunião da Anvisa neste domingo deve garantir início da vacinação

Decisão deste domingo (17) pode liberar uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus

Uma reunião que pode definir o início da vacinação contra o coronavírus no Brasil. Neste domingo (17), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decide sobre a liberação do isso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus: a Astrazeneca, em parceria com a Universidade de Oxford e que será produzida pela Fiocruz no país e a CoronaVac, produzida pela Sinovac e feita pelo Instituto Butantan no Brasil.

Vacinação pode iniciar no dia 20 de janeiro caso Anvisa aprove uso emergencial – Foto: Arquivo/Maurício Vieira/SecomVacinação pode iniciar no dia 20 de janeiro caso Anvisa aprove uso emergencial – Foto: Arquivo/Maurício Vieira/Secom

Se aprovado o uso emergencial, a vacinação deve iniciar no dia 20 de janeiro, conforme anunciado nesta semana. A reunião inicia às 10h e terá transmissão ao vivo pelas redes sociais da Anvisa. A diretoria que deve decidir sobre a liberação é composta por cinco integrantes e a expectativa é de que a reunião dure cerca de cinco horas.

Em live realizada com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello garantiu que todas as vacinas aprovadas pela Anvisa serão utilizadas no Programa Nacional de Imunizações.

“E é isso que a Anvisa está fazendo agora, está analisando. No momento em que ela concluir que esses números estão corretos, que a documentação estiver perfeita e aprovada para utilização, vamos utilizar. Nós vamos utilizar todas as vacinas aprovadas pela Anvisa”, disse.

A garantia de que a vacinação inicia no dia 20 de janeiro em todo o país caso sejam aprovadas, foi feita pelo próprio ministro durante reunião com prefeitos.

+

Saúde