Luiza Trajano, da Magazine Luiza, será entrevistada no SC no AR

Empresária aceitou o convite de Márcia Dutra para explicar o Movimento Unidos pela Vacina no SC no Ar desta sexta (5)

O SC no Ar desta sexta-feira  (5), entrevista a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil.

A apresentadora do SC no AR, Márcia Dutra, destacou a importância de dar voz e espaço à mulheres como Luiza Trajano neste momento.

luiza trajano; magazine luiza; vacina; sc no ar; economia; covid-19; vacinaA conversa abordará, além da imunização, papel da mulher na sociedade e expectativas para a economia – Foto: Reprodução/Instagram/Metrópoles

“No mês da mulher vamos conversar com uma mulher forte, que tem uma presença notória no cenário nacional e que se coloca à frente de assuntos importantes para a sociedade, como o Movimento Unidos pela Vacina”, destaca.

O movimento é uma mobilização nacional que visa contribuir de diferentes formas para que todos os brasileiros sejam vacinados até setembro de 2021. Atualmente o Grupo Mulheres do Brasil conta com 75 mil, voluntárias.

Além disso, a conversa abordará outros assuntos do momento, expectativas para o campo econômico e o papel da mulher na sociedade brasileira, por exemplo.

O SC no Ar é exibido de segunda a sexta-feira a partir de 6h30.

Luiza Helena Trajano fez comunicado no início de fevereiro

Um anúncio feito por meio de uma publicação no Instagram pessoal de Luiza, no dia 8 de fevereiro, comunicou a criação do projeto Unidos pela Vacina.

“O nosso objetivo é vacinar todos os brasileiros até setembro deste ano. Sim, vacina para todos até setembro deste ano! A gente não discute política, não procura culpado. A gente discute, sim, como levar a vacina até todas as pessoas do nosso país”, escreveu a empresária nas redes sociais.

“Queremos usar nossa experiência, nossa força, para ajudar a destravar os problemas. Por exemplo, coisas que pelo ritmo normal demorariam um mês, queremos solucionar em 15 dias”, disse.

O projeto também contará com campanha publicitária veiculada em redes de televisão, para reduzir a resistência à imunização.

+

Saúde